Notícias Recentes

Pesticidas nos alimentos associados em desencadear asma em crianças

Pesticidas nos alimentos esta contribuindo em desencadear asma em crianças

O uso intensivo dos pesticidas nas plantações tem envenenado nossos alimentos, e causado uma série de problemas de saúde. Não é a toa que um estudo de alimentação ao longo da vida , publicado em 2012, revelou numerosos problemas chocantes em ratos alimentados com milho OGM, incluindo tumores massivos do tamanho de uma bola de tênis, tiveram morte prematura. Os ratos que receberam glifosato em sua água potável também desenvolveram tumores. Recomendo que leia cuidadosamente esse estudo que realmente não esta exagerando quando dizem que causou tumores massivos ... Eles são enormes! Alguns dos tumores pesavam 25% do peso total do rato. Agora nova pesquisa confirma outra ligação dos pesticidas e a saúde humana, o que não é de me admirar.

Pesticidas em alimentos ligados à asma em crianças


Os perigos dos pesticidas estão começando a chamar a atenção de cientistas e fornecedores de medicamentos controlados de produtos farmacêuticos. Um estudo publicado no Current Opinion in Allergy and Clinical Immunology, realizado por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Granada, Universidade de Almeria e Conselho de Saúde da Andaluzia, descobriu que a asma pode estar fortemente ligada à exposição a pesticidas .



Esses pesticidas, principalmente quando inalados, contribuíram para a inflamação crônica e afetaram a sensibilização a alérgenos - o que tornou os indivíduos mais propensos a desenvolver asma. Eles devem fazer um estudo sobre todas as crianças que crescem em torno das práticas agrícolas modernas a base de agrotóxicos. Os resultados provavelmente chocariam muitas pessoas.

Da mesma forma, três categorias de produtos químicos: ftalatos, pesticidas e bisfenol-A (BPA) têm sido fortemente associadas à ruptura endócrina e correlacionadas positivamente com o desenvolvimento de asma e alergias. Além disso, estudos observacionais descobriram que pessoas que foram expostas a esses tipos de produtos químicos, particularmente como fetos ou bebês, eram mais propensas a desenvolver asma e alergias.

nfelizmente, os pesticidas são predominantes em todo o ecossistema, o que significa que aqueles que comem alimentos orgânicos e evitam pesticidas provavelmente ainda estão expostos. Mas isso não significa que devemos desistir.

Uma das melhores maneiras de evitar toxinas, em nossos alimentos, é escolher orgânicos - o máximo possível. Mesmo que não seja "orgânico certificado", você pode encontrar alimentos razoavelmente baratos e de alta qualidade no mercado local de agricultores orgânicos. Basta fazer perguntas e conhecer seu agricultor ou (melhor ainda) - começar a cultivar sua própria comida.

Os alimentos com maior carga de pesticidas incluem : morangos, espinafre, couve, nectarinas, maçãs, uvas, pêssegos, cerejas, peras, tomates, aipo e batatas. Portanto, certifique-se de comprar apenas as variedades orgânicas ou cultivá-las organicamente.


Um tratamento natural e eficaz contra a asma


Há 20 anos, pesquisadores do Centro de Ciências da Saúde desenvolvem um medicamento à base de uma planta muito comum no semiárido: a milona. A curiosidade científica surgiu do uso popular. Os moradores do interior da Paraíba, há muitas e muitas gerações, utilizam a raiz da planta no tratamento da asma e de outras doenças respiratórias. Mas os pesquisadores descobriram que as folhas contêm os princípios ativos semelhantes.

O extrato da planta já foi testado em animais, como determina a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O resultado foi surpreendente: os pesquisadores descobriram que a planta, além de tratar os pacientes com asma, também é eficaz no combate às úlceras gástricas.

Outra surpresa durante os testes: a milona apresentou atividade antidepressiva nos camundongos.

“Seria interessante, porque tem casos que tem pessoas que têm asma que também estão sofrendo de depressão, então seria até uma forma de utilizar o único tratamento com as duas finalidades", avalia o Reinaldo Nóbrega de Almeida, pesquisador do Centro de Ciências da Saúde.

Outra alternativa é o quiabo é bom para a asma. A vitamina C do quiabo é um antioxidante e antiinflamatório, que reduz o desenvolvimento de sintomas de asma.

Receba as notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail



Fabio Allves

Fundador:Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)