Vacinas estão com vírus mortal sendo inoculados em seres humanos afirma pesquisadora presa apos descobrir

Pesquisadora é presa após descobrir vírus mortal inoculados em humanos  através da vacinas

Pesquisadora é presa após descobrir vírus mortal inoculados em humanos através das vacinas


Se você é uma daquelas pessoas que acreditam piamente no sistema de saúde da nossa sociedade, fico feliz por ter chegado até aqui no CE, pois a partir desse artigo, acredito que você irá repensar os seus conceitos. Sabemos que as grandes corporações fazem qualquer coisa para obter lucros, tais qual, se elas se veem ameaçadas por um novo advento, que possa prejudicá-la, logo tenta comprar do seu inventor, tal qual se não o vende, logo e persequido, intimidado processado e até a morte se necessário. 

Cientistas que verdadeiramente realizam estudos e querem provar a sua real ciência, é um bom exemplo disso, esses cientistas não compráveis, são muitas vezes "persuadidos" a retratar seus estudos, ou são oferecido subornos ou outros benefícios para se distanciar ou mesmo destruir seus dados, e até mesmo são ameaçados a ir para a prisão ou, se um processo legal for muito difícil de ser inventado contra eles, as corporações simplesmente acabam com a vida deles de forma a não deixar rastros.

Tão é essa verdade, que o fato aconteceu com a bióloga molecular Judy Anne. Mikovits, PhD, ao qual em uma entrevista no vídeo abaixo, ela conta que foi jogada na prisão por ter realizado pesquisas que levaram à descoberta de retrovírus mortais em quase todas as vacinas. transmitida a vinte e cinco milhões de americanos por meio de vacinas humanas, e mais de 50 milhões de brasileiros por deixarem inocularem esses vírus em seus corpos com as supostas imunizações de massa. 

O que aconteceu com Judy Mikovits 


Já bem conhecida pelo o seu trabalho no Instituto Nacional do Câncer dos EUA como pesquisador de câncer, a Dr. Judy Mikovits trabalhou com retrovírus humanos como o HIV. Seu trabalho se concentrou na pesquisa de imunoterapia. Em 2009, ela estava trabalhando em autismo e doenças neurológicas relacionadas. Ela descobriu que muitos dos participantes do estudo tinham câncer, distúrbios do neurônio motor e síndrome da fadiga crônica (SFC). Ela acreditava que um vírus pode ter sido responsável por esses sintomas, e através de sua pesquisa, ela isolou os vírus que vieram a vir de camundongos.

Parecia um vírus, cheirava a vírus, um retrovírus, porque esses são os tipos de vírus que perturbam o sistema imunológico. E vários outros investigadores na década de 90 tinham realmente isolado retrovírus dessas pessoas, mas o governo os chamou de "contaminantes", que eles não eram reais e que eles não tinham nada a ver com a doença. Bem, nós isolamos uma nova família de vírus que foram chamados de vírus relacionados ao vírus da leucemia murina xeno trópica. Então, esses vírus eram vírus da leucemia murina, vírus do mouse. 
Então, daqui a dois anos, nosso artigo publicado em uma das melhores revistas científicas do mundo em Ciência , 8 de outubro de 2009. Geralmente isso faz carreira, no meu caso, acabou minha vida como cientista. 

Vírus entregue através de vacinas 


O artigo do Dr. Judy Mikovits, por si só, não trouxe imediatamente a ira da poderosa indústria farmacêutica. No entanto, quando um artigo publicado dois anos depois fez a conexão entre esse novo vírus e vacinas, então os achados da pesquisa de Judy Mikovits se tornaram muito perigosos para o Estado Profundo controlador. Aqui está como Judy Mikovits explica isso no vídeo: 

Assim, em 2011, outro pesquisador de AIDS em uma revista chamada Frontiers in Microbiology (Fronteiras em Microbiologia) escreveu um artigo que realmente me custou muito; Eu não sabia que ele iria escrever este artigo, mas basicamente dizia que a maneira mais provável de que esses vírus relacionados à leucemia murina, esses tipos de vírus, entrassem em seres humanos, era através de vacinas .

Então, quando nós começamos as vacinas? 1953, 1934, bem na década de 30 com a poliomielite, e o que estávamos fazendo para atenuar , para tornar o vírus menos patogênico, menos tóxico, é que passávamos por cérebros de camundongos, então passávamos pelo cérebro de camundongos, e todo cientista que trabalha com esses vírus, e trabalhou no Instituto Nacional do Câncer, reconheceu a possibilidade de que se você juntar tecidos humanos e tecidos de camundongos, a possibilidade é que você vai pegar um vírus que é silencioso, no mouse, isto é, não machuca o rato, mas mata o humano, ou causa uma doença grave no ser humano. Relacionado: As vacinas que contém todos os vírus causadores de doenças estão sendo desenvolvidas secretamente

Estado profundo usa suas armas 


Então não demorou muito para que as implicações do documento se tornassem claras e o Estado Profundo percebesse a ameaça que estava sendo colocada à indústria de vacinas, e seus objetivos globais de redução populacional intencional através das vacinas, e imediatamente ativaram todo tipo de mecanismos de distorção da verdade e manipulação para encobrir os fatos da realidade social. 

Fui demitida, presa, sem justa causa, sem audiência, sem nenhum direito civil, 18 de novembro de 2011 .

Ela foi presa sem mandato e mantida na prisão por 5 dias sem a oportunidade de fiança como fugitiva da justiça, e recebeu uma ordem de ficar em silencio de 4 anos. Sua carreira foi destruída. Sua história está documentada no livro Plague:A intrépida busca de um cientista pela verdade sobre retrovírushumanos e síndrome de fadiga crônica, autismo e outras doenças .

Ironicamente, o FDA aprovou agora um protocolo de testes para detectar retrovírus no suprimento de sangue dos EUA, que vale milhões de dólares e, em grande parte, baseado na pesquisa da Dr. Judy Mikovits, mas está sendo administrado pela Grande pharma. Assim, enquanto esta cientista ilustre está falida e sem emprego, outros estão supostamente capitalizando em sua pesquisa para ganhar milhões de dólares para limpar o suprimento de sangue dos EUA, ou até mesmo fraudar as provas concretas da doutora Judy.

Os denunciantes em todos os campos do esforço humano precisam obter a atenção e o apoio da Comunidade Desperta. Pessoas corajosas como a Dra. Judy Mikovits nos mostram que é possível manter sua integridade mesmo sob uma tremenda pressão sendo derrubada pelo Estado Profundo. Precisamos ouvir e proliferar suas histórias, pois elas nos fornecem importantes sabedoria sobre a maneira como o mundo realmente funciona e nos ajudam a distinguir entre aqueles que buscam a verdade e aqueles que a escondem. Vamos todos trabalhar juntos para continuar a remover os véus do engano em nosso mundo.

Author Image

Autor: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu partir em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais