Herbicida mais vendido no Brasil envenena água potável, envenena população

Herbicida mais vendido no Brasil envenena água potável, envenena população

Infelizmente o glifosato não é o único herbicida que causa danos ao meio ambiente e à vida do povo brasileiro. Estudos recentes indicam que cerca de 30% dos herbicidas usados no Brasil são proibidos na Europa.

Um estudo em questão foi conduzido por Gilles-Eric Séralini. O estudo de alimentação ao longo da vida , publicado em 2012, revelou numerosos problemas chocantes em ratos alimentados com milho OGM, incluindo tumores massivos e morte prematura. Os ratos que receberam glifosato em sua água potável também desenvolveram tumores. No ano seguinte, a editora retirou o estudo dizendo que “não atingia os padrões científicos”, embora uma investigação longa e cuidadosa não tenha encontrado erros ou deturpação de dados.

Curiosamente, no período entre a publicação do estudo e a sua retratação, a revista criou uma nova posição - editor associado de biotecnologia, cargo que foi preenchido por um ex-funcionário da Monsanto. O editor da revista que retirou o estudo também teria sido pago pela Monsanto.

O primeiro estudo sobre alimentação ao longo da vida 1 que avaliou os riscos para a saúde de alimentos geneticamente modificados foi publicado on-line em 19 de setembro, e os resultados são preocupantes, para dizer o mínimo. Este novo estudo reúne uma lista de mais de 30 outros estudos em animais mostrando problemas tóxicos ou alergênicos com alimentos geneticamente modificados.

O estudo, publicado na revista Peer and Chemical Toxicology , descobriu que ratos alimentados com um tipo de milho geneticamente modificado que é prevalente no suprimento de alimentos dos EUA por dois anos desenvolveram tumores mamários maciços, danos nos rins e fígado e outros problemas sérios de saúde. problemas.

A pesquisa foi considerada tão "quente" que o trabalho foi feito sob estrito sigilo. De acordo com um artigo francês no Le Nouvel Observateur,  os pesquisadores usaram e-mails criptografados, conversas telefônicas foram proibidas e até mesmo lançaram um estudo falso para evitar a sabotagem!

  • "Os efeitos na saúde de um milho geneticamente modificado tolerante a Roundup (de 11% na dieta), cultivado com ou sem Roundup e Roundup sozinho (de 0,1ppb na água), foram estudados 2 anos em ratos. [Nota do editor : este nível de Roundup é permitido em água potável e culturas transgênicas nos EUA]
  • Nas mulheres, todos os grupos tratados morreram 2-3 vezes mais que os controles, e mais rapidamente. Esta diferença foi visível em 3 grupos masculinos alimentados com OGMs.
  • Todos os resultados foram dependentes de hormônios e sexo, e os perfis patológicos foram comparáveis. As fêmeas desenvolveram grandes tumores mamários quase sempre com mais frequência do que e antes dos controles; a hipófise foi o segundo órgão mais deficiente; o equilíbrio hormonal sexual foi modificado pelos tratamentos OGM e Roundup.
  • Nos homens tratados, as congestões hepáticas e a necrose foram 2,5 a 5,5 vezes mais elevadas ... As nefropatias renais marcadas e graves também foram geralmente 1,3-2,3 vezes superiores. Os machos apresentaram 4 vezes mais tumores palpáveis ​​que os controles, o que ocorreu até 600 dias antes.
  • Dados bioquímicos confirmaram deficiências crônicas renais muito significativas; para todos os tratamentos e ambos os sexos, 76% dos parâmetros alterados estavam relacionados aos rins. Esses resultados podem ser explicados pelos efeitos não lineares de desregulação endócrina do Roundup, mas também pela super expressão do transgene no OGM e suas consequências metabólicas. "
Pessoal, se isso não chamar sua atenção, nada mais irá.

10% ou mais da sua dieta consiste em ingredientes geneticamente modificados. As chances são, que você comera alimentos processados, sua dieta está repleta de ingredientes geneticamente modificados que você nem conhecia.

O estudo em questão inclui fotos e gráficos. Eu recomendo muito o tempo para realmente ler este notável estudo, e examinar as evidências documentadas. Eles realmente não estão exagerando quando dizem que causou tumores massivos ... Eles são enormes! Alguns dos tumores pesavam 25% do peso total do rato. Esta é a mais atual e melhor evidência até o momento dos efeitos tóxicos dos alimentos transgênicos.Você pode conferir o  estudo completo aqui

Glifosato no Brasil 

O herbicida mais vendido no Brasil é o glifosato. A presença desse veneno, que pode causar câncer, é 5 mil vezes maior na água potável brasileira do que nas águas de toda a União Europeia. Ou seja, é grande a chance de que cada copo de água que bebemos venha com uma boa quantidade de partículas de glicosato.

O glifosato é um dos herbicidas que mais danos causam ao meio ambiente e ao ser humano, mas na tabela de riscos da ANVISA, aparece com código verde. Ele é uma molécula química sintetizada, desenvolvido para matar qualquer planta, especialmente as perenes, mas que acabam matando também os seres vivos. Estudos já associaram o herbicida com o desenvolvimento da doença de Alzheimer, Autismo e Diabetes etç.

Glifosato é o ingrediente principal do Roundup, herbicida fabricado pela Monsanto. Assim, muitas plantas geneticamente modificadas são simplesmente alterações genéticas para resistir ao glifosato.

No Brasil, o glifosato é usado em várias praças e parques públicos, para matar as plantas indesejadas, em vez de campinar. Em muitos municípios, as administrações municipais usam o glifosato para matar a vegetação das áreas de beira de estrada. Sem saber do perigo, muita gente na agricultura familiar também usa o glifosato para limpar seus quintais.



Na verdade, nós sabemos que o glifosato nos cerca por todos os lados. Ele é usado nas grandes explorações agrícolas, nas pequenas, pelos agricultores de fim-de-semana, pelas autarquias para controlo das ervas daninhas… Consequentemente, tem glifosato em praticamente tudo o que comemos, no Brasil e no mundo.

Análises feitas em Portugal com 26 voluntários (Glifosato: o herbicida que contamina Portugal ), publicado no site Sustentabilidade é ação, mostram que todos os voluntários foram detectados níveis elevados de glisofato na urina. Veja o gráfico abaixo:




Fabio Allves

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)