Notícias Recentes

Dicas básicas de jardinagem de alimentos em casa antes do colapso de alimentos

Dicas básicas de jardinagem de alimentos em casa antes do colapso de alimentos

Cultivar sua própria horta pode ser um hobby divertido e gratificante que também pode te ajudar a se manter vivo quando o colapso alimentar acontecer. Em um cenário de rede de alimentos paralisada, a população irá enlouquecer em busca de alimentos, no qual os super mercados serão os primeiros a serem saqueados, entre outros Isso torna extremamente difícil encontrar comida - a menos que você tenha o conhecimento e as habilidades necessárias para plantar o seu próprio alimento sustentavelmente por um período indefinido de colapso.

Embora possa parecer uma tarefa difícil no começo, não é, e você não precisa ser um jardineiro mestre, e investir em equipamentos caros ou até ter um hectare inteiro de terra para ter um jardim florescente. Você pode simplesmente começar pequeno e aprender à medida que avança, aumentando eventualmente sua experiência em ter um suprimento de alimento auto-sustentável.

Crie seu próprio jardim de alimentos sustentável em sua casa


Aqui estão algumas diretrizes que você pode seguir:

  1. Escolha o local certo. Uma das primeiras coisas que você precisa fazer é decidir onde deseja que seu jardim esteja. Considere o espaço que você deseja distribuir, a quantidade de exposição ao sol necessária para suas plantas e o tipo de solo disponível. Para aumentar a produtividade, você precisa construir o solo. Com um solo profundo e organicamente rico, você pode incentivar o crescimento de raízes saudáveis. Esse tipo de solo produzirá vegetais de alta qualidade.
  2. Projete seu jardim. Embora essa etapa não seja uma necessidade, adicionar sua criatividade ao seu jardim é uma boa ideia, em vez de uma mistura de vegetais aleatórios.
  3. Configure todas as suas ferramentas. As ferramentas de jardinagem não precisam ser caras para realizar seu trabalho com eficiência. Existem todos os tipos de ferramentas disponíveis que podem tornar sua experiência de jardinagem mais confortável. Apenas lembre-se de nunca exagerar. Compre o que você precisa e o que você pode pagar.
  4. Leia sobre manutenção de jardins. Dizem que se deve aprender com a experiência, mas fazer uma leitura um pouco avançada não vai doer. Seja poda, remoção de ervas daninhas ou até plantio, sempre há algo para mantê-lo ocupado quando você jardina. Ter mais conhecimento na execução dessas tarefas pode ajudar bastante a tornar a jardinagem em casa uma experiência agradável e satisfatória.
  5. Melhorando seu estilo de vida. Muitas ongs, instituições e associações que lidam com terapias para tratamento de pacientes com diversos problemas de saúde, já perceberam a eficácia da aplicação da hortoterapia, uma atividade que vem crescendo em todo o mundo como coadjuvante no tratamento de pacientes com Alzheimer, depressão, autismo, ansiedade ou síndrome de Down.

Agora que você planejou seu jardim e aprendeu o que pode e como fazer, resta apenas uma pergunta: O que você deve plantar? Isso geralmente é uma questão de gosto e preferência pessoal. Algumas pessoas não gostam de certos vegetais. Você também deve considerar o plantio com base no seu tempo disponível e quanto esforço deseja manter na manutenção de suas plantas. Simplificando, faça sua própria pesquisa e decida o que funciona melhor para você e sua situação de tempo. No entanto, se você planeja jardinar para reabastecer os estoques de alimentos em um cenário de colapso alimentar, considere plantar alimentos, como batatas, mandioca, ervilhas, entre outros que possam ser auto-sustentáveis. Confira essas dicas para começar!

Receba as notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail



Fabio Allves

Fundador:Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)