Holocausto digital liberdade de expressão e de informações será limitada

Compartilhar
Holocausto digital liberdade de expressão e de informações será limitada

Estamos sofrendo um totalitarismo virtual, uma ditadura virtual, e um tecno-fascismo virtual por partes dos gigantes da tecnologia como o Google, Facebook, Twitter, YouTube, etc... Alguns anos atrás, geralmente alteravam seus algoritmos com o objetivo de trazer para as pessoas os resultados de pesquisas mais relevantes possíveis, mas agora, nessa nova e revolução tecno-fascismo, alguns desses ajustes estão sendo motivados por algo completamente diferente, estão de mãos dadas com o estado profundo dos globalistas anti-humanidade anti-liberdade - estão sendo como uma plataforma de editor, escolhendo todo o fluxo de informação que é permitido o mundo saber.

Analistas acreditam que o Google está rebaixando sites que discordam do que considera ser "fatos" padronizados, ou seja, fatos da mídia convencional. É por isso que sites que compartilham informações sobre perigos de vacinas, OGMs, curas naturais, como Natural News e Mercola, e nós do Coletividade Evolutiva, e muitos outros, estão sendo atingidos.

Embora possa parecer que esta é apenas outra manifestação do conluio das grandes corporações de tecnologia, com a indústria farmacêutica, Bayer/Monsanto, e outras corporações poderosos, que tem bolsos profundos, portanto, muita influência corrupta - a verdade é que os gigantes da tecnologia se entregaram aos globalistas eugenistas da nova ordem mundial, o que significa que agora tem um interesse "especial" em controlar o que as massas pesquisam, e pensam, e em censurar toda a verdade, e claro promover as corporações eugenistas, o mentiroso aquecimento global, o LGBT, e a violência em massa, e por fim promover a aceitação do inaceitável como o normal - Redução populacional.

Google, Wikipedia, Twitter e Facebook, YouTube estão realizando um "Holocausto digital" 


Hoje com uma sociedade dominada por serviços digitais, como relata o fundador do Natural News, Mike Adans, lutar pelo direito digital de existir é o mesmo que lutar pela sobrevivência. Com efeito, o Google está executando um Holocausto digital, "matando" milhões de pessoas com um manual de sites descritos como lista negra, agora confirmada pelo Wall Street Journal com sua própria investigação profunda sobre os crimes maliciosos e enganos do próprio Google.


Ser removido on-line pelo Google é o equivalente de ser levado a uma câmara de gás e asfixiado até a morte com produtos químicos tóxicos. No entanto, o Google realiza isso diariamente, mantendo uma lista manual de sites na lista negra. E o CEO do Google mente para o Congresso e alega que eles não estão na lista negra de sites. Este é o equivalente digital ao (negação) do Holocausto, que obviamente era a narrativa oficial dos nazistas enquanto eles o realizavam.

Em outras palavras, o Google não está apenas realizando as execuções online - uma espécie de limpeza étnica online - de milhões de pessoas inocentes; O Google está mentindo simultaneamente para o Congresso, enganando investidores e cometendo fraudes nas eleições.

Todos aqueles que trabalham para o Google, YouTube, Facebook, Twitter e outros gigantes da tecnologia são, obviamente, inimigos da liberdade humana e podem enfrentar as consequências criminais por sua cumplicidade no tecno-fascismo, assim como os guardas dos campos de prisioneiros nazistas acabaram enfrentando anos depois de terem participado de seus crimes hediondos contra a humanidade.

Qualquer indivíduo que empresta seu talento ou tempo a qualquer gigante da tecnologia está contribuindo para a escravidão da humanidade e a destruição da liberdade humana. Esses indivíduos devem enfrentar consequências legais por suas conspirações contra a humanidade, que agora estão sendo realizadas em uma escala que faz o Holocausto da Segunda Guerra Mundial parecer minúsculo em comparação.

É por isso que, quando a guerra civil começa, é crucial que as forças pró-liberdade apreendam os registros de emprego dos gigantes da tecnologia, para que todos os que contribuíram com esses crimes contra a humanidade possam ser encontrados, presos, indiciados e levados à justiça pelo registro histórico.
Compartilhar
Ajude-nos abrindo uma publicidade - Cique aqui
Ajude-nos abrindo uma publicidade - Cique aqui
Continue lendo após publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se inscrever acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Siga nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram

Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram