Notícias Recentes

Indústria do Câncer: Não querem cura, e uma alternativa natural

Indústria do Câncer: Não querem cura, e alternativa natural

Muitas pessoas até hoje ainda duvidam, que o câncer foi um maldito experimento implementado na sociedade através dos alimentos quimicamente industrializados para tal proposito, no intuito de render bilhões de dólares, tanto para a indústria farmacêutica quanto para a de alimentos, são uma coligação de efeito cascata. Apesar dos alimentos  e o meio ambiente está sob o mesmo envenenamento com os químicos, hoje em dia quase tudo se encontra com algum tipo de químico que provoca doenças.

Se alguns dos tratamentos naturais e alternativos contra o câncer, fossem aprovados legalmente, a grande indústria farmacêutica perderia bilhões. Pois os tratamentos naturais ganhariam mais força, e claro, são altamente funcionais e baratos, o que consequentemente levaria os produtos básicos de saúde da indústria farmacêutica ao seu fim. Por isso a indústria do câncer irá destruir, desacreditar e difamar qualquer pessoa ou cientista que ouse tornar público a verdade sobre reverter ou cura  do câncer. Recomendado:Câncer de mieloma de fase 3 é completamente eliminado com um suplemento de açafrão

A indústria farmacêutica, é o inimigo numero 1 da cura, e que nos impede, de revelar a verdadeira cura contra o câncer, pois tem muitos lobistas, e dinheiro para comprar os governantes para que favoreça os interesses da indústria. Hoje, um em cada dois homens corre o risco de desenvolver algum tipo de câncer , e para as mulheres essa proporção é de um em cada três . Recomendado: A FRAUDE DA QUIMIOTERAPIA É EXPOSTA: PESQUISADORES CONFIRMARAM


O site Forbes.uol.com.br, também observou em 2015:
O mercado de medicamentos contra o câncer atingiu a marca de US$ 100 bilhões de faturamento por ano. A previsão do IMS (Institute for Healthcare Informatics) é de que, em 2018, esse número cresça quase 50%, chegando a US$ 147 bilhões.A Europa gasta mais dinheiro com remédios contra o câncer do que a porcentagem total gasta em remédios. Na Alemanha, o investimento per capita é de mais de US$ 70 milhões por ano.

O site " healthimpactnews". observa também observa:
“A indústria do câncer é provavelmente o negócio mais próspero dos Estados Unidos. Em 2014, estima-se 1.665.540 novos casos de câncer diagnosticados e 585.720 mortes por câncer nos EUA. US $ 6 bilhões em fundos de contribuintes são repassados ​​por várias agências federais para pesquisas sobre o câncer, como o National Cancer Institute (NCI). O NCI afirma que os custos médicos do tratamento do câncer são de US $ 125 bilhões, com um aumento projetado de 39%, para US $ 173 bilhões até 2020. ”


Quimioterapia mata mais pacientes do que câncer em si


A crença entre os céticos é que o tratamento do câncer se tornou uma indústria em si, empregando muitas pessoas e produzindo renda demais para permitir que a cura fosse encontrada (ou aprovada). De fato, a pesquisa atual sobre medicamentos contra o câncer baseia-se na presunção de que a doença crescerá (assim como o mercado) e não diminuirá. Um estudo publicado na revista Science Translational Medicine, provou o que o que o Coletividade Evolutiva tem relatado; tratamentos convencionais contra o câncer causam mais câncer. Uma equipe de cientistas da Faculdade de Medicina Albert Einstein, em Nova York, encontrou provas convincentes de que a quimioterapia é apenas uma solução de curto prazo.

Eventualmente, as drogas vão deixá-lo doente de novo, empurrando os pacientes para uma segunda rodada de tratamentos caros. Truque de geração de dinheiro inteligente: em vez de ajudar os pacientes a se livrarem da doença, eles a colocam temporariamente em espera para que possam receber os dólares duas vezes.

Os cientistas de Nova York explicaram que, enquanto encolhem os tumores, a quimioterapia abre simultaneamente novas portas para os tumores se espalharem pelo sistema sanguíneo, desencadeando tumores mais agressivos, que a maioria das vezes resultam em morte.


Os pesquisadores acreditam que as drogas quimioterápicas ligam mecanismos de reparo no corpo que permitem que os tumores cresçam mais rápido. Além disso, o Dr. George Karagiannis, principal autor do estudo, e sua equipe descobriram que dois quimioterápicos comuns aumentavam o número de “portais” nos vasos sanguíneos, o que permitia que as células cancerígenas se espalhassem para outras partes do corpo. A equipe também descobriu que a quimioterapia aumentava o número de células cancerígenas que circulavam no corpo e nos pulmões de camundongos.

Alternativa natural: Médicos ficam chocados quando o óleo de cannabis cura mulher de câncer terminal


Há uma grande quantidade de pessoas curando o câncer por conta própria, com uma pequena ajuda de uma planta medicinal que chamamos de cannabis. Recentemente, uma mulher de 52 anos do Reino Unido revelou que o óleo de cannabis salvou a sua vida. Depois de um diagnóstico de câncer terminal e tratamentos de quimioterapia fracassados, Joy Smith diz que ela estava disposta a tentar praticamente qualquer coisa - incluindo a cannabis.

Apesar de seu ceticismo inicial, 
Joy Smith deu um salto de fé que parece ter valido a pena em enormes dividendos. Dois anos após o início do tratamento com óleo de cannabis, o câncer de estômago está em remissão completa e os últimos pedaços de câncer estão quase acabando.

Joy Smith, que vem de Coventry, diz que os médicos previram que ela tinha apenas seis semanas de vida quando diagnosticou seu estômago de câncer de intestino. Muitos dos tumores foram considerados inoperáveis, e especialistas a incentivaram a tentar a quimioterapia para prolongar sua vida. Mas, como tantas vezes acontece, a quimioterapia só piorou sua condição: ela desenvolveu sépsis e sua linha teve que ser retirada.

Enquanto Joy Smith pode ter ficado apreensiva sobre o óleo de cannabis inicialmente, aprender sobre outras pessoas que tiveram sucesso tratando o câncer com ele a inspirou a ser mais confiante. Logo, ela viu seus próprios resultados - que finalmente a convenceram da potência da planta contra uma das principais doenças mortais do mundo.
“Eu estava tomando e parando. Mas quando eu estava fazendo isso de três a cinco vezes por semana, os exames estavam melhorando e quando parei de tomá-lo, os exames não mostraram nenhuma mudança ”, explicou Joy Smith.

Receba as notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail - Ajudar o Site



Fabio Allves

Fundador:Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)