Notícias Recentes

Onda de incêndios na Amazônia é um ataque de geoengenharia climática (Manipulação)

Onda de incêndios na Amazônia é um ataque de geoengenharia climática (Manipulação)

Acenda uma faísca, manipule o fluxo do vento, e o estrago está feito - Embora existam inúmeras provas e evidências da geoengenharia, o mundo apenas se culpam, e culpam o ser humano comum da sociedade, como o causador da poluição ou do falso aquecimento global ou da morte das florestas e animais em todo o mundo, mas nenhum deles, nem a mídia tradicional controlada menciona o ataque que a humanidade está sofrendo da geoengenharia climática.

Embora existam inúmeras formas de atividades corporativas danificando o clima e a biosfera, as operações ilegais de engenharia global de clima / radiação solar são um fator causal primário que alimenta os incêndios catastróficos em todo o mundo (que a mídia tradicional fascista não divulgam). A engenharia climática está interrompendo completamente o ciclo hidrológico, desencadeando o aumento de raios secos , destruindo a camada de ozônio , contaminando os solos e cobrindo tudo ao nível do solo com poeira incendiária (aerossol estratosféricos)(devido às consequências dos programas de pulverização da atmosfera)

Devemos nos apoiar em um sólido e verificável fundamento em relação aos dados e conclusões que compartilhamos, ou perderemos toda a credibilidade nesta batalha tão importante para um bem maior. Qualquer propagação de especulação factualmente insuportável e insuportavelmente factível (que, por sua própria natureza, provoca descrença) apenas enfraquece a credibilidade quando tentamos expor os crimes de engenharia do clima, muito reais e terríveis, perpetrados contra o nosso planeta, e agora mais do que nunca contra nossa amazônia, que consequentemente atinge o ser humano, e animais. 

Os recentes e atuais incêndios na Amazônia se comportam de maneira sem precedentes e queimam a temperaturas excepcionalmente altas. Existem razões para acreditar que o público não está sendo informado de questões fundamentais que estão diretamente relacionadas ao aumento exponencial de incêndios florestais globais. 

Os dados disponíveis deixam claro que a engenharia climática de inúmeras maneiras preparou o terreno para os pesadelos da tempestade, tanto de incêndios florestais, quanto para chuvas extremamente anômalas – Sem dúvidas a geoengenharia que estão realizando em nosso mundo, no qual fazem as massas acreditarem na farsa de “aquecimento global” - é capaz de terríveis furacões, secas, chuvas exageradas, e muito mais, como será explicado mais a frente. 

É mais uma crise inevitável quando a atmosfera é preenchida com partículas do conhecido popularmente, Chemtrails (Aerossol estratosféricos), os solos são contaminados e as águas são poluídas com a mesma. E não só isso basta olharmos para o nosso redor e observar - como de repente a chuva alagam cidades inteiras, a seca acaba com plantações inteiras.

O aerossol estratosférico é carregado de nanopartículas de alumínio / alumina, bário, estrôncio, manganês, tório e agora até flúor está sendo relatado em testes recentes da Noruega. 

Manipulação da corrente de ar inflama os incêndios florestais, e também causa a destruição da atmosfera 


O HAARP é o acrônimo de uma poderosa instalação “ aquecedora da ionosfera” localizada no Alasca. Este é um enorme e extremamente poderoso conjunto de antenas que é capaz de transmitir até três milhões de watts de potência para a ionosfera. Isso desencadeia uma reação em cadeia elétrica que, então, causa uma "protuberância" na atmosfera, o que, por sua vez, pode alterar o curso da corrente de ar. Tais alterações podem, por sua vez, "manipular" os sistemas meteorológicos. 

Por tal manipulação, as frentes de tempestade podem ser combinadas e pioradas .“Ou separados e dispersos. Acredita-se que existam cerca de 100 grandes “aquecedores de ionosfera” terrestres em todo o mundo, alguns da China e da Rússia. Também ficou evidente nos últimos anos que a “guerra climática” já é uma realidade global letal. O potencial destas instalações de transmissão de frequência é melhorado pela pulverização dos nossos céus. A saturação da atmosfera com partículas de metal torna a atmosfera mais "condutiva". Isso, por sua vez, aumenta a capacidade dos aquecedores da ionosfera. 

Raios secos e incêndios florestais fora de controle 


Florestas completamente dizimadas e queimadas sob céus tóxicos da geoengenharia estão se tornando cada vez mais “normal”. 

Uma atmosfera que é mais condutora da saturação de partículas metálicas pode produzir raios mais frequentes. Essas mesmas partículas também têm o efeito líquido de “diminuir e dispersar” a chuva. As florestas ao redor do mundo estão agora cheias de árvores mortas e moribundas (referenciadas mais adiante neste artigo). Além disso, a folhagem das árvores é agora coberta com o que equivale a uma poeira “incendiária” das partículas de geoengenharia. Adicione a camada de ozônio triturada, que cria mais calor, e as condições de “clima modificado” são ainda piores. O resultado óbvio é incêndios florestais mais frequentes e catastróficos. Este fenômeno está sendo jogado ao redor do mundo. O colapso, e (a incineração global de incêndios florestais está se acelerando ). 

A inalação do aerossol estratosférico, esta causando doenças na humanidade, e nas plantações 


A inalação dessas partículas microscópicas é altamente prejudicial, não importa qual seja o material particulado, as partículas metálicas em questão são especialmente letais. Doenças respiratórias e mortalidade são agora literalmente epidêmicas. As doenças humanas degenerativas que estão ligadas à exposição ao aerossol estratosférico estão agora praticamente fora fora de controle. Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade, Alzheimer, autismo, imunodeficiência e muitas outras doenças associadas a metais pesados, dispararam nos últimos anos. 

Segundo cientistas como internacionalmente conhecem o neurocientista Russell Blaylock . As nanopartículas de metais pesados ​​são tão pequenas que passam através do pulmão que se alinha na corrente sanguínea. Lá eles podem aderir a receptores de células como uma placa, lenta mas seguramente desligando as funções corporais e o sistema imunológico. Estes metais são quase impossíveis de remover depois de terem se alojado no corpo. Além disso, praticamente todas as mordidas que comemos estão contaminadas com essas nanopartículas tóxicas, pois são absorvidas pela vida das plantas, o que é altamente prejudicial para as plantações.


Receba as notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail



Fabio Allves

Fundador:Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)