O Golpe do Flúor: Até guando permitiremos o emburrecimento da nossa civilização?

A chamada "maior conquista de saúde pública do século 20" já foi exposta a muito tempo como uma fraude total, o que levanta a questão: Quando os Brasileiros receberão um pedido de desculpas apoiado por compensação? Estamos falando sob…

O Golpe do Flúor: Até guando permitiremos o emburrecimento da nossa civilização?

A chamada "maior conquista de saúde pública do século 20" já foi exposta a muito tempo como uma fraude total, o que levanta a questão: Quando os Brasileiros receberão um pedido de desculpas apoiado por compensação? Estamos falando sobre o golpe conhecido como fluoretação artificial da água, que desde de muitos anos atrás foi revelado por estudos como um causador de danos cerebrais e reduz o QI em crianças. 

Por mais absurdo que você possa imaginar, seu creme dental, o "abastecimento publico de água"  entre outros, estão todos contaminados com um dos mais altos venenos, digamos assim considerados na tabela periódica, pois o flúor é considerado altamente toxico. E ainda mais louco é que, a Organização Mundial da "Saúde" (OMS) considera o Flúor como um "medicamento" de massa para com a população. 

Não é de me admirar do porque das epidemias de doenças cerebrais  -  Durante a pesquisa de 1990, conduzido pela toxicologista Phillis Mullenix de Harvard, que revelou que o flúor causa a diminuição do QI, aumentando os sintomas em ratos de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Poucos dias antes de sua pesquisa ser aceita para publicação, Mullenix foi demitida como chefe de toxicologia no Forsyth Dental Center, em Boston. Em seguida, a sua candidatura a uma bolsa para continuar sua pesquisa sobre as consequências do flúor no sistema nervoso central foi rejeitada pelo National Institute of Health (NIH), quando um painel do NIH lhe disse que “o flúor não tem efeitos no sistema nervoso central”. Recomendado: Vídeo chocante - Água potável de todo Brasil está contaminada revela Ministério da Saúde

No período do governo do ex-presidente Ernesto Geisel, no Brasil, foi implantado a fluoretação. Contudo as leis de fluoretação de águas públicas foram recentemente contestadas por políticos, e outros profissionais contrários ao suposto “tratamento” em massa da população, no senado e câmara, considerado antiético, segundo seus valores, ao tempo em que foram festejadas por organizações médicas e comunidades “científicas”.

"Assim, foram levantadas questões éticas a respeito dessa “medicação” em massa sem prescrição médica. Pessoas com algum grau de autismo são ainda mais prejudicadas pela fluoretação obrigatória, inclusive de alimentos, pois este é depressor do sistema nervoso central."Recomendado: Níveis mais altos de consumo de flúor associado ao TDAH em crianças

Estudos recentes revelão que o flúor diminui a inteligencia


Não há nada benéfico sobre o flúor em termos de saúde humana. É uma farsa total, no qual convenceu muitos países a aceitarem. Infelizmente este resíduo industrial continua a ser adicionado ao abastecimento público de água, em detrimento da "saúde humana". Bem, agora uma revista científica tradicional está admitindo o que temos dito o tempo todo, afirmando o que milhões de Brasileiros já descobriram sobre a natureza sinistra desse suposto produto químico "que impede a cavidade".

De acordo com o jornal, as crianças expostas aos níveis recomendados pelo governo de 0,7 miligramas de flúor por litro de água sofrem drásticas reduções na função cerebral e no QI - e o dano é especialmente grave em meninos jovens . Recomendado: Coquetel de produtos químicos e drogas em nosso abastecimento de água

Não importa como o lobby pró-flúor tente dar a notícia, o flúor lobotomiza quimicamenteas crianças cujas mães são expostas a ele durante a gravidez, sugerindo que é hora de interromper a fluoretação artificial da água de uma vez por todas.

"O flúor atravessa a placenta, e estudos de laboratório mostram que ele se acumula em regiões do cérebro envolvidas no aprendizado e na memória e altera proteínas e neurotransmissores no sistema nervoso central", explica o estudo.

"A maior exposição ao flúor da água potável tem sido associada à crianças menos inteligentes em uma meta-análise de 27 estudos epidemiológicos e em estudos, incluindo biomarcadores de exposição ao flúor."Recomendado: Herbicida mais vendido no Brasil envenena água potável, envenena população

O estudo ligando o flúor ao QI


O estudo analisou 601 Mães canadenses e seus pares de filhos, observando como as concentrações de flúor nas amostras de urina de gestantes durante a gestação correlacionaram-se com anormalidades de saúde em seus filhos.

Entre as idades de três e quatro anos, todas as crianças nascidas das mães avaliadas tiveram seus QIs testados, e os resultados foram comparados com as quantidades de flúor que suas mães consumiram através da ingestão de bebidas durante a gravidez.

O que os pesquisadores descobriram é que, para cada 1 mg / l adicional de flúor na urina de uma mãe, houve uma queda de 4,5 pontos no QI de sua prole masculina. Curiosamente, uma correlação semelhante não foi detectada na prole feminina, sugerindo que o flúor é especialmente tóxico para os meninos e seu desenvolvimento normal.

No entanto, independentemente do sexo dos filhos das mães, descobriu-se que, em geral, para cada aumento de 1 mg / l na ingestão de flúor por uma mãe, houve uma redução correspondente de 3,7 pontos no QI de uma criança - sugerindo que todas as crianças , machos ou fêmeas, são prejudicados pela exposição ao que o governo alega serem níveis “ótimos” de flúor na água potável.

O lobby do flúor


Apenas para ter certeza de que seus resultados foram os mais precisos possíveis, a autora do estudo christine Till e sua equipe explicaram fatores externos, como renda, educação e exposição a outros elementos tóxicos, como chumbo, mercúrio, manganês, ácido perfluorooctanóico (PFOA) e arsênico. E eles ainda determinaram no final que o flúor é, na verdade, um veneno neurotóxico que não deveria ser adicionado à água potável.

Mas o lobby dessas descobertas tem sido rápidos para desacreditar, e ainda declaram que os Brasileiros não precisão se preocupar, e que devem continuar a engolir água fluoretada para “prevenir cáries”.

Obviamente nunca deveria ter sido permitido a fluoretação artificial da água, no qual se parece ter sido  implementada à força. Até mesmo Adolph Hitler usou o produto químico em campos de concentração para manter os prisioneiros dóceis e compatíveis com as demandas. do regime nazista.

Mas com o Brasil sempre ficou de joelhos para os internacionais, sempre faz o que as grandes corporações querem, e fazer perguntas mais tarde, aqui estamos nós, 75 anos depois, ainda fluoretando o suprimento de água e destruindo as mentes de nossas crianças - tudo em nome da “oralidade”. saúde."
Publicidade

Notícia Em: / / /


Fabio Allves

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais