Notícias Recentes

ECO-GENOCÍDIO: 11.000 cientistas exigem a eliminação populacional

ECO-GENOCÍDIO: 11.000 cientistas exigem a eliminação populacional

Já à algum tempo que temos alertado sobre a farsa do aquecimento global, e mostrando que o planeta está sendo na realidade modificado pela a geoengenharia do clima, mas os cientistas lunáticos que seguem a agenda dos globalistas eugenistas negativos, igualmente a grande mídia privada, usam a farsa de que existe um aquecimento global, e que toda a culpa pertence somente aos humanos de baixo escalão da sociedade, tudo motivos para quando chegar a hora, dizerem, que para salvar o planeta precisa de uma redução populacional, e não se engane isso já está acontecendo por enquanto de forma de disfarce de imunização das massas com vacinas, causando infertilidades, abortos "espontâneos" diminuição do espermatozoide, entre diversos efeitos colateiras causando até mesmo a morte prematura, além da possibilidade das próprias vacinas estarem infectando os seres humanos com doenças programadas/vírus que depois de certo tempo sai da "metamorfose" no corpo humano e desencadeia surtos de doenças.


E obviamente a agenda globalista está incluída as vacinas, transgenerismo, exposição a EMG 5G e contaminação por pesticidas no suprimento de alimentos, nosso abastecimentos de água potável. É tudo sobre causar abortos espontâneos e infertilidade como um meio de eliminar os seres humanos do planeta Terra. (Sim, os globalistas realmente odeiam qualquer ser humano que esteja vivendo e estão se esforçando ao máximo para realizar a morte em massa e o genocídio. E guando o colapso total ocorrer, os globalistas estarão em seus Bunkers super luxuosos aguardando o genocídio em massa, para recomeçarem tudo do zero.)

Os globalistas eugenistas negativos querem uma redução populacional de qualquer forma que seja, já que agora não precisam da mão de obra humana, pois agora é a era da evolução das máquinas, e a  destruição dos humanos, -  e para isso parece que estão usam cientistas para alegarem falsamente a questão de aquecimento global, isso para convencerem o mundo que algo precisa ser feito emergencialmente, tática clara de causar panico e medo - cientistas estão usando a farsa do aquecimento global, dados falsificados, para seguir uma agenda de redução populacional/assassinato em massa para ser mais claro, visam a eliminação de bilhões de seres humanos do planeta Terra. A afirmação que normalmente a grande mídia corporativa zombam dizendo que são "teorias da conspiração", enquanto isso elas próprias fazem matérias dizendo que a população está aumentando e que não haverá recursos suficientes, mas claro que existe recursos suficientes, porém está sendo dizimada pelos programas de geoengenharia entre outros problemas que os globalistas estão causando para colapsar países em todo o mundo.



Hoje, a grande mídia deve um pedido de desculpas para a mídia independente, já que ela nega o que nós afirmamos por anos, vem agora sobre demanda de "cientistas", um novo artigo científico, supostamente assinado por 11.000 cientistas, exige que os governos do mundo tomem medidas para eliminar bilhões de humanos do nosso planeta . ("Democídio" é o termo que descreve o genocídio em massa realizado pelos governos, a propósito. No último século, mais ou menos, governos do mundo já assassinaram em massa 262 milhões de pessoas. Aparentemente, isso não é o suficiente, de acordo com cientistas climáticos genocidas.

O artigo, publicado na BioScience, tem o título " Aviso dos cientistas mundiais sobre uma emergência climática ". (Link DOI: https://doi.org/10.1093/biosci/biz088 )

De autoria de William J. Ripple, Christopher Wolf e outros colegas, o artigo declara que "o planeta Terra está enfrentando uma emergência climática", que deve ser abordada, garantindo que as populações humanas caiam.

Os seres humanos são ruins, argumenta o jornal, porque comem carne e se envolvem em transporte. A sério. Isso faz parte do argumento deles.

Toda a ciência é falsificada, e até as tabelas são falsificadas (mas os jornalistas não as entendem de qualquer maneira)


O artigo científico publicado na BioScience é, é claro, inteiramente baseado em conclusões científicas falsas de charlatanismo, como a alegação de que "as emissões de gases de efeito estufa (GEE) ainda estão subindo rapidamente, com efeitos cada vez mais prejudiciais ao clima da Terra". o que na verdade está re-esverdeando a Terra, mesmo de acordo com um artigo da NASA baseado em imagens de satélite abrangentes. O aumento dos níveis de CO2, em outras palavras, está curando o planeta Terra, não o danificando.

No entanto, de alguma forma, a química simples do dióxido de carbono e da fotossíntese agora escapa com 11.000 cientistas que declararam que o CO2 - o nutriente mais importante para a vida das plantas em nosso planeta - é agora de alguma forma um poluente ou veneno, tática usado meramente para privatizar o CO2, o que lhe fará pagar para respirar em sua casa e em todo lugar, e para agricultores pagar para usa-lo em plantações, já que sem ele a cultura alimentar não é possível.

O artigo também apresenta uma série de gráficos incompreensíveis, cada um dos quais é cuidadosamente selecionado para restringir as linhas e os pontos a uma janela de tempo específica que exagera a realidade observada e tenta convencer as pessoas a ter muito medo de linhas e pontos.

os cientistas lunáticos dizem que as pessoas é a grande raiz do problema com "aquecimento global", e estão comendo muita carne, fazendo muitos vôos de avião, e liberando muito CO2 por pessoa. Mas lembre-se, o CO2 é realmente um nutriente importante que reaviva o planeta e aumenta a produção de alimentos, então esses cientistas estão argumentando que a produção sustentável de alimentos com CO2 é ruim para o planeta.

A propósito, ninguém tem uma pegada de CO2 maior do que os globalistas que tem grandes corporações de aviões, indústria do carvão, petróleo, Monsanto/Bayer, entre outros, como também celebridades de Hollywood dementes como Leonardo DiCaprio, que exige que todos os outros reduzam seu consumo de CO2 enquanto ele voa em um jato particular para todos os lugares, a intenção desses globalistas é clara, culpar a humanidade para incriminá-los e mata-los, já que todas essas corporações seguem a agenda do poder mundial que controla tudo e todos.

Pretendem recolher o CO2 da atmosfera para colapsar para genocídio planetário

 
Essas táticas de medo usando a “emergência climática” gira em torno de aniquilar a vida como a conhecemos no planeta. Tudo é baseado na demonização - e na eliminação - de CO2 da atmosfera, que colapsaria a produção de alimentos e a vida das plantas em todo o planeta (incluindo florestas tropicais).

O artigo literalmente exige a remoção do nutriente de CO2 do ar - "extração de carbono da fonte e captura do ar" - como uma maneira de matar plantas até a morte e colapsar o suprimento global de alimentos, matando seres humanos. Esse processo de alteração da atmosfera para preparar um planeta para a ocupação por uma espécie completamente diferente, é claro, chamado terraformação . E é exatamente isso que está sendo feito com a Terra.

Isso faz você se perguntar como as culturas vão crescer, e como esses 11.000 cientistas também exigem o fim do gado, alegando que "reduzir o consumo global de produtos de origem animal" é absolutamente necessário para salvar o planeta, eles nunca respondem à pergunta de como toda a soja geneticamente modificada crescerá quando o CO2 for removido da atmosfera , uma vez que a soja exige fotossíntese, assim como toda a planta.

Da mesma forma, as iniciativas de poluição estratosférica que estão sendo lançadas por Bill Gates e outros - sob o apelido de "Projeto SCoPEx" - escurecerão o sol, desligando a fotossíntese e roubando as colheitas de alimentos da energia celular necessária para produzir alimentos.

De qualquer forma, este artigo científico parece uma lista de desejos de suicídio para o completo extermínio da humanidade ... todos dirigidos por cientistas loucos que parecem desprezar a própria idéia de humanos sobrevivendo neste planeta por muito mais tempo.


A desculpa falsa que usaram para a solução final para as mudanças climáticas? Matar bilhões de pessoas: GEO-GENOCÍDIO

O Holocausto da Segunda Guerra Mundial matou seis milhões de pessoas, os cientistas lunáticos do clima de hoje dizem que querem eliminar seis BILHÕES de pessoas (ou mais), tornando o geo-genocídio literalmente mil vezes maior que o Holocausto .

Notavelmente, assim como os participantes do Holocausto jogaram judeus nos campos de concentração e os mataram de fome, o eco / genocídio proposto de hoje entraria em colapso no suprimento global de alimentos e levaria à fome em massa, fome, pestilência e basicamente todos os pesadelos mencionados no Livro de Revelação do apocalipse da bíblia .

"A população mundial deve ser estabilizada - e, idealmente, gradualmente reduzida", afirmam os 11.000 cientistas. Depois, eles conversam sobre maneiras de "fortalecer os direitos humanos enquanto diminuem as taxas de fertilidade", obviamente com as 
(armas de fogo) hoje mais conhecidas como vacinas de "imunização" de massa obrigatórias, um suprimento deliberadamente contaminado de alimentos, a exposição contínua a produtos químicos que interrompem os hormônios e a onda de câncer de massa causada pela exposição ao 5G que aumenta os radicais livres na corrente sanguínea, levando à morte em massa por inflamação que causa ataques cardíacos, câncer e problemas neurológicos.

Segundo os cientistas, esse genocídio em massa de seres humanos "honrará a diversidade dos seres humanos" ... "dentro de uma estrutura que garanta a integridade social". O que quer que isso signifique. Tudo isso é apenas um duplo discurso para uma sociedade orwelliana autoritária, onde ninguém pode questionar a loucura climática sem ser censurado, retirado da plataforma, demitido de seu emprego e totalmente bloqueado pela ciência.


Para esses cientistas lunáticos, "diversidade" significa que pessoas de todas as cores serão massacradas em valas comuns em nome de salvar o planeta. Cepas virais geneticamente modificadas e geneticamente modificadas também serão liberadas para assassinar pessoas de todas as nacionalidades, em nome da "tolerância". A fome em massa, já que o colapso das culturas alimentares globais afetará todos os seres humanos. É assim que a “diversidade” é alcançada pelos mesmos globalistas e  cientistas lunáticos que agora estão prontos para transformar o planeta inteiro em uma câmara de gás mortal. Mas, em vez de gasear todo mundo com o Zyklon B - o gás do Holocausto criado pelos cientistas da indústria farmacêutica, a propósito - eles esgotarão a atmosfera de todo o planeta, causando assim a fome das plantas por CO2, o que causará o colapso deliberado da civilização humana.

Fontes:
Leia mais em: Naturalnews.com

Receba as notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail



Fabio Allves

Fundador:Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)