Notícias Recentes

Melhore sua saúde mental com essas vitaminas e minerais

Melhore sua saúde mental com essas vitaminas e minerais

Todos os nutrientes desempenham um papel em nos manter saudáveis, mas alguns são especificamente bons para o cérebro. Se você seguir uma dieta saudável, é fácil obter a maioria desses nutrientes através dos alimentos. No entanto, muitas pessoas não têm uma dieta ideal, cheia de frutas, vegetais, grãos e óleos saudáveis ​​e coloridos e diversos.

Assim como os nossos órgãos, o nosso cérebro precisa de certas vitaminas para funcionar normalmente. Ao privar o cérebro de determinadas vitaminas por muito tempo é provável que um indivíduo comece a experimentar uma série de problemas neurológicos e emocionais. É comum supor que, se nos sentirmos tristes, ou com pouca energia, estamos com algum problema emocional ou de comportamento. Porém, raramente as pessoas procuram em sua dieta a solução ou a prevenção.

Vitaminas B


Todas as oito vitaminas B são importantes para o funcionamento das células cerebrais e funcionam melhor em conjunto. As vitaminas do complexo B são hidrossolúveis, o que significa que seu corpo as utiliza imediatamente e não as armazena; seu corpo excreta qualquer excesso. As vitaminas B ajudam a produzir os principais neurotransmissores: serotonina, dopamina e Ácido gama-aminobutírico. Neurotransmissores são moléculas que enviam mensagens por todo o cérebro e corpo.

Enquanto B-1 (tiamina), B-2 (riboflavina) e B-6 (piridoxina) desempenham um papel na saúde do cérebro, as vitaminas B mais significativas para a saúde do cérebro são as seguintes.

Vitamina B-12 (cobalamina)


B-12 insuficiente significa combustível cerebral insuficiente. Seu cérebro representa cerca de dois por cento do seu peso corporal, mas consome 20 por cento das reservas de energia de todo o corpo, e o B-12 desempenha um papel crucial no metabolismo energético.

B-12 também remove toxinas do cérebro. Especificamente, ajuda a remover a homocisteína, um aminoácido ligado ao encolhimento cerebral e outros efeitos adversos à saúde. Uma dieta rica em carne pode aumentar os níveis de homocisteína que podem danificar vasos sanguíneos delicados no cérebro e aumentar o risco de coágulos sanguíneos. A ingestão de uma dieta baseada em vegetais, em geral, ajuda a reduzir a coagulação e a inflamação nos vasos sanguíneos.

Recupere o sono


Quando você dorme, seu cérebro consolida ou armazena permanentemente memórias recentes. A privação do sono , por outro lado, pode causar falta de memória ou condições cerebrais mais graves.  Dormir uma noite inteira ou até tirar uma soneca aumentará sua capacidade de recuperar informações posteriormente.

Siga uma dieta saudável

Comer alimentos ricos em antioxidantes - estes vêm de frutas e legumes de cores vivas. A nutrição excelente suporta células cerebrais vibrantes e isso aumenta a formação e a recuperação da memória.

Uma dieta baseada em vegetais e com alimentos integrais fornece esse tipo de alimento. Pessoas que comem mais frutas e vegetais têm um risco menor de declínio da memória e até demência. Uma dieta típica americana cheia de gorduras saturadas e carboidratos refinados pode causar encolhimento da área do cérebro que armazena memórias de curto prazo. 

Obtenha vitamina D


A vitamina D desempenha um papel vital na memória. Ele fornece ao seu cérebro o colesterol necessário para funcionar bem. Também desempenha um papel no desempenho cognitivo. Adultos com níveis insuficientes de D parecem perder memórias mais rapidamente do que aqueles com níveis saudáveis. A deficiência dessa vitamina pode ser um fator de risco para demência.

A vitamina D é conhecida como a vitamina ” do sol”. É um nutriente essencialmente solúvel em gordura. Isso ajuda a manter os ossos saudáveis e fortes, ajuda o crescimento celular e beneficia a função imunológica. Nosso corpo absorve vitamina D principalmente através da exposição ao sol, embora os suplementos dietéticos e certos alimentos também sejam fontes do nutriente.

A deficiência de vitamina D tem sido associada à depressão e outras doenças mentais, por isso é correto dizer que é muito importante asseguramos a quantidade suficiente para o bom funcionamento do nosso organismo. Garantindo os níveis adequados de Vitamina D, também estamos cuidando da mente.

Magnésio


O magnésio é importante para muitos aspectos diferentes da nossa saúde. Ele é responsável por ativar mais de 300 reações enzimáticas diferentes do nosso corpo. É crucial para transmissão nervosa, contração muscular, coagulação sanguínea, produção de energia, metabolismo de nutrientes e formação de osso e células.

O estresse, por exemplo, pode ser causado por uma deficiência de magnésio. A falta de magnésio tende a ampliar a reação do estresse, agravando o problema. Em estudos, adrenalina e cortisol, subprodutos da reação “luta ou fuga” associada ao estresse e à ansiedade, foram associados à diminuição do magnésio.

Cúrcuma


A curcumina, um dos inúmeros ingredientes ativos do açafrão, possui potentes habilidades anti-inflamatórias. Ela recebeu atenção substancial na comunidade médica por suas propriedades benéficas. Foi comparado com alguns dos medicamentos farmacêuticos mais eficazes para a inflamação.

O açafrão tem uma série de benefícios nutricionais e de saúde. Contém compostos bioativos com propriedades medicinais poderosas, bem como cúrcuma – um composto anti-inflamatório natural. Na medicina antiga, o açafrão foi utilizado para aumentar a concentração e melhorar a retenção de memória, e seus benefícios na potencialização das funções cerebrais são continuamente reconhecidos na ciência moderna.

Açafrão e DHA


Pesquisas recentes revelaram que comer açafrão aumenta a biodisponibilidade do DHA (esse é o suplemento que você vê nas prateleiras das farmácias e lojas de suplementos). DHA é uma grande gordura estrutural encontrada no cérebro que é crucial para seu funcionamento. Isso é certo: a açafrão faz seu cérebro funcionar melhor. Imagine o que esses gênios poderiam ter feito se tivessem incluído a açafrão em sua dieta!

O açafrão foi considerado um tratamento eficaz para depressão, ansiedade, mudanças de humor e TDAH. Os efeitos do consumo de açafrão já foram comparados com os do antidepressivo Prozac. Ele pode ser comprado na forma de raiz, como um pó para usar em temperos, curry ou sopas, ou como um chá – então não há desculpa para não ingerir o suficiente!

Receba as notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail



Fabio Allves

Fundador:Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)