Coquetel de produtos químicos e drogas em nosso abastecimento de água

Resultado de imagem para agua toxica nas torneira

Os chamados suprimentos de água potável saindo de nossas torneiras domésticas  agora são comprovados que produtos químicos industriais e produtos farmacêuticos ligados à toxicidade, problemas de desenvolvimento, crescimento tumoral e rupturas hormonais. Um copo de água da torneira agora contém centenas de contaminantes que não são filtrados através de diretrizes aprovadas pelo governo federal, que monitoram padrões de segurança que atendem milhões de pessoas.

Os contaminantes químicos que infestam o abastecimento de água da cidade nas nações industrializadas são abundantes, incluindo o flúor (o único medicamento intencionalmente adicionado à sua água potável) pelo menos até onde sabemos!, bem como cloro , chumbo, mercúrio, arsênico e dezenas de produtos farmacêuticos . Mitigação do problema dos produtos farmacêuticos na água potável tem sido um problema de saúde contínuo há décadas. As quantidades que acabam sendo sugada pelo o  seu copo são minúsculas, no entanto, alguém prescreveu medicamentos múltiplos é mais provável que experimente efeitos colaterais, e os riscos aumentam exponencialmente com cada medicamento tomado por uma pessoa com mais de 65 anos.

Clarke Brubaker, um toxicologista ambiental . disse"Além dos produtos farmacêuticos, existem variedades de dioxinas, inseticidas, herbicidas, pesticidas, aditivos químicos e metais pesados , que, quando combinados, criam um coquetel tóxico que afeta todos os sistemas do corpo, mesmo em concentrações extremamente baixas".

Embora exista uma escassez de dados em alguns dos contaminantes, produtos químicos regulamentados como atrazina , metolacloro , triclosan e glifosato (o ingrediente principal no Roundup da Monsanto) encontrados em amostras de água potável foram demonstradamente ligados a sérios problemas de saúde humana e ambiental. A atrazina, por exemplo, é utilizada em todo o país para matar ervas daninhas de folhas largas e gramíneas, principalmente em culturas de milho. Verificou-se que é prejudicial para humanos, mamíferos e anfíbios, mesmo quando o valor utilizado é menor do que o governo permite. A atrazina também está associada à infertilidade, ao baixo peso ao nascer e ao desenvolvimento anormal da criança em humanos. O uso do produto químicos é generalizado, mas para a agricultura são constantemente utilizados  .

Coquetel químico desconhecido

Funcionários que lidam com esses compostos têm a complexa tarefa de equilibrar a garantia de que tomam a situação com seriedade com a certeza de que provavelmente não há nada com que se preocupar. Como resultado, cientistas de várias agências governamentais e privadas estão criando novas maneiras de medir e analisar os compostos, determinar a sua prevalência no meio ambiente, descobrir de onde eles vêm, como se mudam, onde eles acabam e se eles têm algum efeito .

O grande desconhecido é como esses coquetel de drogas de baixa dose afetam as pessoas. Normalmente, os pesquisadores avaliam o risco, variando as doses de um medicamento. Eles perguntam o que a dose causa em um resultado específico, como mortalidade em um animal de laboratório ou sinais de câncer. Mas você não pode avaliar múltiplos medicamentos em pequenas doses durante um longo período de tempo, diz Kummerer.
Author Image

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais