Saúde e medicina

INCRÍVEL HISTÓRIA: "DEIXADO PARA MORRER", paciente Covid na UTI se recupera após tribunal forçar o hospital a permitir o tratamento com ivermectina

Saúde e medicina: Sun Ng | Forneceu Apesar da ivermectina comprovada por inúmeros estudos, especialistas e médicos que salva-vidas, um paciente idoso com COVI...

Fabio Allves
Compartilhe:
Nos Apoie: Doação
INCRÍVEL HISTÓRIA: "DEIXADO PARA MORRER", paciente Covid na UTI se recupera após tribunal forçar o hospital a permitir o tratamento com ivermectina
Sun Ng | Forneceu

Apesar da ivermectina comprovada por inúmeros estudos, especialistas e médicos que salva-vidas, um paciente idoso com COVID GRAVE, a beira da morte, foi negada ivermectina repetidamente, no entanto, rapidamente recuperou totalmente depois que um tribunal ordenou que o hospital o tratasse com a droga discriminada.

Sun Ng, um homem de 71 anos que passou 22 dias em um respirador com COVID-19, recebeu alta do Hospital Edward em Naperville, Illinois, após um ciclo de tratamento bem-sucedido com ivermectina. Apesar da eficácia do medicamento, o hospital só concordou com o uso do medicamento depois que a filha de 
Sun Ng, Dra. Man Kwan Ng, obteve uma ordem judicial exigindo seu cumprimento.

De acordo com um comunicado à imprensa distribuído em nome do escritório de advocacia Mauck & Baker em Chicago, o tratamento com ivermectina ordenado pelo tribunal foi administrado a 
Sun Ng por cinco dias, de 8 a 12 de novembro, incrivelmente e ele recebeu alta em 27 de novembro, tendo se recuperado totalmente. Essa é uma evidência clara do poder desse tratamento que poderia livrar inúmeras vidas da morte.

“A recuperação do meu pai é incrível”, disse a Dra. Man Kwan Ng no comunicado. “Meu pai é um homem forte. Ele estava trabalhando muito para sobreviver e, claro, com as mãos de Deus. Ele nao precisava do oxigênio cerca de três dias após sair da UTI. Ele iniciou a alimentação oral antes da alta hospitalar. Ele voltou para casa sem levar uma garrafa de oxigênio e um tubo de alimentação instalado em seu estômago. Ele agora pode ficar com um andador ao lado da cama e praticar passos. Depois de ficar sedado por um mês em ventilador na UTI, seu desempenho está além de nossas expectativas. Louve o Senhor."

Conforme relatado anteriormente pela LifeSiteNews, o processo de obtenção de ivermectina para 
Sun Ng não foi fácil, mesmo com uma ordem judicial.

Em 5 de novembro, o juiz Paul Fullerton do Décimo Oitavo Tribunal do Circuito Judicial do Condado de DuPage, Illinois, concedeu ao Dr. Alan Bain acesso ao hospital para fins de administração do medicamento para  Sun Ng. Apesar da decisão do tribunal, o hospital recusou a entrada de Bain com o fundamento de que ele não foi vacinado contra COVID-19.

Em seguida, “Um Relatório de Emergência foi apresentado ao tribunal na manhã de segunda-feira, 8 de novembro, relatando os eventos do fim de semana. 

Após uma breve discussão de ambas as partes, o juiz Fullerton advertiu os representantes do Edward Hospital e reafirmou que ordenou que deixassem o Dr. Bain entrar na sexta-feira, e que o hospital deve permitir a entrada do Dr. Bain. ”

Por fim, o hospital atendeu ao pedido do juiz e Bain teve acesso às instalações.

Em espírito de agradecimento, a filha de 
Sun Ng declarou sobre os acontecimentos: 

“Nossa família agradece especialmente ao juiz Paul Fullerton. Sem ele, não poderíamos trazer meu pai para casa e não poderíamos vê-lo sorrir para nós novamente. Também agradecemos nossos advogados, Ralph C. Lorigo e Mauck & Baker, LLC, por todo o processo legal e pela luta pelos direitos de meu pai. Também agradecemos sinceramente ao Dr. Alan Bain por caminhar conosco e sua administração de ivermectina a meu pai. Também queremos agradecer aos médicos e enfermeiras do hospital. Vi o carinho das enfermeiras quando fiquei ao lado da cama com meu pai. ”

Leia mais abaixo

Apesar dos meios de comunicação e outras entidades pró-vacina de rotulagem enganadora a ivermectina usada a mais de 30 anos, vários estudos comprovam que o fármaco genérico amplamente utilizado tem praticamente nenhum risco de efeitos secundários graves e podem ser eficazes contra COVID-19.

Embora os reguladores a grande mídia, as Big Tech, federais e fabricantes de vacinas tenham suprimido agressivamente o medicamento por motivos de conflitos de interesses é claro, vários especialistas importantes como o Dr. Peter McCollough , o Dr. Vladimir Zelenko , o Dr. Robert Malone e os 12.700 médicos e cientistas que assinaram a Declaração de Roma o endossaram como um tratamento COVID.
Publicidade

Explore mais em: Coronavírus , Covid-19 , descobrindo , Ivermectina , medicina , Notícias alternativas , saúde , Saúde e medicina
Compartilhe:
Nos Apoie com um donativo
Este artigo pode conter afirmações que refletem a opinião do autor

MAIS RECENTES