Sociedade, precisamos conversar - não há necessidade de odiar uns aos outros

Sociedade, precisamos conversar - não há necessidade de odiar uns aos outros

A consciência coletiva da nossa atual sociedade, está tão amplamente dividida como nunca antes, e com razão. Esta repentina explosão de culpa ancestral pela forma como matamos, mutilamos, estupramos e saqueamos por milênios - que foi amplamente inflamada pela disseminação de informações através da invenção sem precedentes da internet - também teve seus efeitos prejudiciais. 

Simplificando, estamos divididos em campos onde culpamos uns aos outros pelos males da sociedade de maneiras às vezes abusivas e odiosas. Um exemplo disso é, obviamente , a política esquerda versus política , estendendo-se no Brasil e em todo o mundo, como Bolsonaro-não versus simpatizantes do Bolsonaro . Então, é claro, há muitas divergências morais, filosóficas, práticas e outras. Infelizmente, no entanto, nossa divisão se torna ainda mais extrema nas franjas, como mulheres versus homens e sexualidade alternativa versus heterossexualidade . 

Trazendo clareza a nossa visão 


Nós brigamos um com o outro mais do que nunca. Por trás do anonimato da web, mais as câmaras de eco ideológicas alimentadas por algoritmos de mídia social e meios de comunicação partidários, comumente nos degradamos não apenas externamente - desrespeitar e odiar as outras pessoas por causa de suas diferentes opiniões, mas internamente manter um gosto de desprezo a eles também. 

É irônico, na verdade. Na medida em que a sociedade em geral tem lutado pela igualdade e dignidade em todas as ciências sociais nas últimas décadas, os relacionamentos dentro de nossas próprias culturas se deterioraram em comportamentos vis e perigosos. Por exemplo: 

  • As extremidades esquerda e direita da ave política desequilibraram o diálogo político devido ao crescente ódio que sentem um pelo outro. 

  • Muitas pessoas correram direto para a armadilha de "ser aquilo que você odeia", como o abuso generalizado e até mesmo a violência infligida pelos guerreiros de justiça social mais extremos.

  • A correção política irracional e excessiva dividiu muitas pessoas em gaiolas onde elas lutam até a morte existencial pelo direito de serem ouvidas e respeitadas. 

É admirável que muitas pessoas nos dias atuais estejam realmente tentando corrigir nossos erros contra nosso meio ambiente e nossa família humana, mas infelizmente estamos com pouco foco e nossa execução é contraproducente de muitas maneiras. Enquanto estamos apodrecendo de dentro para fora lutando entre si e odiando uns aos outros, a fonte real da luta passa em grande parte despercebida, muito menos contra-atacada. 

O que é esse conflito central? É simplesmente controle versus liberdade . 


Em outras palavras, também podemos pensar nisso como centralização versus descentralização . Por muitos séculos, a humanidade tem lutado continuamente pela emancipação da opressão e pela solidificação da soberania. Às vezes, foram dois passos à frente, uma vez que recuamos, mas ainda assim fizemos algumas grandes incursões que são melhor simbolizadas por qualquer lei feita pelo homem que promova a liberdade individual e o direito de buscar a própria saúde e felicidade

No entanto, ao passarmos do início do século 21, as liberdades conquistadas pelo sangue, suor e lágrimas de nossos ancestrais estão sendo auto-abusivamente corroídas por nós - as pessoas - porque estamos mentalmente brigando entre nós, em vez de reverter a concentração. da riqueza e da monopolização não apenas da tecnologia e da indústria, mas também da ideologia. 

Estamos efetivamente cavando a sepultura para a democracia. 


Exemplos de infra-estrutura social que foi cartelizada de forma privada para graus significativos ou completos incluem a oferta monetária, bancos, mídia tradicional, produtos farmacêuticos, fabricantes de energia, educação superior, grande tecnologia, plataformas de mídia social e outras infra-estruturas on-line, para citar apenas alguns. 

No entanto, uma realidade igualmente aterrorizante surgiu; o controle privado sobre nossos sistemas gerenciais (também conhecidos como governos) foi impulsionado a níveis sem precedentes, com lobby, suborno, marionetes políticos, conluio público e burocracia não-eleita realmente fazendo um escárnio óbvio de nosso sonho democrático antes próspero. 

Independentemente se chamarmos o estado do nosso sistema atual de aristocracia, corporatocracia, cleptocracia, oligarquia ou uma tirania secreta, é mais ou menos irrelevante. O importante é entender que o poder e a riqueza estão tão condensados ​​em nosso sistema social que, sem dúvida, influencia nosso presente e futuro de formas antidemocráticas, fraudulentas, antiéticas e prejudiciais. 

E 'nós, o povo' permitimos isso, não apenas por falhar em coletivamente chamá-lo por aquilo que é, mas também por desperdiçar muito do nosso precioso tempo e energia projetando nossas frustrações conscientes (e inconscientes) de maneiras equivocadas, independentemente se a intenção é realmente honrosa ou não. 

E é exatamente isso que as pessoas que se beneficiam do nosso sistema doente querem. Como afirmado livro de romance " The Simulation "(A Simulação) 

Então é por isso que eles querem que nós lutemos uns contra os outros. Eles querem que as feministas fiquem bravas com os homens. O patriarcado é o bode expiatório, porque significa que seu foco está nos homens, não em como o sistema é projetado em si. Eles querem que sejamos tão distraídos com nossas dificuldades individuais, para que não coloquemos coletivamente um fim à nossa sociedade escravizada pela dívida. Agora, claro, não estou dizendo que muitas dessas questões não sejam importantes, mas se quisermos ter alguma chance de resolver a pobreza, a falta de moradia, o colapso da comunidade, as pandemias psicopatológicas e nossa sociedade doente em geral, precisamos colocar nossas diferenças de lado e juntos se concentrar no quadro maior. 

O papel da mídia independente vs corporativa 


Um destino padrão surgiu para a mídia independente, que nunca foi tão crítica e influente na formação do futuro de nossa espécie. A grande maioria da população tem pouca confiança na mídia corporativa (como indicado pela sondagem após sondagem após sondagem após sondagem) porque eles sentem que a mídia corporativa é sensacionalista e informações political, bem como disseminação de propaganda e notícias falsas, para fazer avançar a suas próprias agendas financeira ideológicas.

É por isso que as plataformas de mídia on-line e independentes, tais como o CE e muitas outras, cresceram exponencialmente nos últimos anos, incluindo plataformas de mídia social que honram a liberdade de expressão, porem vem sendo derrubadas pelo gigantes da tecnologias. 

Simplificando, a "rede da verdade e da liberdade" sofreu e esta sofrendo com uma estratégia de dividir, a sociedade, sobre pretextos de mídias independentes criarem noticias falsas, fazendo assim com que todos desacreditem, e voltem as fabulas da mídia convencional mentirosa e manipuladora. 

Portanto, as comunidades pensantes independentes em geral, bem como as mídias alternativas , têm uma grande oportunidade para reverter essa tendência: todos nós precisamos incentivar a cooperação entre aqueles que detêm a verdade e a liberdade em alta consideração.
Author Image

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais