A EPIDEMIA DE INSÔNIA CRESCENTE E O QUE PODEMOS FAZER SOBRE ISSO


É natural que todos tenham problemas de sono de vez em quando. Quando o insomnio se torna habitual ou implacável, no entanto, a condição é referida como "insônia".
Insomniacs passam uma quantidade desproporcional de tempo se preocupando com o sono. Pode ser um ciclo vicioso, no qual a preocupação de poder adormecer cria ansiedade e evita que você cai ou fique adormecido. Se você estiver com medo de dormir, você não está sozinho.
Dormir bem é uma necessidade física, assim como comer e beber água. Porém, os distúrbios do sono atingem de 30 a 45% da população ao redor do planeta, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e já é considerada uma epidemia, pois ameaça a saúde de forma global.
Causas da Insônia
A vida no mundo moderno é agitada. Longas horas de trabalho, estresse crônico, turnos noturnos e inúmeros outros fatores estão nos privando da capacidade de relaxar e desligar nossas mentes quando é hora de dormir.
Embora a insônia às vezes ocorra sem motivo identificável, as seguintes são algumas das causas conhecidas mais comuns:
1. Tecnologia
Nossa crescente dependência de nossos dispositivos eletrônicos constantemente presentes é possivelmente um dos maiores obstáculos para o sono reparador. Telefones inteligentes, TVs, videogames e laptops dominam todas as características da nossa vida diária.
Ao piscar uma torrente de imagens e dados para nós a uma velocidade não natural, a eletrônica estimula nossos cérebros a uma taxa surpreendente. O problema pode ser maior do que se pensava anteriormente.
Um estudo recente das varreduras cerebrais de pessoas diagnosticadas com "vícios na internet" revelou mudanças de substância branca semelhantes às encontradas nos toxicodependentes.
As crianças são particularmente afetadas pela superestimulação, mas os adultos, também, podem ser impactados negativamente por uma incessante transmissão de informações em todas as horas.
A luz azul apresentada por nossas telas também truena nossos cérebros para acreditar que é durante o dia e, assim, interrompe sua produção de melatonina, o hormônio do sono.
2. Estresse persistente no trabalho ou em casa
Os problemas que vão não resolvidos durante cada dia tendem a voltar a nos perseguir durante nossos períodos subconscientes. Pressões profissionais ou conflitos conjugais podem criar problemas de sono significativos.
3. Pobre higiene do sono
As pessoas que não têm uma rotina para dormir nem dormem num ambiente cheio de luz, ruído ou distrações físicas podem ter dificuldade em adormecer ou ficar dormindo.
4. Problemas de saúde contínuos
Problemas de saúde crônicos ou estressantes, físicos ou mentais, são destruidores notórios de sono. Dor crônica, refluxo ácido ou incontinência urinária, apenas para citar alguns, interromper o sono durante a noite.
A depressão e a ansiedade não tratadas podem evitar que você adormeça à noite, mas faça você ficar sonolento durante o dia, agravando ainda mais o problema.
A apneia do sono, caracterizada por ronco obstrutivo e pausa na respiração, é outro grande contribuinte para a privação do sono.
5. Trabalho de turno
Biologicamente, estamos programados para estar com o sol e para baixo com o sol, mas obviamente isso não é a realidade do mundo moderno. As pessoas que trabalham turnos noturnos ou horas sobrepostas, como funcionários hospitalares e policiais, freqüentemente desenvolvem distúrbios do sono.
6. Causas genéticas
Nova pesquisa publicada este mês pela National Sleep Foundation revelou uma ligação genética que predispõe algumas pessoas a insônia. As análises dos genomas de mais de 113 mil pacientes resultaram na identificação de sete genes para insônia.
Não surpreendentemente, esses mesmos genes se sobrepuseram com alguns que estão associados a distúrbios psiquiátricos e síndrome das pernas inquietas, ambos disruptores de sono bem documentados.
O Impacto da Privação do Sono na Saúde
A insônia habitual tem o potencial de afetar todos os aspectos da sua saúde. O efeito imediato na sua saúde mental é o sintoma mais notável. A depressão e a ansiedade clínicas são queixas comuns da falta de sono.
Além disso, os insomniacs experimentam uma falta de nitidez mental e uma perda de produtividade no trabalho. Para as pessoas que trabalham em indústrias de alto risco, como o controle de tráfego do aeroporto, o cuidado do paciente ou a construção, isso pode ser uma situação excepcionalmente perigosa.
Um estudo de Harvard recentemente revelou que as questões do sono representam mais de 274.000 acidentes de trabalho por ano.
Não só pode causar embriagues diurno e irritabilidade, mas os estudos do NIH encontraram uma correlação positiva entre insônia e uma série de condições de saúde graves.
A perda crônica do sono pode fazer com que você produza quantidades anormais do hormônio do estresse cortisol, que por sua vez promove ganho de peso, pressão arterial elevada, dano cardíaco e intolerância à glicose (uma condição prediabetic).
Como procurar ajuda
Se você está passando muitas noites olhando o teto e sofrendo as conseqüências durante o dia, é hora de ver o seu médico.
Prepare-se para a consulta mantendo um diário de sono que demonstra quantas noites você está gastando jogando e virando.
Anote quantos dias por semana você gasta sem sonar, quanto tempo a questão passou e quaisquer remédios caseiros que você tenha tentado. Se a condição está afetando sua qualidade de vida, não seja tímido em deixar este ponto claro.
Seu médico avaliará primeiro se há alguma condição médica subjacente que possa estar contribuindo para a sua miséria durante a noite.
Uma vez que isso tenha sido descartado, ele ou ela pode prescrever um regime de medicamentos de curto prazo juntamente com qualquer uma das várias terapias alternativas para ajudá-lo a recuperar bons hábitos de sono.
Opções de tratamento
A maioria dos casos de insônia são episódios de curto prazo que se resolvem por conta própria e requer pouca intervenção. Para os insomnios cujos sintomas são persistentes, é melhor começar com uma abordagem conservadora que retoque o cérebro para o sono.
Tente estabelecer uma rotina noturna de atividades relaxantes, como yoga, alongamento ou respiração consciente. Um banho quente ou chá quente também é muito calmante. Vá para a cama e acorde ao mesmo tempo todos os dias.
Um curso curto de melatonina ou Benadryl pode ajudá-lo a estabelecer um tempo de sono rotineiro todas as noites. Mantenha o seu quarto organizado, legal e relaxante, e não envolva nenhuma atividade eletrônica ou vigorosa durante duas horas antes da cama.
Certos medicamentos podem ser prescritos para ajudá-lo a superar a corcunda. Alguns são destinados a terapia de curto prazo e outros são seguros para usar regularmente.
Para aqueles que trabalham fora do turno ou para quem a sonolência diurna é um problema, a droga nootrópica Modafinil pode ser usada para ajudá-lo a ficar alerta durante o horário de trabalho. Seu médico pode discutir os prós e contras das várias opções de medicação.
Vale ressaltar, no entanto, que os suplementos são apenas uma muleta temporária para corrigir problemas de saúde. Muitas pessoas comparam nootrópicos à pílula do filme Limitless , mas, na realidade, nenhuma dessas pílulas existe. São necessárias mudanças de estilo de vida e de comportamento duradouras para ter boa higiene no sono.
As terapias alternativas também mostraram muita promessa e têm o benefício adicional de não ter efeitos colaterais.
Antes de recorrer à medicação, tente considerar terapia de massagem, acupuntura, meditação guiada ou terapia de biofeedback para ajudá-lo a restabelecer uma rotina de sono saudável. Boa Sorte ,Muito Amor!
Author Image

Autor: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais