A curcumina e a cúrcuma podem tratar distúrbios psiquiátricos

Felizmente, muitos  pesquisadores dispostos a revelar a verdade das soluções naturais, descobriram que um composto no popular açafrão-da-índia tem o potencial de tratar com eficácia os distúrbios psiquiátricos, como o transtorno bipolar e a depressão.

Viver com um transtorno psiquiátrico pode ser devastador para os pacientes e seus entes queridos. Infelizmente, muitas das soluções oferecidas pela medicina moderna fazem mais mal do que bem. Felizmente, muitos  pesquisadores dispostos a revelarem as verdades  por trás das soluções naturais -  descobriram que um composto no popular açafrão-da-índia tem o potencial de tratar com eficácia os distúrbios psiquiátricos, como o transtorno bipolar e a depressão.

Você já deve ter ouvido falar sobre as propriedades anti-inflamatórias da cúrcuma, obtida de um composto dentro da especiaria, conhecida como curcumina. Há muito tempo é usado na medicina tradicional chinesa e vem ganhando popularidade na medicina ocidental nos últimos anos, além do fato ser bastante usado na índia como um dos seus principais temperos, isso mostra o porque na índia as pessoas não ter problemas de Alzheimer. 

Este polifenol está sendo reverenciado por suas propriedades protetoras, anti-inflamatórias e antioxidantes, e está sendo usado para ajudar a combater o câncer e parar o declínio cognitivo de doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer. Não-tóxico e acessível, está mostrando muita promessa em ajudar a lidar com muitos dos problemas de saúde que as pessoas enfrentam hoje .

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Murdoch, na Austrália, descobriu que os extratos de curcumina reduzem os escores de ansiedade e depressão das pessoas. Eles observaram que foi particularmente eficaz no alívio da ansiedade. Além disso, mesmo doses baixas do extrato de especiaria foram eficazes no tratamento da depressão. Além disso, os pesquisadores descobriram que funcionou muito bem naqueles com depressão atípica, que é um marcador de depressão bipolar. Recomendados: Resultados da pesquisa psiquiátricos

Mães podem reduzir o risco de depressão pós-parto com açafrão


As mães geralmente experimentam depressão pós-parto após o parto. No entanto, esta condição é frequentemente tratada com o uso de drogas antidepressivas, que vêm com efeitos colaterais potencialmente prejudiciais. Felizmente, pesquisadores da Universidade de Teerã de Ciências Médicas e Universidade Kashan de Ciências Médicas do Irã descobriu o potencial antidepressivo de açafrão .

Em seu estudo, publicado na revista Pharmacopsychiatry, eles descobriram que o açafrão pode ser usado como um tratamento alternativo mais seguro para melhorar os sintomas da depressão pós-parto. Os resultados sugerem que o açafrão é tão eficaz quanto a fluoxetina, um medicamento antidepressivo.

A depressão pós-parto ocorre quando os níveis de estrogênio e progesterona no corpo da mulher caem rapidamente após o parto . Isso resulta em mudanças químicas no cérebro da mãe, que podem causar alterações de humor. Elas podem sentir extrema tristeza, ansiedade e exaustão. Elas também podem achar difícil conseguir o descanso e o sono que precisam para se recuperar completamente do parto, o que pode resultar em desconforto físico e exaustão.

Na condução do estudo, eles deram às mães  15 miligramas (mg) de extrato de estigma de açafrão duas vezes ao dia ou 20 mg de fluoxetina duas vezes por dia durante seis semanas. Em seguida, avaliaram os sintomas de depressão pós-parto entre os participantes.

Com base nos resultados do estudo, tanto o extrato de açafrão quanto a fluoxetina causaram melhorias semelhantes nos sintomas depressivos. No entanto, a fluoxetina causou uma maior frequência de efeitos colaterais, como dores de cabeça, boca seca, sonolência diurna, constipação e sudorese em comparação com o extrato de açafrão.

Outras formas de combater a depressão pós-parto sem drogas


Mães que sofrem de depressão pós-parto também podem vencer sua condição sem drogas através desses remédios naturais :

  • Ácidos graxos ômega-3: Pesquisas revelaram que uma baixa ingestão de ácidos graxos ômega-3 está ligada ao desenvolvimento da depressão pós-parto. Levando isso em consideração, os pesquisadores sugerem que tomar suplementos de ômega-3 ou consumir mais alimentos, como sementes de chia e sementes de linhaça , bem como salmão, sardinha e outros peixes oleosos durante a gravidez e após o parto pode ajudar a diminuir o risco de transtorno do humor .
  • Vitamina B2: Também conhecida como riboflavina , estudos mostraram que esta vitamina também pode ajudar a reduzir o risco de depressão pós-parto. Pesquisadores sugerem que o consumo moderado desta vitamina tem um efeito positivo na depressão pós-parto.
  • Terapia da conversa: Este tipo de terapia permitirá que mães com depressão pós-parto classifiquem seus pensamentos e sentimentos com um profissional de saúde mental treinado. O terapeuta irá ajudá-los a encontrar maneiras de resolver os problemas que os incomodam. Falar sobre o transtorno de humor também pode ajudá-los a encontrar maneiras mais positivas de lidar com os problemas do dia-a-dia.
  • Mudanças no estilo de vida: as mudanças no estilo de vida também podem ajudar a aliviar os sintomas da depressão pós-parto. As mães com distúrbios pós-parto são aconselhadas a cuidar de seu corpo, a dedicar algum tempo a si mesmas, a estabelecer metas realistas e a conversar sobre seus sentimentos com seu parceiro, um amigo íntimo, um membro da família ou qualquer pessoa em quem confiem.
autor

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais