"Variante é a própria vacina": O CDC finalmente admite que pessoas totalmente vacinadas "espalham variantes" e devem usar máscaras...

Vacinação: "Variante é a própria vacina": O CDC finalmente admite que pessoas totalmente vacinadas "espalham variantes" e devem usar máscaras... ... O CDC diz que pessoas totalmente vacinadas espalham a variante Delta e devem usar máscaras: 'Esta nova ciência é preocupante'

Fabio Allves
Compartilhe:
O CDC diz que pessoas totalmente vacinadas espalham a variante Delta e devem usar máscaras: 'Esta nova ciência é preocupante'
Rochelle Walensky, diretora do CDC
  • O CDC atualizou suas diretrizes na terça-feira para recomendar máscaras em ambientes fechados, mesmo para pessoas vacinadas... Diz que a ciência deles é preocupante
  • A variante Delta torna mais fácil para as pessoas vacinadas transmitirem o vírus, disse o CDC.
  • Mas insistem que as vacinas continuam altamente eficazes na prevenção de doenças graves, não importa a variante.

Novamente os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos atualizou suas diretrizes de máscaras ao mesmo tempo, em que agora admitiu o que já havíamos publicado sobre como os vacinados iriam criar "mutações do vírus" e espalhar sobre a população
Agora parece que as máscaras que também são inúteis no quesito para proteção passou ser mais útil que a própria vacina lixo  - que piada com cara do povo. Veja mais: As injeções de Covid estão facilitando a "mutação" e "transmissão" do coronavírus.

"Algumas pessoas vacinadas infectadas com a variante Delta após a vacinação podem ser contagiosas e espalhar o vírus para outras pessoas", disse Walensky, durante uma chamada de imprensa do CDC na terça-feira à tarde, dizendo que "novos dados científicos" sobre a Delta levaram à mudança.

A pergunta que todos deveriam se perguntar: De onde está surgindo "variantes" e por que só agora após as vacinas em massa surgirem, quando deveriam suprimir a capacidade do "vírus"?


Os cientistas de renome mundial, como por exemplo, o Dr. Geert Vanden Bossche PhD em Virologia e Microbiologia e desenvolvedor de vacinas já havia alertado o OMS sobre os perigos das vacinações em massa, pois, segundo ele criariam "variantes mais mortais e mais transmissíveis" nos vacinados levando a uma catástrofe humanitária, e agora a verdade está aí, revelando que essas vacinações em massa vão levar milhões à morte lentamente de acordo vão vacinando mês a mês ou ano a ano. Não poderão criar novas vacinas para novas "variantes" à (tempo). Afinal, as variantes é a própria arma biológica disfarçada de cura!

O Dr. Geert Vanden Bossche, disse que as vacinas covid-19 são remédios “brilhantes” e insiste que funcionam em um nível individual, mas diz que são “a arma errada” para ser implantada em escala global quando altas pressões de patógenos infecciosos estão presentes. É importante ressaltar que esse não é qualquer cientista e não é anti-vacina, mas ele expressou preocupação com as vacinas covid-19, portanto, ele viu algo ali, que não pode está  sendo feito nas populações

Recomendado:
Dr. Geert Vanden Bossche acredita que:
  • Ele acredita que os bloqueios e o uso de máscaras fortaleceu o vírus.
  • Implantações de vacinação em massa em andamento são "altamente prováveis ​​de aumentar ainda mais o escape imunológico 'adaptativo', pois nenhuma das vacinas atuais impedirá a replicação / transmissão de variantes virais"
  • Assim, “quanto mais usarmos essas vacinas para imunizar pessoas no meio de uma pandemia, mais infeccioso (mutante) se tornará o vírus”.
  • E “Com o aumento da infecciosidade, aumenta a probabilidade de resistência viral às vacinas”.

"Os vacinados são como bombas autônomas de transmissão de armas biológicas" - Vírus


O CDC admitiu abertamente que os vacinados estão espalhando a variante Delta, predominante dos Estados Unidos e recomendou na terça-feira que as pessoas totalmente vacinadas usem máscaras em ambientes públicos fechados "em áreas com transmissão substancial e alta". Isso inclui uma grande parte dos EUA agora, incluindo a grande maioria dos condados do sul.

O CDC recomendou que todos os professores, funcionários, alunos e visitantes das escolas K-12 também usassem máscaras.

O objetivo dessas novas diretrizes, disse a diretora do CDC Rochelle Walensky, é "ajudar a prevenir a propagação da variante Delta e proteger outras pessoas". 

O CDC disse em maio que as pessoas vacinadas não precisam de máscaras , uma recomendação baseada em parte em dados que indicam que as pessoas vacinadas têm menos probabilidade de transmitir o vírus a outras pessoas. Mas a variante Delta - agora a cepa dominante nos Estados Unidos - se comporta de maneira diferente das versões anteriores do vírus, disse Walensky.

"Informações sobre a variante Delta de vários estados e outros países indicam que, em raras ocasiões, algumas pessoas vacinadas infectadas com a variante Delta após a vacinação podem ser contagiosas e espalhar o vírus para outras pessoas", disse Walensky durante uma chamada à imprensa na terça-feira. "Esta nova ciência é preocupante e, infelizmente, merece uma atualização de nossas recomendações."

Walensky disse que as investigações do CDC descobriram que a quantidade de vírus presente em pessoas vacinadas infectadas com Delta é semelhante aos níveis encontrados em pessoas não vacinadas com infecções Delta. Em outras palavras as vacinas são inúteis para proteção, mas parece que são uteis em fortalecer o vírus e sua transmissão.  Essa é uma indicação de que as pessoas vacinadas podem transmitir facilmente o vírus.

Apesar das vacinas está criando mutações virulentas mortais, eles insitem em vacinar todos por alguma razão obscura


"A grande maioria das transmissões, a grande maioria das doenças graves, hospitalização e morte ocorrem quase exclusivamente entre pessoas não vacinadas", disse Walensky.

O CDC estimou na semana passada que as pessoas não vacinadas representam cerca de 97% dos casos de COVID-19 hospitalizados nos EUA. As vacinas também reduzem o risco de uma infecção sintomática Delta sete vezes, disse Walensky. E o risco de hospitalização e morte de Delta cai vinte vezes depois que alguém foi vacinado, acrescentou ela.

Mas em áreas de alta transmissão, disse Walensky, cerca de 1 em 20 - ou mesmo 1 em 10 - dos contatos de uma pessoa pode levar a uma infecção de emergência (um caso diagnosticado depois que alguém está totalmente vacinado). Isso assumindo que as vacinas não são 90% eficazes.

Compartilhe:

EXPLORE MAIS SOBRE:

Coronavírus | Covid-19 | descobrindo | Governo | saúde | Saúde e medicina | Sociedade | Sociedade e governo | Vacina | Vacinação
Fabio Allves

Autor: Fabio Allves

Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar.