Porque VITAMINA-C INTRAVENOSA contra coronavírus está sendo ignorada...CURA

Compartilhar - ignore a censura, compartilhe esse link no Facebook |Copiar
Porque a VITAMINA-C INTRAVENOSA  contra coronavírus está sendo ignorada

Pergunte a si mesmo: porque essas informações estão sendo ignoradas, mesmo quando temos evidências cientificas de décadas atrás, estudos recentes, médicos e cientistas comprovando com fatos e evidências do poder da vitamina-C intravenosa no combate ao covid-19? Por que não estamos explorando isso de forma mais coletiva? Se a prioridade é curar e ajudar, não seria esse o caso? Onde está a lealdade do governo, e das organizações supostamente de "saúde" quando se trata de nossa saúde? Porque a única solução possível que eles querem para o mundo, tem de ser uma vacina, que muito provável virá defeituosa? 
E porque a idéia está sendo apresentada como 'notícias falsas' sem apoio científico, quando é cientifíco, e também provado com  fatos? No momento, a idéia está sendo ridicularizada em todos os lugares em que você olha na mídia convencional.

Antes da indústria farmacêutica tornar o monopólio e iludir o mundo através das suas subsidiarias com o poder monetário, ー grande mídia/organizações de saúde/órgãos reguladores/revistas médicas/universidades/estudos financiados e forjados/sistema de saúde/governos, e agora até mesmo os "verificadores de fato ou Fake" relacionado a saúde etc... Todos lucram com a grande indústria farmacêutica, portanto trabalham para ela ー o mundo com seus medicamentos químicos sintéticos, no qual não funcionam como cura, mas apenas remédia as doenças, sendo assim um abafador de sintomas ー a medicina através das plantas, hoje chamada de alternativa, eram comuns na época de 1932, no qual até então realizavam curas efetivas e reais simplesmente usando a sabedoria antiga de inúmeras plantas funcionais. 


Como ressalta o denunciante Dr. Peter Rost, ex-vice-presidente da Pfizer, uma gigante empresa farmacêutica, divulgou um documento, tirado de um vídeo clipe do One More Girl , ele revela que todo mundo sabe como o “jogo” funciona:
“Universidades, organizações de saúde, todos que eu encontrei… estão lá fora…. implorando por dinheiro. (Grandes corporações farmacêuticas) usam esse dinheiro para basicamente comprar influência ... e a grande indústria farmacêutica fornece subsídios para vários tipos de pesquisa ... certifique-se de que pesquisadores científicos fiquem comprometidos ... Todos obviamente sabem que é assim que as coisas funcionam. 
“Eles (pesquisadores científicos) não vão continuar recebendo dinheiro a menos que estejam dizendo o que a indústria farmacêutica quer que eles digam. Eles sabem disso, você sabe disso, e é apenas talvez o público que não sabe disso. ”
A médica Marcia Angell, ex-editora-chefe do estimado  New England Journal of Medicine  (NEJM), disse sobre a pesquisa científica fraudulenta generalizada :
“Simplesmente não é mais possível acreditar em grande parte da pesquisa clínica publicada, ou confiar no julgamento de médicos confiáveis ​​ou em diretrizes médicas autorizadas ... Não me agrada esta conclusão, que cheguei lenta e relutantemente ao longo de minhas duas décadas como editor do The New England Journal of Medicine ".
Então voltando para os dias atuais, nos perguntamos, onde foi parar as curas? Qual foi a última descoberta da indústria farmacêutica? Qual foi a doença mais importante curada no ano passado? E nos últimos 5 anos? Os últimos 10 anos? Os últimos 20 anos? Ouvimos muitas notícias sobre" novas curas em potencial"," prometendo novos tratamentos ", "levando-nos, e aproximando-nos apenas de uma esperança de cura irreal". Recomendado: Vimeo censurou documentário expondo o poder das grandes Indústrias Farmacêuticas sobre a Organização Mundial de Saúde

Temos que começar a entender que o monopólio da indústria farmacêutica e suas subsidiarias organizações de saúde, já ignorou amplamente 80 anos de relatórios médicos e estudos laboratoriais e clínicos sobre terapia bem-sucedida de altas doses de vitamina C, conhecida também como ascorbato. Esse monopólio busca apenas o lucro em formas de medicação sintéticas, no qual podem pantear, por isso ignorou as curas naturais e as evidências, e as enterrou no esquecimento do público, fazendo todos acreditarem que somente a indústria farmacêutica governos e organizações supostamente de saúde possuem a solução para qualquer problema - escravidão na saúde/mente e físico.

Vitamina-C intravenosa de altas doses cura covid-19 - Esses são apenas algumas comprovações, existem muito, mas muito mais...


A Medicine in Drug Discovery, da Elsevier, uma importante editora científica, publicou recentemente um artigo sobre VITAMINA C INTRAVENOSA 
em doses altas e precoces no tratamento e prevenção do Covid-19 . O artigo foi escrito pelo Dr. Richard Cheng, MD, PhD, especialista antienvelhecimento certificado por uma placa dos EUA de Xangai, China. O Dr. Cheng está atualizando todos por seu canal do YouTube sobre casos de tratamento com vitamina C fora da China há algum tempo.

Equipe médica chinesa relata tratamento bem-sucedido de pacientes com coronavírus com alta dose de vitamina C


Uma equipe médica do Segundo Hospital Afiliado da Universidade de Xi'an Jiaotong, na China, relatou o sucesso do tratamento de pacientes com coronavírus com vitamina C. Em um comunicado à imprensa publicado no site do hospital, a equipe descreve como os pacientes que sofrem de pneumonia coronária grave, complicação potencialmente fatal do novo coronavírus COVID-19, se recuperaram após serem tratados com altas doses da vitamina. A equipe médica recomenda que, para pacientes gravemente enfermos e com pneumonia neonatal grave, o tratamento com vitamina C seja iniciado o mais rápido possível após a internação no hospital. Saiba mais aqui.

Provas científicas da terapia intravenosa de vitamina C


Para começar, pesquisas que datam da década de 1940 já confirmaram as poderosas propriedades de cura da vitamina C: grande parte das bases para o uso da vitamina C contra doenças foi estabelecida pelo trabalho do Dr. Frederick R. Klenner, médico e pesquisador que utilizou megadoses de vitamina C intravenosa (direto na veia) para tratar uma variedade de doenças virais nas décadas de 1940 e 1950.

Em 1948, o Dr. Frederick R. Klenner começou a tratar a poliomielite com doses de 1.000 a 2.000 mg de ácido ascórbico - administradas a cada duas a quatro horas nas primeiras 24 horas, depois a cada 4 a 6 horas nas 48 horas seguintes. E, os resultados foram impressionantes, o Dr. Frederick R. Klenner relatou que todos os pacientes estavam "clinicamente bem" após 72 horas.

Dr. Frederick R. Klenner relatou sucesso no tratamento de herpes zoster, difteria, poliomielite, pneumonia viral, encefalite, gripe e pneumonia. Ele também foi capaz de curar pacientes com catapora, sarampo e caxumba usando o mesmo protocolo de tratamento com altas doses de vitamina C intravenosa nos pacientes.


Provas que as altas doses de vitamina intravenosa podem combater uma variedade de doenças, inclusive o coronavírus.

  • O Dr. Richard Cheng, MD, PhD, especialista antienvelhecimento certificado pelo conselho de administração de Xangai, na China, está atualmente na China fornecendo atualizações sobre a situação, bem como tratamentos em potencial por meio de seu canal no YouTube, se você quiser saber mais.
  • W. Gifford-Jones, MD - está expondo a campanha de desinformação de "notícia falsa" da grande mídia sobre a vitamina C.
  • Altas quantidades de vitamina C intravenosa já foram usadas na China para combater o COVID-19 . Recentemente três estudos sobre vitamina C foram aprovados na China, embora haja poucos relatos sobre o sucesso que os médicos tiveram com esse método de tratamento.

Os usos terapêuticos da vitamina C foram preconizados pelos médicos quase imediatamente após o ácido ascórbico/vitamina C, ser isolado. Os pioneiros notáveis ​​da terapia com altas doses de vitamina C incluem Claus Washington Jungeblut, MD (1898-1976); William J. McCormick, MD (1880-1968); e Frederick R. Klenner, MD (1907-1984).
Mais recentemente, um trabalho importante foi publicado por Hugh D. Riordan, MD (1932-2005) e Robert F. Cathcart III, MD (1932 - 2007). Jungeblut publicou pela primeira vez sobre o ascorbato como prevenção e tratamento da poliomielite, em 1935. Também em 1935, Jungeblut mostrou que a vitamina C inativava a toxina da difteria. Em 1937, Jungeblut demonstrou que o ascorbato inativava a toxina tetânica. Entre 1943 e 1947, Klenner, especialista em doenças do peito, curou 41 casos de pneumonia viral com vitamina C.
Em 1946, McCormick mostrou como a vitamina C previne e também cura pedra nos rins; em 1957, como combate as doenças cardiovasculares. A partir da década de 1960, Robert F. Cathcart, MD usou grandes doses de vitamina C para tratar influenza, pneumonia, hepatite e, eventualmente, AIDS. Por mais de quatro décadas, a partir de 1975, Hugh D. Riordan, M.D. e sua equipe usaram com sucesso, grandes doses de vitamina C intravenosa contra o câncer.


Qual é a quantidade "ideal" de vitamina C?


Dr. Richard Cheng, MD, PhD recomenda a suplementação com vitamina C, pois você provavelmente não está recebendo as quantidades mais altas que seu corpo precisa com sua dieta. E é uma maneira segura sem efeitos colaterais de qualquer tipo, relativamente barata aumenta e mantem um sistema imunológico saudável. 

Dr. Richard Cheng, MD, PhD aconselha um total de 5 a 10 gramas de pó de vitamina C diariamente (que se converte em 5.000 a 10.000 mg), divididos em duas ou três porções - ao longo do dia. Para tomar, misture o pó em água fria ou em temperatura ambiente e beba-o por algumas horas. Para crianças, de 3 a 5 gramas por dia é adequado e também deve ser dividido em pequenas quantidades.
Essas porções ajudarão a fortalecer o sistema imunológico e a protegê-lo contra infecções virais como COVID-19.

No entanto, se estiver doente, você precisará que o corpo absorva o máximo possível de vitamina C, portanto, o conselho dele é tomar 2-3 gramas de pó a cada duas horas ao longo do dia. Dr. Cheng também observa que a vitamina C, mesmo em quantidades maiores, é muito segura.

Vitamina C intravenosa para casos de hospitalização por covid-19



Dr. Enqian Mao, chefe do departamento de medicina de emergência do Hospital Ruijin, um grande hospital de Xangai, afiliado à Faculdade de Medicina da Universidade Joatong, afirmou que seu grupo tratou 50 casos de casos moderados a graves de infecção por Covid-19 com altas doses de vitamina C intravenosa. A dosagem de vitamina C intravenosa estava na faixa de 10.000 mg - 20.000 mg por dia, durante 7 a 10 dias, sendo 10.000 mg para casos moderados e 20.000 para casos mais graves, determinados pelo status pulmonar (principalmente o índice de oxigenação) e pelo status da coagulação. Todos os pacientes que receberam vitamina C intravenosa melhoraram e não houve mortalidade. Em comparação com a média de uma permanência hospitalar de 30 dias para todos os pacientes do Covid-19, aqueles pacientes que receberam vitamina C intravenosa em altas doses tiveram uma internação hospitalar cerca de 3-5 dias a menos do que os pacientes em geral.

O Dr. Mao discutiu um caso grave em particular que estava se deteriorando rapidamente. Ele administrou um bolus de 50.000 mg de vitamina C intravenosa durante um período de 4 horas. O status pulmonar (índice de oxigenação) do paciente estabilizou e melhorou enquanto a equipe de terapia intensiva assistia em tempo real. Não foram relatados efeitos colaterais em nenhum dos casos tratados com altas doses de vitamina C intravenosa.
Continue lendo após a publicidade
Continue lendo após a publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se inscrever acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Siga nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram

Compartilhar

Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram