Notícias Recentes

Cura natural definitiva do sarampo, varicela e outras doenças virais que esconderam de você

Cura natural definitiva do sarampo, varicela e outras doenças virais que esconderam de você

Embora existam riscos definidos de complicações secundárias e até fatais relacionadas ao vírus do sarampo, é importante observar que a vacina acarreta riscos ainda mais sérios, e um grande número de efeitos colaterais. Mesmo que as autoridades de saúde, garantem que a vacina contra sarampo é 100% segura e eficaz contra o desenvolvimento da doença - o que categoricamente não ocorre - isso não significa que os riscos associados à sua aceitação valem os "benefícios" potenciais, especialmente considerando que o sarampo geralmente causa apenas sintomas leves.Além do mais surtos de sarampo estão acontecendo em populações 99% vacinadas, enquanto o que é relatado pela a grande mídia fascista, é que surtos é advindo dos não vacinados.

Em épocas anteriores o sarampo não era visto com uma doença "perigosa" de causar tanto medo e paranoia, como é nos feito acreditar hoje. Como a varicela, o sarampo era uma infecção comum na infância que, após seguir seu curso normalmente leve, o que por sua vez levava a conferir imunidade ao longo da vida naqueles que a contraíam na infância. O risco de complicações sérias ou morte por sarampo sempre foi esmagadoramente mínimo, em outras palavras, com as gerações anteriores era encarado como uma espécie de gripe passageira.


Um estudo publicado na revista Vaccine descobriu que crianças de idades entre oito meses e 19 anos, 97% das quais receberam a primeira e a segunda dose da vacina contra o sarampo desenvolveram sarampo. Apesar do que as autoridades de saúde, mídia convencional, e órgãos supostamente reguladores afirmam diariamente, as vacinas contra o sarampo não são uma proteção real contra o sarampo, nem contribuem para o mítico conto de fadas de “imunidade de rebanho”. que supostamente deveria proteger todos em uma comunidade contra o sarampo, porque a maioria das pessoas é vacinada (“protegidas”). 

Vitamina C: Uma arma potente contra infecções virais


Conforme relatado pela Natural Health 365 , pesquisas que datam da década de 1940 confirmaram as poderosas habilidades de cura da vitamina C:Grande parte das bases para o uso da vitamina C contra doenças foi estabelecida pelo trabalho do Dr. Frederick R. Klenner, médico e pesquisador que utilizou megadoses de vitamina C intravenosa - na forma de ácido ascórbico - para tratar uma variedade de doenças virais nas décadas de 1940 e 1950.

Em 1948, o Dr. Klenner começou a tratar a poliomielite com doses de 1.000 a 2.000 mg de ácido ascórbico - administradas a cada duas a quatro horas nas primeiras 24 horas, depois a cada 4 a 6 horas nas 48 horas seguintes.

E, os resultados foram impressionantes.Dr. Klenner relatou que todos os pacientes estavam "clinicamente bem" após 72 horas.

Dr. Klenner relatou sucesso no tratamento de herpes zoster, difteria, poliomielite, pneumonia viral, encefalite, gripe e pneumonia. Ele também foi capaz de curar pacientes com catapora, sarampo e caxumba usando o mesmo protocolo de tratamento com altas doses de vitamina C.

Natural Health 365 explica mais sobre como a vitamina C destrói infecções virais:
A pesquisa mostrou que a vitamina C interrompe a replicação de vírus (sua capacidade de se multiplicar e se espalhar) interferindo no DNA viral.

Além disso, estimula a produção e a função de leucócitos que combatem doenças ou glóbulos brancos - aumentando sua capacidade de engolir e destruir bactérias patogênicas.

Finalmente, a vitamina C aumenta a produção de interferon, o que ajuda a impedir que as células sejam infectadas.

Pesquisadores da Clínica Riordan chamam a vitamina C de "super antibiótico", observando que ela reduz efetivamente a duração das doenças virais e que quanto mais forte a dose, maior o número de vírus capaz de destruir.

Os pesquisadores confirmam que o segredo para tratar e prevenir vírus com vitamina C é a intervenção precoce. Os pais que desejam fornecer a seus filhos uma das melhores ferramentas para tratar doenças da infância devem se lembrar de que doses altas e altas de vitamina C são uma arma comprovada e segura contra infecções virais


Quem é o Dr. Frederick Robert Klenner

Era um médico e pesquisador americano com consultório médico em sua cidade natal em Johnstown. Na década de 1940, ele tentou usar altas doses de vitamina C como terapia para muitas doenças, particularmente a poliomielite (poliomielite). Ele publicou um total de 28 relatórios de pesquisa ao longo de sua vida e é um dos fundadores da medicina ortomolecular, E claro, seu trabalho, foi rejeitado pela medicina convencional, já que proporciona a cura para diversas doenças de modo simples e natural. O Dr. Klenner aparece em alguns tratados sobre medicina ortomolecular. Um livro dos últimos tempos é dedicado a ele e resume seu trabalho em conjunto atualizando (Vitamin C Infectious Diseases, & Toxins. Xlibris, 2002). Às vezes, ele é considerado um dos pioneiros pesquisadores médicos. Parte de seu trabalho está contida em um livro  sobre o uso intravenoso de vitamina C. Se quiser ver publicações do Dr. Klenner, acesse aqui

Receba as notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail



Fabio Allves

Fundador:Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)