Vacinados contra COVID-19 poderão MORRER nos próximos anos, de acordo o virologista Luc Montagnier

Vacinação: Vacinados contra COVID-19 poderão MORRER nos próximos anos, de acordo o virologista Luc Montagnier - Virologistas confirmou que não há chance de sobrevivência para as pessoas que receberam qualquer forma da vacina do coronavírus covid-19

Fabio Allves
Vacinados contra COVID-19 vão MORRER nos próximos anos, afirma o virologista Luc Montagnier

O renomado virologista e ganhador do prêmio Nobel, Luc Montagnier, está arriscando sua renomada carreira, alertando em uma recente entrevista logo abaixo, que não há chance de sobrevivência para as pessoas que receberam qualquer forma da vacina COVID-19 em meio a "pandemia". 
Com base nas informações de Luc Montagnier, entende-se teoricamente falando, que  todos os vacinados e não vacinadas poderão morrer nos próximos anos devido às mutações do vírus em pessoas vacinadas.

É importante ressaltar, que essas vacinas são experimentais e não existem estudos de longo prazo dessas substâncias chamadas de "vacinas" para saber quais suas consequências daqui a 2,3,4 ou 5 anos no corpo humano. Mas Luc Montagnier e outros já previram algo desastroso.

A afirmação de Luc Montagnier sustenta as afirmações de outros virologistas e de outros cientistas de renome mundial que alertaram que as vacinações em massa resultarão em novas variantes mais mortais e fortalecerá a transmissão do vírus entre os vacinados para com os não vacinados levando ao completo desastre na humanidade.

 Em outras palavras, os vacinados serão "bombas de mutação do vírus" e transmissão, facilitando o genocídio induzido por vacinas.  Isso fica cada vez mais óbvio, quando ouvimos falar de novas variantes surgindo "misteriosamente do nada", mas ninguém quer falar o porque e nem de onde exatamente está surgindo isso. Mas agora tudo fica claro!

Tudo parece óbvio, que tudo isso foi planejado com bastante antecedência com o objetivo de criar o problema, em vez de “curá-lo”.  Esse parece o método perfeito que o eugenista globalista Bill Gates há muito tempo disse em uma palestra, que vacinas seriam perfeitas para um despovoamento global, reduzir drasticamente a população mundial. Além disso, os globalistas estão usando a distração COVID-19 e induzindo as nações ao colapso financeiro, social e da democracia, para criar um novo sistema globalizado com o GRANDE RESET MUNDIAL.

Luc Montagnier afirma que após estudar os ingredientes da vacina ele compreende que:

“É um erro enorme, não é? Um erro científico e também um erro médico. É um erro inaceitável ”, afirmou em entrevista recente. “Os livros de história mostrarão isso porque é a vacinação que está criando as variantes”.

Para o vírus Chinês, exitem os anticorpos criados pela vacina. E o que o vírus faz? Ele morre ou ele acha outra solução? As novas variantes são produzidas e, é resultado da vacinação.

A propósito, Montagnier é considerado o primeiro a descobrir o HIV, tendo alertado no ano passado que o coronavírus COVID-19, contém DNA processado artificialmente a partir do vírus auto-imune. Agora parece que essas mesmas alterações podem ser encontradas nas “vacinas” do vírus chinês, que estão preparando os corpos das pessoas para uma eventual morte súbita nos próximos anos.

Montagnier, antes, já havia falado que o coronavírus COVID-19 foi feito pelo homem em um laboratório e que pode ter sido o resultado de uma tentativa de criar uma vacina contra o HIV / AIDS. Sua alegação veio depois que os Estados Unidos lançaram uma investigação para saber se o vírus veio de um laboratório. Segundo Montagnier, a “presença de elementos do HIV e do germe da malária no genoma do coronavírus é altamente suspeita e as características do vírus não poderiam ter surgido naturalmente”.


As vacinas COVID foram projetadas para "matar lentamente" as massas


Uma coisa é o vírus geneticamente modificado (OGM) ser liberado intencionalmente, mas outra coisa totalmente diferente é o estabelecimento médico introduzir uma injeção em meio a uma suposta “pandemia”.

Na opinião de Montagnier, essa abordagem é um “erro inaceitável”, na melhor das hipóteses, porque tudo o que fará é espalhar ainda mais “variantes” do vírus chinês e matar mais pessoas - o que parece ter sido o plano o tempo todo.

As evidências continuam a crescer que as injeções de vírus chinês foram projetadas para ser uma morte "lenta" para muitos, o que significa que seu impacto prejudicial leva um pouco de tempo para se manifestar. Para alguns, entretanto, os ferimentos e a morte virão imediatamente, como temos visto nos relatórios recentes.

Tudo isso explicaria a corrida louca para vacinar as pessoas em “velocidade recorde”, usando qualquer estratagema ou tática de coerção necessária para atingir o alvo desejado. Uma vez que um número suficiente de pessoas vacinadas comece a morrer, os restantes não vacinados mais do que provavelmente resistirão, e é por isso que governos estão se movendo rapidamente para injetar em tantas pessoas quanto possível.

Veja esses e comece a ligar os pontos:
Continue lendo após publicidade
Continue lendo após publicidade



Compartilhe :Vacinados contra COVID-19 poderão MORRER nos próximos anos, de acordo o virologista Luc Montagnier

MARCADORES [Coletividade Evolutiva] apocalipse | Ciência | Ciência e tecnologia | Coronavírus | Covid-19 | Governo | saúde | Sociedade | Vacina | Vacinação


Autor: Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. REDES:Telegram -Instagram -BomPerfil -Likabout