Notícias Recentes

Estamos caminhando para um Estado Policial Orwelliano

Estamos caminhando para um Estado Policial  Orwelliano

O livro de George Orwell, de 1984, é um livro que descreve uma sociedade governada por um estado totalitário de vigilância continua, (Big Brother - Grande Irmão) - que persegue todo o processo da vida das pessoas e o pensamento crítico independente como "crimes de pensamento" que devem ser aplicados pela "polícia do pensamento". Esse sistema busca o poder acima de tudo e, através do sistema de propaganda da verdade, apresenta ao povo sua versão da verdade. O estado descrito no livro de George Orwell está em obras há muito tempo em nosso meio, nas últimas décadas, não existem partidos políticos para garantir a vontade do povo. você pode ouvir o livro em áudio aqui.

É exatamente o que está acontecendo hoje diante dos nossos olhos. O “ministério da verdade” que vem decidindo nos últimos anos pela as pessoas o que é verdade e o que é mentira, estão como "vigilantes do pensamento". Esse é o sistema que estão rotulando informações de "notícias falsas", as quais que ameaçam interesses corporativos e políticos e as rotulam como "notícias falsas" quando muitas delas são, na verdade, é o contrário.


Desde quando uma corporação como o governo, sim o governo é uma empresa que subjuga outras empresas e de consequência as pessoas - precisa intervir e decidir para as pessoas o que é real e o que não é? As pessoas não são capazes de examinar fontes, ter discernimento e determinar isso por si mesmas? Esses decididores de pensamento e rotuladores de "notícias falsas" têm alguns patrocinadores interessantes, que são interessados em favorecer interesses "privilegiados". 



As tecnologias estão levando o mundo ao estado de vigilância descrito no livro George Orwell


As tecnologias de reconhecimento facial, estão sendo infiltradas em todas as áreas da vida das pessoas, e sem a devida consciência publica sobre os perigos que essas tecnologias nefastas podem fazer na vida das pessoas, somando tudo isso com inteligência artificial, internet das coisas, rede 5G, robôs aparentemente inofensivos em locais públicos, carros autônomos, entre outros, é verdadeiramente um aparato de estado Orwelliano.

Ainda vamos mais além, com "Câmeras de segurança", vigilância de suas transações financeiras, chips de espionagem por radiofrequência ocultos em produtos de consumo, chips implantados no corpo para poder comprar ou vender, rastreamento de suas pesquisas na Internet e escutas em seus e-mails e telefonemas. Sem o seu conhecimento ou consentimento, todos os aspectos da sua vida são observados e registrados.

Como descrevi em um artigo já publicado aqui: 

Os Robôs assassinos saberão tudo sobre você, pois, terão acesso em tempo real as suas informações, no qual são coletadas e armazenadas em bancos de dados, desde entrada no Facebook (livro de faces) seus gostos, lugares onde frequenta, sua família, amigos, etc… Como tenho relatado aqui no Coletividade Evolutiva, Facebook por ex, esta acarretada de escândalos de venda de dados de usuários, para empresas de terceiros, o Google, a mesma coisa, e essas informações podem ser muito perigosas nas mãos do estado profundo e suas máquinas autônomas e assassinas. Pois, as armas com inteligência artificial podem ser programadas para genocídio e, uma vez liberadas, poderão envolver alvos sem premeditação ou intervenção humana. Os robôs poderão calcular o próximo movimento de seu alvo em tempo real e eliminá-lo, sem credo ou código.

O Brasil tem 37 iniciativas em cidades adotando, de alguma maneira, tecnologias de reconhecimento facial. Mais da metade, 19, foram lançados no período de 2018 a 2019. Em agosto de 2020, estão se preparando para entrar em vigor no Brasil a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) que, se ainda não está comprovada sua capacidade de fiscalização, além disso esses tipos de "garantias" nunca são realmente o que se apresentam, ou funcionam na pratica. Geralmente dizem que são para a segurança da sociedade, quando na verdade o governo está se assegurando de se proteger dos próprios cidadãos.

Proliferam de câmaras de vigilância, em espaços públicos e privados, sem a necessária consciência da sociedade sobre os riscos a privacidade. Elas captam nossa imagem nos aeroportos, estádios de futebol, metros, espaços comerciais, dispositivos digitais, entre outros aplicativos modernos. Estão implantadas, em vias, e em escolas, transportes públicos, locais de trabalho, unidades de saúde e nas ruas de algumas cidades e/ou regiões.

Não somente governos estão loucos para vigiar seus cidadãos mas também empresas privadas também implementaram a tecnologia. A concessionária de uma das linhas do Metrô de São Paulo instalou câmeras para analisar os sentimentos dos passageiros por meio de suas expressões faciais e subsidiar os anúncios nos vagões. A Hering, indústria especializada em vestuário, colocou sistemas semelhantes em uma loja da capital paulista com o intuito de examinar as atitudes dos consumidores, interesses e práticas como elemento a ser considerado em estratégias de marketing.

Essa tecnologia vem levantando preocupações de varias pessoas conscientes dos seus dados privados e vidas privadas. Autoridades vêm apostando no reconhecimento facial como um instrumento sofisticado das formas de controle em políticas públicas. Por outro lado, essas ferramentas é extremamente invasiva na vida cotidiana das pessoas, já tendo sido proibidas em cidades dos Estados Unidos, como San Francisco e Oakland.

Confira esse documentário - Sinopse:

Uma elite global ultra-secreta, funcionando como um governo sombra muito real, controla tecnologia, finanças, direito internacional, comércio mundial, poder político e vastas capacidades militares. Aqueles que detêm o poder são invisíveis para todos, exceto para alguns que estão por dentro. Esses líderes incomparáveis ​​respondem a nenhuma autoridade terrena e não param até que controlem o mundo. 
Em Shadow Government - (Governo Sombra), Grant Jeffrey remove a tela que, até agora, ocultou o trabalho desses agentes diabólicos. Jeffrey revela a descrição bíblica da conquista global de Satanás e identifica as ferramentas da tecnologia que o Anticristo usará para governar o mundo. 


Receba as notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail - Ajudar o Site



Fabio Allves

Fundador:Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Ao longo da vida busquei explorar os mistérios e os conhecimentos ocultos que cercam o planeta e as origens da humanidade, questionando as raízes do que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao despertar a sociedade (Saber Mais)