Publicidade

Estão se Preparando: 5G e robôs assassinos autônomos, e o genocídio da humanidade: Vencedores do Prêmio Nobel advertem

A revolução das máquinas não é coisa de ficção já há muito tempo. Com a correria das corporações de tecnologias futurísticas, correndo para implementar a tecnologia causadora de doenças, controle mental, a 5 G, nos…

A ligação entre 5G e robôs assassinos autônomos, e o genocídio da humanidade: Vencedores do Prêmio Nobel advertem

A revolução das máquinas não é coisa de ficção já há muito tempo. Com a correria das corporações de tecnologias futurísticas, correndo para implementar a tecnologia causadora de doenças, controle mental, a 5G, nos faz perceber o porquê de tudo isso. Com as máquinas autônomas recheadas de inteligência artificial (IA), sendo elas conectadas a uma rede potente como 5G, nos deixa claro o quanto corremos perigos nas mãos desses robôs sendo eles programados por um estado mal-intencionado, no qual já temos, pode realizar o proposito da elite mundial de redução populacional. 

Como tenho dito, o governo a mídia tradicional, a religião, e corporações, todos eles se transformaram em um estado pecaminoso de fascismo, o que quero dizer aqui é que, podem programar esses robôs assassinos para um genocídio em massa de todos aqueles indivíduos que os poderosos da elite mundial não querem nesse planeta, e depois simplesmente alegarem que foram Hackeados, ou programados por terroristas para tal propósito. Recomendado: Se prepare o cão robô vai te pegar, esse não é seu amigo fiel

E não tenho dúvidas, se a 5G for implementada no mundo, o estado mal-intencionado, os programarão para genocídio em massa, afinal esse é o verdadeiro propósito da agenda 21 da ONU fascista, ou melhor, dos criadores da ONU que se escondem no estado profundo, a elite global, os iluminatis, que deixaram seus 10 mandamentos nas pedras guias da Geórgia, no qual seu primeiro mandamento é manter a humanidade em 500 milhões de pessoas, se já passamos disso, então tem de haver mortes para voltar a esse 500 milhões, e consequentemente, os poucos que sobreviverem serão escravizados, vigiados por reconhecimento facial e policiados por robôs. Recomendado: AS PREVISÕES FUTURAS PARA UM FUTURO PRÓXIMO 2018 A 2045

Os Robôs assassinos saberão tudo sobre você, pois, terão acesso em tempo real as suas informações, no qual são coletadas e armazenadas em bancos de dados, desde entrada no Facebook (livro de faces) seus gostos, lugares onde frequenta, sua família, amigos, etc… Como tenho relatado aqui no Coletividade Evolutiva, Facebook por ex, esta acarretada de escândalos de venda de dados de usuários, para empresas de terceiros, o Google, a mesma coisa, e essas informações podem ser muito perigosas nas mãos do estado profundo e suas máquinas autônomas e assassinas. Pois, as armas com inteligência artificial podem ser programadas para genocídio e, uma vez liberadas, poderão envolver alvos sem premeditação ou intervenção humana. Os robôs poderão calcular o próximo movimento de seu alvo em tempo real e eliminá-lo, sem credo ou código. Recomendado: Black Mirror lança um episódio assustador que mostra robô-cão estranhamente semelhante aos robôs da Boston Dynamics Reais que caça e matar humanos

E isso não está somente claro para me, mas também para um grande número de cientistas e acadêmicos que estão temidos, e fazendo lobbys por um tratado global para impedir o uso de robôs assassinos autônomos. 

Para vocês terem uma ideia do que estou falando aqui, veja esse vídeo assustador e de drones autônomos minúsculos altamente projetados para localizar, reconhecer, e assassinar... Este vídeo é de uma artigo meu anterior que você pode ver aqui.



Vencedores do Prêmio Nobel se unem, pedem a proibição global de sistemas de armas com inteligência artificial


As preocupações também estão crescendo de que, uma vez que os militares tenham estabelecido a tecnologia de máquinas assassinas, elas poderá cair nas mãos de criminosos, terroristas e policiais e desencadear a "terceira revolução" da guerra, depois da pólvora e das armas nucleares. 

Agora , os vencedores do Prêmio Nobel estão soando o alarme sobre o desenvolvimento de robôs assassinos autônomos. Acadêmicos e ativistas de trinta e cinco países diferentes estão exigindo que a ONU proíba o uso de sistemas de armas alimentados por IA. Mais de cem grupos não-governamentais se reuniram em Berlim na conferência de Genebra para convencer seus representantes da ONU de que robôs assassinos devem ser detidos. A Grã-Bretanha, a Rússia e os EUA estão trabalhando em sua própria frota de armas com inteligência artificial, que atualmente podem extinguir qualquer pessoa sem a supervisão de um ser humano. Esses sistemas de armas autônomas podem ser tão simples quanto os drones programáveis, equipados com armas de alta precisão. 

Os Médicos Internacionais para a Prevenção da Guerra Nuclear, ganhadores do Prêmio Nobel de 1985, participaram dos protestos e escreveram uma carta aberta à ONU. “Armas totalmente autônomas selecionam e envolvem alvos sem intervenção humana, representando automação completa de danos letais”, diz a carta. . "Essa capacidade de seletivamente e anonimamente atingir grupos de pessoas sem supervisão humana traria graves consequências humanitárias e seria altamente desestabilizadora." Jody Williams, ganhador do Prêmio Nobel em 1997, está pedindo à Alemanha que lidere essa questão e tome medidas para proibir seu uso. Williams ajudou a banir as minas terrestres nos anos 90. 

Como as armas de IA são baratas e fáceis de produzir em massa, elas poderiam facilmente cair nas mãos de organizações terroristas. Armas autônomas facilitam muito a matança, porque não são necessários exércitos humanos para preencher as trincheiras. Nenhum exército humano é necessário para lutar e arriscar suas vidas. Por essa razão, as armas autônomas permitem que muito poucas máquinas causem um grande número de baixas em um curto espaço de tempo, causando destruição em massa. O dr. Noel Sharkey, professor de Inteligência Artificial e Robótica, que ajudou a iniciar a Campanha para parar os robôs assassinos, adverte: “Não é tarde demais para evitar armas autônomas. Décadas de esforços de defesa demonstraram, no entanto, que, uma vez criadas e em uso militar, classes inteiras de armas são extremamente difíceis de eliminar: a ameaça da guerra nuclear está crescendo apesar do tratado de não-proliferação ”. 

Quem é responsabilizado quando os robôs matam?


Quando um robô tira uma vida no calor do momento, quem, ou que país ou entidade será responsável pela morte? Agências de inteligência poderiam conduzir operações sigilosas, usando robôs para matar, sem nenhum ser humano ou a organização nem mesmo seria responsabilizada. Bonnie Docherty, pesquisadora sênior da Divisão de Armas da Human Rights Watch adverte: "Nenhuma responsabilidade significa dissuasão de futuros crimes, nenhuma retribuição pelas vítimas, nenhuma condenação social do responsável". 

“Cada nação deve tomar uma posição de que armas autônomas nunca devem existir. E temos que fazer isso agora, antes que seja tarde demais ”, diz a Dra. Emilia Javorsky, do grupo Cientistas Contra Armas Desumanas. Javorsky acredita que as superpotências mundiais devem concordar que as armas são "fundamentalmente erradas" e nunca devem ser usadas.
Publicidade


Notícia Em: / / / / /

Fabio Allves

Fundador: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais