Por que o monitoramento de conteúdo e a censura da internet

Por que o monitoramento de conteúdo e a  censura da internet

A censura na internet a cada dia está se tornando cada vez mais ativa, os controladores do poder, não querem que sejamos livres, nem mesmo tenhamos pensamentos livres. A importância dos canais de notícias independentes, e de informações livres para nossa sociedade é de fato, de extrema importância para uma sociedade democrática, e uma troca de ideias, e discernimentos. 

Um exemplo disso, foi os escândalos da Wikileaks, onde uma grande quantidade de documentos foram devidamente denunciados por denunciantes independentes. Sem uma mídia livre, essas denúncias nunca chegariam a ser divulgadas, ninguém mais saberia o que se ocultam por trás das cortinas dos governos e do mundo. 

Um denunciante que foi pouco falado e explicado sobre ele, pela mídia convencional, e hoje já esquecido pela maioria, é o Edward Snowden, que realizou várias denúncias, relatando informações cruciais para as massas, sobre as ações ameaçadoras dos grandes poderes de alto escalão e suas corporações. Acredita-se que existe muito mais a ser revelado, porém continuam tudo oculto. 

Em um nível prático, sabemos que todas as atividades on-line agora estão sendo monitorada 

O Google é basicamente um banco de dados enorme, cheio de consultas de usuários, muitas vezes vinculadas a um endereço do Gmail (que geralmente é vinculado a um número de telefone) e corresponde ao endereço IP do usuário. Não é segredo que o Google, o Facebook e outros corporações dão voluntariamente dados de usuários à NSA . O Google até já tinha, ao mesmo tempo, um servidor Dropbox especial para a NSA

Yahoo e Microsoft também estão vinculados a colaborar com a NSA e distribuir dados sobre cidadãos particulares. A quantidade de dados realmente transmitidos do Google para a NSA não se sabe. No entanto, é uma suposição segura de que a NSA tenha acesso a todos os dados do Google , direta ou indiretamente. 

Afinal, a NSA foi conspirada com a AT & T para interceptar a transferência de comunicações do mundo , violando não apenas a privacidade dos cidadãos dos EUA (incluindo chamadas e mensagens do Skype), mas potencialmente os residentes da China, Europa, Rússia e Oriente Médio. . 

Embora isso não constitua estritamente a censura on-line, o fato de a atividade estar sendo monitorada é, muitas vezes, o primeiro passo e parte integrante do processo de censura. Desta forma, as forças poderosos podem monitorar tendências e padrões atuais em termos de crenças e opiniões, ideias públicas. 

Porque as mídias independentes são censuradas 


Os dados de bilhões de pessoas, são coletados, seus desejos, gostos, o que mais pesquisa na internet, relacionamentos, pensamentos etç… Tudo serve para uma grande rede de corporações lucrativas, para fazerem propagandas adequadas a você. Mas também existe o lado onde os dados são coletados para servir aos interesses dos governos, e o estado profundo, tando para eliminar qualquer tipo de narrativa que seja contra os interesses deles, tanto, para serem usados contra você futuramente. Não é a toa que a inteligência artificial, está sendo alimentada com todo tipo de dados coletados em todo o mundo, se não pra bem, mas sim pro mal. 

A principal razão para a censura online é evitar o surgimento de visões que vão contra os ideais do partido no poder. Movimentos e grupos são criados on-line, o que pode se tornar muito poderoso contra o sistema, e as mídias sociais e a internet, em geral, são uma ferramenta imensa. 
Sem isso, não estaríamos conscientes de alguns dos vários escândalos e atrocidades cometidos em todo o mundo. Essas atrocidades acontecem não apenas em países do terceiro mundo com ditadores, mas também nos altos escalões das sociedades ocidentais, incluindo políticos, bancos, executivos de empresas e famílias de elite. 

Claro, há também censura '‘limpa’'. Definitivamente existe algo como ser excessivamente democrático 

Qualquer redação que possa servir para incitar dano a um indivíduo ou grupo étnico pode resultar em ação legal e é frequentemente censurada por moderadores em fóruns e mídias sociais. Há certamente um lugar para a censura do tipo certo para as corporações de mídia , e é necessário. Mas é um equilíbrio delicado e a censura em massa ou a interferência do governo ou de entidades corporativas devem ser evitadas. 

Poderiam os governos e corporações bloquearem conteúdos relacionados à pornografia infantil e, os juízes poderiam ordenar que artigos que constituam “discurso de ódio” sejam removidos da Internet. 

Censura na Internet 


As instalações ocidentais e suas agências de inteligência são geralmente consideradas altamente competentes na extração de dados sobre qualquer indivíduo . Eles podem correlacionar facilmente um vasto banco de dados de informações, como pesquisas do Google, endereço IP em vários dispositivos, logins de consoles de jogos, passagens aéreas, compras com cartão de débito e muito mais. 

Qualquer dispositivo on-line é essencialmente uma antena de sinalização em que toda a atividade é registrada. Seu dispositivo representa um nó em uma rede grande (a internet) e, quando um hacker ou agência governamental obtém acesso ao seu nó, eles podem descobrir praticamente todo o resto. No caso do governo, eles têm poder quase ilimitado com a assistência das agências de cartão de crédito, sites de mídia social, Microsoft, Yahoo, Google e outros que estão sendo empurrados para ajudar. 

É difícil encontrar estatísticas exatas em relação à censura online. Afinal, essa informação será obtida em grande parte pela própria internet. No entanto, considere algumas das seguintes estatísticas coletadas de statistica.com e outras fontes on-line confiáveis:

  • 58% dos usuários de internet vivem em países onde os blogueiros foram presos por compartilhar conteúdo em questões políticas, sociais ou religiosas.
  • 45% dos usuários de internet vivem em países onde a publicação de textos satíricos, desenhos animados ou vídeos engraçados pode resultar em uma sentença de prisão (não é este o caso na Europa ou nos EUA, onde a sátira é protegida pela constituição).
  • A Islândia e a Estônia são consideradas os países com os níveis mais baixos de censura na Internet , seguidos pelo Canadá, Alemanha, Austrália e EUA. China, Síria e Irã são considerados os piores. A Turquia poderá em breve juntar-se a esta lista.
  • 61% dos usuários da Internet vivem em países onde as críticas à família governamental / militar / governante estão sujeitas à censura .
  • 38% dos usuários vivem em países onde as mídias sociais e os aplicativos de mensagens foram bloqueados no ano passado.
  • Globalmente, 64% dos cidadãos estão preocupados com o governo que censura o conteúdo da Internet.
  • De acordo com The Verge , 66% dos cidadãos globais vivem sob a censura do governo, citando um relatório da organização think tank da Freedom House. Da mesma forma que Statistica, o relatório indicava que a China era a nação mais censurada do planeta, seguida pela Síria e pelo Irã.
  • Globalmente, 27% de todos os usuários da Internet vivem em países onde pessoas foram presas por publicar, compartilhar ou simplesmente gostar de conteúdo no Facebook.
  • Em mais de 38 países em 2015, as prisões foram feitas com base em postagens nas mídias sociais .
Fonte inclui: desse artigo
Author Image

Autor: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu partir em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais