Vacinas Covid e sinais que precedem um AVC que muitos desconhecem e como prevenir

O AVC em 2020-2022 passou ser uma das principais causas de morte entre os brasileiros, segundo a Sociedade Brasileira de AVC.

Coletividade EvolutivaBem-estarVacinas Covid e sinais que precedem um AVC que muitos desconhecem e como prevenir



Vacinas Covid e sinais que precedem um AVC que muitos desconhecem e como evitar

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma condição grave, conhecida principalmente por seus sinais clássicos como fraqueza facial, nos membros e dificuldades na fala. No entanto, existem outros sintomas incomuns que, se identificados precocemente, podem contribuir para uma rápida intervenção médica, aumentando as chances de recuperação.

O AVC em 2020-2022 passou ser uma das principais causas de morte entre os brasileiros, segundo a Sociedade Brasileira de AVC. Além disso, é a principal causa de incapacidade no mundo global, pois as sequelas após o AVC dificultam cerca de 70% das pessoas a retomar suas atividades laborais, enquanto 50% se tornam dependentes de ajuda no cotidiano.

Desde do lançamento de vacinação COVID, o número de acontecimento de AVC mortes relacionadas dispararam em todo o mundo. Por exemplo: de acordo com um relatório oficial da British Heart Foundation (BHF), no Reino Unido, houve um total de 96.540 mortes em excesso envolvendo condições cardiovasculares e AVC, desde o lançamento da vacina.

No ano de 2020, dados do SIM – Sistema de Informações sobre Mortalidade, do Ministério da Saúde – DATASUS, mostraram 99.010 mortes por AVC no Brasil (incluindo dados de infarto cerebral, o AVC isquêmico, AVC hemorrágico, hemorragia subaracnoidea e AVC não-especificado como isquêmico ou hemorrágico...)

De acordo com outro registro, o portal de Transparência do Registro Civil, mantido pela ARPEN Brasil (Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais), o número de óbitos por AVC no Brasil foi de;

101.965, em 2019 e 102.812 em 2020, números parecidos com os dados oficiais do SUS, que podem variar um pouco de acordo com a metodologia aplicada nos critérios de busca (CIDs considerados na pesquisa). O AVC, de acordo com este mesmo banco de dados, já matou no ano de 2022, de 1º de janeiro até 13 de outubro, 87.518 brasileiros. O número equivale à média de 12 óbitos por hora, ou 307 vítimas fatais por dia, tornando o AVC novamente a principal causa de morte no país. No mesmo período, o infarto, por exemplo, vitimou 81.987 pessoas, e a Covid-19, 59.165 cidadãos.

Também, conforme relatamos em Novembro de 2021: Covid-19 deixou de ser a principal causa de mortes no Brasil em outubro - e nos revelando uma pandemia vacinal... Após vacinação Covid, Brasil explode na epidemia de AVC, infartos e outras causas:

Já sabemos que as injeções da Covid, tem causado e causa uma série de efeitos adversos e colaterais já bem documentados. Portanto, não temos mais uma pandemia de vírus Covid, temos uma pandemia global de vacinados sofrendo eventos adversos e colaterais das injeções em curto, médio e a longo prazo, que vão de miocardite, pericardite, coágulos sanguíneos, trombose, câncer, imunocomprometidos, doenças auto-imunes, disfunções neurológicas e muito mais.

Estudo oficial revelou que receber a vacina contra a gripe e o reforço bivalente Covid da Pfizer ao mesmo tempo, pode aumentar o risco de derrame. Uma pesquisa, publicada na revista Neurology, sugeriu que 23% dos pacientes com AVC isquêmico (causado por um coágulo sanguíneo) apresentarão sintomas de um ataque isquêmico transitório (AIT), ou miniAVC, na semana anterior do derrame

Sugestão na Amazon: Suplemento Vitamina C Lipossomal Absorção Otimizada 60caps Puravida A vitamina C é um nutriente que ajuda a prevenir doenças cardíacas e o AVC evitando a formação de placas nas artérias/ entupimento.  Isso ocorre porque a vitamina C impede que os radicais livres danifiquem as paredes das artérias e o colesterol seja oxidado. Além disso, a vitamina C ajuda a diminuir os níveis de colesterol “ruim” no sangue. A presença da vitamina C também pode diminuir a liberação de ácidos graxos em comparação a células expostas apenas ao glutamato

Quais são os sinais incomuns do AVC?


Alguns sintomas menos evidentes de um AVC podem incluir alterações na visão, como embaçamento ou visão dupla, em um ou ambos os olhos, e anormalidades na maneira como os olhos se movem. Podem ocorrer também perda de coordenação, sensação de tontura aguda, náuseas e vômitos súbitos ou uma sensação de cansaço extremo.

Nos casos de AVC hemorrágico, uma dor de cabeça súbita e intensa pode aparecer, podendo ser, por vezes, o único sintoma.

Como é o tratamento após identificar o AVC?


Ao identificar qualquer sinal incomum que possa sugerir AVC, é fundamental buscar atendimento médico imediatamente. Todos os casos são diferentes e os efeitos podem variar de leves a graves, dependendo de cada paciente e da rapidez da intervenção médica.

Posteriormente, uma avaliação especializada ajudará a encaminhar os pacientes para um tratamento direcionado específico, de acordo com cada caso.

Quais são os principais fatores de risco?


Existem vários fatores de risco para AVC, sendo a hipertensão arterial, a diabetes tipo 2 e o colesterol alto alguns dos mais proeminentes. Outros fatores incluem: sobrepeso, obesidade, consumo excessivo de álcool, tabagismo, uso de drogas ilícitas, sedentarismo, idade avançada, histórico familiar e o fato de ser do sexo masculino. Todos esses fatores podem aumentar a probabilidade de uma pessoa sofrer um AVC, seja ele hemorrágico ou isquêmico.

Algumas etapas fáceis

  • É tudo sobre o exercício - E perder esse peso corporal extra irá reduzir automaticamente a carga que você colocou em seus pulmões, coração, cérebro, vasos sanguíneos e ossos.
  • Controle seu açúcar no sangue - Se por qualquer meio o açúcar no sangue ficar muito alto, então você corre o risco de contribuir para grandes danos não só para o seu cérebro, mas também para o seu coração, olhos e rins.
  • Siga uma dieta cérebro-amigável - há alguns dos melhores alimentos do cérebro que você precisa incluir mais em sua dieta. Estes incluem abacates, mirtilos, nozes, brócolis, chocolate escuro, etc. Certifique-se de incluir mais frutas e vegetais frescos e menos quantidades de carne vermelha, álcool, açúcar, etc Beba muita água e também.
  • Reduzir, até mesmo eliminar fumar - Fumar é outro fator importante que aumenta o risco de acidente vascular cerebral, de acordo com a Stroke Association . Por quê? É porque os cigarros podem afetar seus níveis de colesterol, aumentando os níveis de seu mau colesterol ou LDL e reduzindo os níveis de seu bom colesterol ou HDL.
  • Configurar uma programação de sono - Depois de passar o dia inteiro trabalhando, exercitando e fazendo todas as outras coisas que você precisa fazer a cada dia, você precisa descansar, o que significa que seu corpo precisa descansar. Mais importante ainda, seu cérebro precisa de tempo para processar e armazenar as informações recolhidas durante o dia.

Manter seu cérebro saudável fará sua vida mais fácil e mais longa. Diminuir o risco de acidente vascular cerebral e outras doenças neurovasculares comuns e problemas com a ajuda de nossos sete passos simples dará a si mesmo a chance de viver uma vida longa e saudável.

Sugestão na Amazon: Suplemento Vitamina C Lipossomal Absorção Otimizada 60caps Puravida A vitamina C é um nutriente que ajuda a prevenir doenças cardíacas e o AVC evitando a formação de placas nas artérias/ entupimento. Isso ocorre porque a vitamina C impede que os radicais livres danifiquem as paredes das artérias e o colesterol seja oxidado. Além disso, a vitamina C ajuda a diminuir os níveis de colesterol “ruim” no sangue. A presença da vitamina C também pode diminuir a liberação de ácidos graxos em comparação a células expostas apenas ao glutamato

TV Brasil
Anúncio
Anúncio
Sugestão de suplemento

Postar um comentário

0 Comentários

Fechar Menu
Fique por dentro do nosso Telegram

SEGUIR

Entre para nosso Canal WhatsApp

Recebar notícias diretamente no WhatsApp

SEGUIR
SUPLEMENTOEvite deficiências nutricionais com Extrato de Própolis Verde, Vitamina B, E, C, D3, A, Selênio e Zinco. Obter já