Saúde e medicina

OMS pede redes sociais e "checadores" para censurar quem "refutar" a narrativa oficial sobre varíola dos macacos

Fabio Allves
Nos Apoie: Doação
OMS pede redes sociais e  "checadores" para censurar quem "refutar" a narrativa oficial sobre varíola dos macacos

Autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS) pediram às plataformas de redes sociais e às agências de notícias que combatam a “desinformação” sobre a varíola dos macacos, doença que se acredita ser transmitida como uma DST que infectou principalmente gays e agora "misteriosamente" começa a contaminar outros grupos, como crianças, por exemplo.

Apesar dos casos isolados em diferentes partes do mundo, a OMS declarou essa epidemia como uma pandemia de emergência global de saúde. Tudo faz parte do jogo de terrorismo psicológico para implementar 
Vacinas contra a varíola, que causam uma “síndrome clínica” de efeitos colaterais graves, serão administradas em todo o mundo para a varíola DST rara.

Acredite se quiser, mas o diretor-geral da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus, chegou a pedir para que os gays reduzissem o número de parceiros, como forma de se prevenir da doença, e acentuou que “o estigma e a discriminação podem ser tão perigosos quanto qualquer vírus e podem alimentar o surto”.

Comparando a situação com a epidemia de covid-19, ele disse que “a desinformação e as informações erradas podem se espalhar rapidamente on-line”. Como se as autoridades da OMS, grande mídia e outras autoridades de saúde pública não vem desinformando desde o início da COVID-19 né... Principalmente sobre vacinas, bloqueios, testes de PCR falso positivo e máscaras inúteis.

“Por isso, pedimos a todas as plataformas de mídia social, empresas de tecnologia e agências de notícias que trabalhem conosco para prevenir e combater informações prejudiciais”, acrescentou, sem especificar como se daria o controle da informação e que tipo de informações não é verdadeira.

Você ou um ente querido fez sexo com um macaco da Europa ou da África recentemente? Você frequenta ou participa de orgias com pessoas que têm?


Bem, então você não precisa se preocupar com a varíola dos macacos, ou com a vacina contra a varíola, que é muito perigosa para sua saúde, mas é altamente recomendada pelo CDC para supostamente tratar a doença que as pessoas pegam quando têm relacionamentos íntimos com macacos infectados. Lembre-se, doenças são predominantes sempre em lugares com altas taxas de vacinações.


A varíola dos macacos é uma rara doença sexualmente transmissível (DST) causada por um vírus para o qual o mundo não precisa ser vacinado. Ainda assim, o medo de uma pandemia em si rende bilhões de dólares aos farmacêuticos, de modo que a mídia corporativa está enlouquecendo com a conversa sobre vacinas contra a varíola, e milhões de injeções mortais já foram compradas e vendidas para se preparar para a guerra contra a varíola... Ops, contra a humanidade!.

Sim, a varíola acabou. Erradicado há décadas. Nenhuma vacina necessária. Ainda assim, o CDC e a OMS afirmam que há de alguma forma uma taxa de “eficácia” de 85% para a vacina contra a varíola que previne a varíola dos macacos, embora ZERO ensaios clínicos tenham sido realizados para provar isso. 

Lembre-se, a “ciência” das vacinas é apenas uma religião, onde você tem que acreditar nelas, porque não há comprovação de segurança ou eficácia. Lembre-se, o vírus dos macacos são reações das injeções da Covid-19.

Na verdade, o oposto de “seguro e eficaz” é o que testemunhamos com HPV, vacinas contra a gripe e vacinas COVID-19, e agora, olhando para trás em um estudo do CDC de 2005 sobre inoculações de varíola, vemos onde os pesquisadores descreveram uma série de sintomas combinados graves das injeções como uma “síndrome clínica”. Isso é porque a vacina contra a varíola contém 2% de albumina sérica humana ?

Ainda assim, eles querem empurrar a vacina contra a varíola em todos para tratar ou prevenir casos graves de varíola, que as pessoas têm por ter festas sexuais loucas e pervertidas com pessoas que tiveram contato íntimo com macacos infectados. Todos nós deveríamos estar tão preocupados. Isso é tão absurdo.

Chame isso de vacina canibal. Células sanguíneas de abortos humanos são injetadas em humanos e o CDC não consegue descobrir porque os infectados desenvolvem síndrome clínica a partir disso. Vai saber. Trabalhadores de laboratório e de saúde pública que receberam vacinas contra varíola relataram VÁRIOS efeitos colaterais horríveis, incluindo dificuldade respiratória e sérios problemas cardíacos. Soa familiar? Não são alguns denunciantes que relatam ao VAERS, este é o próprio estudo do CDC, e as descobertas vão te surpreender.
Publicidade
Publicidade

Continua após publicidade

Siga Coletividade Evolutiva nas redes sociais!
Publicidade
Compartilhe:
Nos Apoie com um donativo
Este artigo pode conter afirmações que refletem a opinião do autor
Coronavírus Indústria farmacêutica medicina Mundo Opinião Pandemias saúde Saúde e medicina


RECENTES