Reguladora da Itália aprova remédios contra a Covid-19, enquanto que no Brasil, hidroxicloroquina é negligenciada

Sociedade: Reguladora da Itália aprova remédios contra a Covid-19, enquanto que no Brasil, hidroxicloroquina é negligenciada... Regeneron assegura que sua terapia é recomendada a pacientes em estágio inicial da doença e reduz internações por covid-19

Fabio Allves
Compartilhe:
Reguladora da Itália aprova remédios contra a Covid-19, enquanto que no Brasil, hidroxicloroquina é negligenciada

A Comissão Técnico-Científica da Agência Italiana de Medicamentos Aifa autorizou o uso dos dois anticorpos monoclonais (imdevimab e casirivimab) anti-Covid da americana Eli Lilly e Regeneron, para uso precoce em pacientes de alto risco. Conforme a agência reguladora do país, os medicamentos serão destinados aos infectados em estágio inicial, com alto risco de evolução. Utilizada pelo ex-presidente Donald Trump, a terapia já recebeu o certificado de uso emergencial nos Estados Unidos.

“Uma vitória” para o país, comenta o virologista Guido Silvestri, professor nos EUA na Emory University de Atlanta, mas “também uma derrota terrível para a credibilidade de muitas pessoas. Em primeiro lugar, aqueles que no passado mês de Outubro se opuseram fortemente a esta autorização, desperdiçando assim o precioso tempo de todos ”

“Seria importante agora - repete Silvestri no Facebook - que esses personagens explicassem, de uma vez por todas, o que os fez mudar de opinião sobre a necessidade de aprovação europeia e a eficácia clínica dos anticorpos em pacientes com Covid-19. Porque é preciso explicar ao país - insiste o cientista - por que algo que negaram em outubro foi aprovado no início de fevereiro ”. (Fonte)

Como funciona

Dentro do organismo, o coquetel da Regeneron se dirige às espículas do vírus chinês (responsáveis por “grudar” nas células humanas de modo a permitir a reprodução) com a finalidade de neutralizá-las. Segundo cientistas da companhia farmacêutica, a droga reduz as internações em hospitais e os casos de emergência. Hoje, os anticorpos monoclonais são usados para tratar a osteoporose, a leucemia, a psoríase em placa e alguns tipos de câncer, como o câncer de mama ou nos ossos.

Considerações sobre o uso da hidroxicloroquina comprovada que funciona, mais as agências de "saúde" e autoridades estão negligenciado salvar vidas por algum motivo...


No Brasil, o uso precoce da hidroxicloroquina defendido por médicos e cientistas não corrompidos,  é comprovado cientificamente que funciona, e estava salvando vidas, já teria acabado com a "epidemia" no país, no entanto, continua sendo o jogo político de interesses financeiros por vacinas

Para a imensa maioria, devido à manipulação política e da grande mídia podre, uma cura com alta porcentagem de sucesso foi negligenciada. Com o uso precoce da hidroxicloroquina pode-se reduzir as hospitalizações por Covid-19 em  84%, segundo estudos. No entanto, milhões estão sendo enganados pelas "autoridades de saúde" do poder juntamente com a mídia convencional sobre o tratamento precoce com Hidroxicloroquina, enquanto censura os médicos que são pró-hidroxicloroquina. Enquanto isso, mais outros milhões com depressão, sem perspectiva de vida e de felicidade, desemprego em massa, e quebra de empresas que nunca mais reabrirá ou existirá emprego. 

Até o momento, já houve 230 estudos médicos internacionais que encontraram uma taxa de sucesso de 67% usando hidroxicloroquina para o tratamento de Covid, com uma taxa muito maior do que as vacinas experimentais, isso significa que já temos uma cura, além disso, o tratamento precoce acabaria com o vírus em poucos dias. Então, porque não usar hidroxicloroquina? A resposta é dinheiro, redução populacional e por fim controle global, criar uma Nova Ordem Mundial no pretexto de pandemia. Essa nova ordem está sendo apresentada como o Grande Reset Global defendido pelo Fórum Econômico Mundial.

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Veja Também

Ajude manter o site no AR:

Transferência de PIX

Explore mais sobre:

Coronavírus , Covid-19 , Hidroxicloroquina , Notícias alternativas , saúde , Sociedade , Coletividade Evolutiva , Reguladora da Itália aprova remédios contra a Covid-19, enquanto que no Brasil, hidroxicloroquina é negligenciada ,
Compartilhe:
RELATAR ERROS:
Fabio Allves

Autor: Fabio Allves

Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar.