Proteja-se contra coronavírus: Dr. Lair Ribeiro revela, e o que a grande mídia oculta de você

Como se proteger de verdade contra o coronavírus: veja o que o Dr ignorado pela grande mídia revela

A Organização Mundial de Saúde, juntamente com a grande mídia, tem "alertado" a população Brasileira, sobre o coronavírus covid-19, sobre como se prevenir, como, por exemplo, lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou com uma solução de álcool em gel, manter pelo menos um metro de distância de pessoas que apresentam tosse ou espirros constantes, evitar tocar os olhos, o nariz e a boca, entre outras práticas superficiais de "prevenção", que até mesmo estão antecipando campanhas de vacinação contra gripe. Mesmo, segundo eles com apenas 2 casos confirmados no país, a vacinação facilitara a identificação do covid-19 na população, o que na prática, não faz nenhum sentido.

No entanto, há uma maneira cientificamente comprova de proteger-se naturalmente, contra doenças infecciosas, inclusive do coronavírus, simplesmente usando uma suplementação, como vitamina C, ou óleo de coco todos os dias, você pode reduzir ou interromper a infeção por covid-19, gripes, entre outras doenças infecciosas.


Os médicos demonstraram a poderosa ação antiviral da vitamina C por décadas. Houve uma falta de cobertura da mídia dessa abordagem eficaz e bem-sucedida contra vírus em geral e coronavírus em particular. Sabemos que uma deficiência de vitamina C foi associada a pneumonia. Por outro lado, a ingestão de uma quantidade suficiente de vitamina C pode melhorar a saúde imunológica e ajudar as pessoas a evitar adoecer com doenças semelhantes à gripe



É muito importante maximizar a capacidade antioxidante e a imunidade natural do corpo para prevenir e minimizar os sintomas quando um vírus tenta atar o corpo humano. O fortalecimento do sistema imunológico com uma boa suplementação natural, é a maneira mais poderosa, que se pode fazer para prevenir é obviamente mais eficaz para tratar doenças graves.

Óleo de coco tem um grande potencial antiviral





As pessoas que vivem nas Filipinas, um país de ilhas não muito distantes da costa da China, lembram-se muito bem da última vez em que uma epidemia mortal de coronavírus eclodiu na China. Era 2003 quando o coronavírus SARS (síndrome respiratória aguda grave) eclodiu na China. Ele infectou mais de 7000 pessoas na China, com mais de 600 mortes registradas. Mesmo com sua proximidade com a China e a grande população chinesa na nação filipina de cerca de 80 milhões de pessoas, apenas 14 casos de SARS foram relatados com duas mortes registradas.

Uma das teorias apresentadas na época sobre o motivo pelo qual o povo filipino tinha tão poucos casos eram o uso predominante do país no óleo de cozinha: o óleo de coco. Sabe-se que os ácidos graxos de cadeia média do óleo de coco e principalmente o ácido láurico destroem vírus, e tem um amplo poder benéfico para a saúde de várias outras maneiras, isso já é provado a anos. Se você não viu nosso artigo anterior postado aqui, recomendo que o veja. Clique aqui.


Veja a importância da suplementação com o Dr. que a grande mídia ignora.


Estamos preocupados com a censura e exclusão da nossa página no Facebook. Por isso, incentivamos todos que desejam continuar a receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se increver acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar.
Siga-nos nas redes para atualizações - (Instagram) (Facebook) (Twitter)




Amazon prime