Alemã de 19 anos revela como a narrativa de mudança climática é fraudulenta

Receba nosso conteúdo no | Telegram
Alemã de 19 anos revela como a narrativa de mudança climática é enganosa

O principal objetivo do Acordo sobre o Clima em Paris - é sem dúvida a redução do dióxido de carbono (CO₂) da atmosfera, o que significa, que isso é um genocídio contra toda a vida vegetal em todo o planeta.Isso porque quase todas as plantas dependem do CO₂ para sobreviverem, e produzirem, esse é um processo natural da fotossíntese.

A queima de combustíveis fósseis, a propósito, significa a queima de hidrocarbonetos para liberar energia. Um dos subprodutos da queima de combustíveis fósseis é a liberação de CO₂ na atmosfera, fornecendo CO₂ fresco que as plantas estão famintas para colher do ar.

No entanto, também usam de falsas narrativas, de mudança climática, para legitimar o que eles têm feito nos últimos anos, usando programas de manipulação climática secretamente, chamado de geoengenharia, tornando uma mudança no clima, altamente exagerada, causando, chuvas anômalas, furacões, enchentes e secas, tudo faz parte de um grande plano para colapsar países, sobre o pretexto de que está acontecendo uma mudança no clima por culpa do ser humano (sociedade), o que não é necessariamente verdade.

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, e os "cientistas" corruptos e loucos do farsante aquecimento global, junto com a mídia corporativa controlada pela elite mundial, usam sempre suas narrativas de propaganda, de que o dióxido de carbono (CO₂), é extremamente ruim para o planeta e a humanidade, tudo como uma forma, para  realizar uma tributação global sobre o CO₂ e escravização.


No entanto, os verdadeiros cientistas que presam a ciência verdadeira, sabem que o CO₂, é uma molécula altamente benéfica para o paneta, pois sem ela não existiria a produção da maioria dos alimentos frutifico e vegetais, - e a nossa vegetação estaria morta.



Naomi Seibt, a jovem 'anti-Greta Thunberg' que advoga contra 'alarmismo climático


A Naomi Seibt  rotulada como anti-Greta Thunberg, advogou no CPAC (Conferência de Ação Política Conservadora), evento organizado pela direita americana perto de Washington. Ela advogou o que eu particularmente apoio, lembre se que a, bilhões de anos no planeta Terra sempre houve mudanças de temperaturas, é um processo natural, no entanto, está sendo alterado por tecnologias avacadas de manipulação climática, por isso, muitos desastres têm surgido e surgirão sobre o pretexto, como disse logo acima, de que está ocorrendo um aquecimento no clima por culpa do ser humano.


Segundo o portal O Tempo - Seibt disse que é preciso acabar com o que chamou de "alarmismo climático" e, apesar de discordar da ideia de que seja uma negacionista do clima, avaliou como "ridículo" associar emissões de gases como o CO₂ pelos seres humanos ao impacto no clima do planeta.

"Durante muitos anos, fui uma alarmista ambiental. Acreditava em toda essa narrativa de que as mudanças climáticas estavam destruindo o planeta (...), mas, depois de pesquisar um pouco, decidi que já tinha minha própria e sólida visão sobre o assunto."
"O alarmismo das mudanças climáticas é, em sua essência, uma ideologia desprezível e anti-humana. Somos orientados a menosprezar nossas realizações com culpa, vergonha e nojo, sem nem mesmo levar em conta os vários benefícios que tivemos com o uso de combustíveis fósseis como principal fonte de energia." 
"Fui doutrinada na escola para ser uma alarmista climática, mas fui inspirada por pessoas que encontrei online e cientistas a pensar mais. A propaganda sobre mudança climática é associada a políticas que querem nos impor. Eles nos levarão à pobreza energética, que é uma maneira de nos controlarem", afirmou.

A jovem ainda aparece em um dos vídeos de divulgação do instituto dizendo que o mundo "não está acabando por causa da mudança climática".

"Na verdade, daqui a 12 anos, estaremos por aqui tirando fotos no nosso iPhone 18S."

"Na realidade, o dióxido de carbono é um gás de efeito estufa menor", diz Seibt, argumentando que o Grupo Intergovernamental de Especialistas em Mudanças Climáticas alega que o efeito do aquecimento (causado pelas emissões) de CO₂ é alto com base em seus próprios modelos de computação e não em dados reais.

"Eu acho que é um grande problema, porque as pessoas estão sendo informadas de que tudo isso é baseado na ciência, inclusive cientistas e políticos", acrescenta.
Continue lendo após a publicidade
Continue lendo após a publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se increver acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Se conecte com nós nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram


Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram

Talvez você goste