Prêmio Nobel 2023 para inventores da vacina de mRNA. Propaganda de uma falsa "vacina". Recompensa por desencadear uma tendência mundial de aumento da mortalidade?

Para o Prêmio Nobel de Medicina 2023, os vencedores são a húngara-americana Katalin Karikó e a americana Drew Weissman.


Drew Weissman (à esquerda) e Katalin Karikó (à direita)
Drew Weissman (à esquerda) e Katalin Karikó (à direita) 

Uma propaganda ilimitada para perpetuar a guerra contra a humanidade está em curso, enquanto, ao mesmo tempo, cada vez mais cientistas vêm à tona e falam – falam a verdade ao poder. O Prêmio Nobel de Medicina de 2023 é concedido a dois cientistas por inventarem o mRNA da vacina COVID contendo a proteína spike tóxica – afetando e, em muitos casos, aniquilando o sistema imunológico humano.

É quase como quanto ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva [Antes de assumir o governo atual] comemorou em 2020 a entrega do Prêmio Nobel da Paz para o Programa Mundial de Alimentação (PMA) das Nações Unidas, que foi laureado principalmente por seus esforços para combater a fome, uma das principais bandeiras do petista. Parece até piada! - Esse governo infiltrado no Brasil há décadas nunca combateu absolutamente nada, pelo contrário. 

O "lastreado" de corrução e sentenças, Lula da Silva, está colapsando a economia do país e envolvendo em discursos de Guerra e colocando o país em declínio global, além disso, promovendo a agenda globalista da ONU disfarçada de palavras bonitas como, sustentabilidade, que, na verdade, é controlar todos os aspectos da vida, promovendo um colapso alimentar, colapso do agro, agricultura familiar, a falácia da agenda climática e aumentando ainda mais a fome e cede de milhares de brasileiros, veja o Nordeste do Brasil. Colapso precisa vir para todos clamarem pelo que o fantoche Lula foi solto, promover Governança Global/ Nova Ordem Mundial / Reset Global
 - em outras palavras, esse é o fantoche favorito do dos globalistas do Fórum Econômico Mundial.

Para o Prêmio Nobel de Medicina 2023, os vencedores são a húngara-americana Katalin Karikó e a americana Drew Weissman.


Eles foram citados pelo clã Nobel por contribuírem "para a taxa sem precedentes de desenvolvimento de vacinas durante uma das maiores ameaças à saúde humana". Isso é infinitamente repetido pela grande mídia ocidental.

Vão ainda mais longe. De acordo com alguns meios de comunicação, graças à descoberta do método de mRNA, milhões de vidas poderiam ser salvas do mortal vírus da covid-19. "O mRNA, ou ácido ribonucleico mensageiro, é uma molécula de fita simples que corresponde à sequência genética de um gene e é lida por um ribossomo no processo de síntese de uma proteína [spike]". O RNA mensageiro é uma molécula que contém informações genéticas e é utilizada pelas células para produzir proteínas [Spike Tóxica]

A AP News relata de Estocolmo que a descoberta e subsequente criação de vacinas de mRNA contra a Covid-19 foi fundamental para desacelerar a pandemia. A tecnologia de mRNA também está sendo estudada para o tratamento de câncer e outras doenças.

O painel do Nobel prosseguiu – "as descobertas inovadoras da dupla (...) mudou fundamentalmente nossa compreensão de como o mRNA interage com nosso sistema imunológico."

Se isso não é propaganda de uma falsa "vacina", o que é?

Na verdade, a administração de bilhões de doses da [vacina, que não é vacina, mas um sistema operacional parecido com computadores que pode hackear as funções biológicas do corpo], chama mais de terapia genética de mRNA  já causou cerca de 20 milhões de mortes – e a contagem continua.

Na realidade, a vacina que vem em diferentes composições, algumas mais mortais do que outras, também poderia ser chamada de agente eugenista – ajudando a reduzir drasticamente a população mundial – um dos principais alvos do Grande Reset do WEF, aliado ilegalmente da ONU e sua Agenda 2030 com os nobres, mas totalmente falsos, 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

De acordo com Mike Yeadon, ex-vice-presidente da Pfizer e chefe de pesquisa da Pfizer, o número real de mortes pela "vacinação" ocorrerá cerca de três a dez anos após a vacinação, quando a maioria das pessoas não pode ou não quer associar a morte de um familiar a vacina. Veja isso e isso.

O mainstream, os moradores de Matrix de pilhas azuis, entendem muito bem o que está acontecendo, mas não se atrevem a persegui-lo, muito menos, levantando-se e gritando a verdade lá fora para que todos ouçam – e parem de uma vez por todas com a propaganda de morte que em partes já foi anunciada em partes do mundo ocidental e na Austrália, como em novos lockdowns, uso de máscara e, principalmente, vacinação obrigatória nas escolas e, provavelmente, em breve novamente no local de trabalho.

Quem sabe se a humanidade está suficientemente acordada para sair às ruas, parar de trabalhar, fazer greve sem limites – ajudando a levar a verdade para o povo.

Dr. Peter McCullough ao Parlamento Europeu da fraude da vacinação contra a covid


Justaposta à narrativa por trás do Prêmio Nobel de Medicina está a apresentação e exposição do Dr. Peter McCullough ao Parlamento Europeu da fraude da vacinação contra a covid, da morte já causada e esperada no futuro.

Dr. McCullough é um cardiologista americano. Foi vice-chefe de medicina interna do Baylor University Medical Center e professor da Texas A&M University.

Em seu discurso no Parlamento Europeu, o Dr. McCullough fala sobre os inúmeros casos – lesões e mortes súbitas – de miocardite que podem ser claramente atribuídos à vacina covid. Ele descreve a agenda planejada pelo WEF/OMS e pelo sistema da ONU – um genocídio em massa que talvez esteja apenas no começo.

Ele também se refere à parceria WEF/OMS/ONU na implementação da tirania da saúde na forma do Regulamento Sanitário Internacional (RSI) drasticamente revisado, incluindo o que costumava ser chamado de "Tratado da Pandemia", exceto, não é mais um tratado, pois não será votado na Assembleia Mundial da Saúde (AMS) de maio de 2024. Mas será simplesmente adotada, tornando-se assim uma Convenção Saúde/Pandemia. Esse é o plano.

Todos os países devem abandonar a OMS/ ONU E WEF e retomarem suas soberanias


No final de seu discurso, 
Dr. McCullough, exorta todos os 27 países da UE a saírem da OMS e retomarem seus Estados soberanos nacionais, sendo donos de sua própria responsabilidade sobre questões de saúde e doença.

Outro orador de renome internacional no Parlamento Europeu, o Dr. David E Martin, diz à sua audiência em 15 de setembro de 2023, embora uma audiência pequena, o que a OMS realmente é, como e por quem é financiada e qual foi a verdadeira agenda da OMS desde o início. A criação da OMS em 1948 foi inspirada e paga pela Fundação Rockefeller, para decidir sobre a vida e a morte da humanidade.

Dr. David Martin é o fundador e presidente da M-CAM International, RASA Energy, e é Batten Fellow da Universidade da Virgínia. A M∙CAM é líder internacional em gestão de riscos financeiros baseados em propriedade intelectual/ Patentes
.

A experiência do Dr. Martin inclui a fundação do primeiro centro de ensaios clínicos de dispositivos médicos na UVA (Universidade da Virgínia), enquanto na faculdade de medicina em radiologia e cirurgia ortopédica.

Seu trabalho com investigação global de armas biológicas e químicas foi feito através de sua empresa Mosaic Technologies, na qual liderou inúmeras defesas para programas civis de transferência de tecnologia com as maiores empresas e países do mundo.

Ao notar os muitos assentos vazios no Parlamento da UE, David se pergunta, por falta de interesse, ou interesse em proteger seus empregos exuberantes por não associação com o discurso de um revelador da verdade?

Em seguida, ele continua falando sobre o genocídio planejado por trás da farsa da Covid, uma falsa pandemia, planejada há décadas, seguida por uma campanha mundial – sem escapatória – vacina, onde diferentes substâncias chamadas vacina foram testadas em pessoas sem seu conhecimento, para descobrir o nível das diferentes reações mortais dos vacinados.

Em termos claros, o Dr. Martin chama a OMS do que ela é – uma organização criminosa de extorsão, de forma alguma merecedora de imunidade de perseguição criminal; financiado até 88% por interesses privados, principalmente farmacêuticos; e, em grande medida, pela Fundação Gates. Os Gates e os Rockefeller são alguns dos eugenistas mais notórios do mundo.

De fato, as ações da OMS não são apenas apoiadas, mas comandadas pelo Fórum Econômico Mundial (WEF), pelas Nações Unidas [que assinaram um pacto ilegal com o WEF – um grave conflito de interesses], pela atual Casa Branca – e por todos os interesses macrofinanceiros por trás desse empreendimento assassino (anotação do autor).

Terminando o seu discurso, o Dr. Martin apela à União Europeia e às pessoas e organizações civis do mundo para que não apenas limitem os poderes da OMS, mas também destruam a OMS.

Assista abaixo ao impressionante vídeo de 25 minutos do Dr. David Martin em 15 de setembro de 2023 no Parlamento Europeu em Estrasburgo abaixo.

Dr. David E. Martin, Consultor Americano de Ameaças Biológicas, falou no Parlamento Europeu em Estrasburgo, França. Na audiência para discutir a Organização Mundial da Saúde.

“Os mesmos criminosos planejaram, fabricaram e fizeram todas as capturas da agência para garantir que você fosse informado de que usaria os termos que eles recomendassem. Vacina, máscara facial, saúde, distanciamento social, nenhum dos quais tinha definição de uso comum. " - Dr. David E. Martin. 

Artigo editado com referência do original de Peter Koenig é analista geopolítico e ex-economista sênior do Banco Mundial e da Organização Mundial da Saúde (OMS), onde trabalhou por mais de 30 anos em todo o mundo.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Suplemento Multivitamínico



Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.