VAIDS: Estudo mostra danos imunológicos graves causados por injeção mRNA

"Nossas descobertas sugerem que a vacinação de mRNA do SARS-CoV-2 pode alterar a resposta imune a outros patógenos que podem causar doenças


VAIDS: Estudo mostra danos imunológicos graves causados por injeção mRNA

Na verdade, as crianças têm um sistema imunológico forte que é capaz de aprender. No entanto, as injeções experimentais de mRNA Covid da Pfizer, também produzida pela Moderna chamada erroneamente como vacinas, mas não são vacinas, irão danificá-la severamente a longo prazo, como ilustra um estudo recém-publicado. Eles se tornam mais suscetíveis a outros patógenos.

Já se sabe há algum tempo que a Covid-19 não representa um perigo de fato, especialmente para crianças e adolescentes. Enquanto isso, isso foi tão longe que vários países também pararam de injetá-lo em crianças, adolescentes e jovens adultos porque os efeitos colaterais superam em muito os supostos benefícios. 

Agora, pesquisadores do Murdoch Children's Research Institute e do Royal Children's Hospital em Melbourne, Austrália, investigaram os efeitos imunológicos adicionais das injeções experimentais de mRNA em crianças. (Relacionado: Vacina de mRNA contra COVID-19 reduzem resposta imunológica a outras infecções: imunodeficiência VAIDS)

Mesmo que os pesquisadores não usem o termo "VAIDS" (síndrome da imunodeficiência adquirida por vacina) dano imunológico semelhante a AIDS causada pelo HIV, os resultados do estudo "BNT162b2 COVID-19 de vacinação de crianças altera as respostas de citocinas a patógenos heterólogos e agonistas de receptores Toll-like" mostram exatamente isso.

Os pesquisadores encontraram "uma diminuição geral nas respostas de citocinas e quimiocinas" a bactérias, fungos e vírus não-Covid em crianças após as duas injeções da seringa do gene mRNA da Pfizer.

"Nossas descobertas sugerem que a vacinação de mRNA do SARS-CoV-2 pode alterar a resposta imune a outros patógenos que podem causar doenças imunopreveníveis e não evitáveis por vacina", escreveram os autores do artigo publicado na Frontiers in Immunology.

"Isso é especialmente relevante para as crianças, pois elas: são expostas a micróbios em larga escala em creches, escolas e eventos sociais; muitas vezes encontram esses micróbios pela primeira vez; e receber múltiplas vacinas como parte dos calendários de vacinação infantil de rotina".

Como você praticamente testa a VAIDS? Existe um teste de função imunológica muito difundido chamado painel de subconjunto de linfócitos, usado na AIDS regular, que verifica células T, células B e células NK. Há também um teste mais completo disponível no Cyrex Labs, chamado MAP de linfócitos. Revela o Dr. Syed Haider em Twitter citanto o estudo

Assim, as injeções genéticas da Pfizer poderiam não apenas tornar as crianças mais suscetíveis a várias doenças infecciosas, mas também afetar negativamente a resposta imune a várias outras vacinas. (Veja mais: Vacina COVID mRNA causa imunodeficiência em crianças revela estudo... De AIDS para VAIDS)

Em certas circunstâncias, isso também pode levar ao fato de que quaisquer vacinas que foram usadas por muito tempo se tornem efetivamente inúteis como resultado das injeções de mRNA, porque o sistema imunológico das crianças pode ter sido permanentemente danificado.

Os pesquisadores descobriram que as amostras de sangue após a vacinação tiveram uma resposta de citocinas mais baixa a patógenos não-Covid em comparação com o tempo anterior. Amostras de sangue colhidas após seis meses (!) mostraram que algumas crianças ainda tinham uma resposta fraca às proteínas do vírus da hepatite B e proteínas que imitam uma infecção viral. No entanto, as respostas às citocinas aumentaram com a exposição bacteriana.

A Cientista pesquisadora sênior do MIT e autor do livro Toxic Legacy, Stephanie Seneff, citanto o estudo no Twitter diz: “Finalmente, temos a confirmação científica de que a vacinação contra a COVID-19 provoca uma diminuição acentuada da imunidade a agentes patogénicos heterólogos, como vírus, bactérias e fungos”. Uma condição conhecida como AIDS induzida pela vacina "VAIDS".

Reações imunológicas negativas semelhantes já haviam sido relatadas por meio de estudos em adultos (veja aqui e aqui). Agora está ficando cada vez mais claro que é preciso haver muito mais pesquisas a esse respeito. A saúde humana está aqui em jogo, relatou o Repor24

Um “número alarmante” de pessoas vacinadas contra o ( COVID-19) está desenvolvendo“ sintomas semelhantes aos da AIDS ”. = VAIDS. Portanto, sistema imunológico enfraquecido/destruído e sinônimo de mais doenças e infecções oportunas. 
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Suplemento Multivitamínico

Fechar Menu