Flórida: Primeiro estado a desaconselhar oficialmente novas doses de "reforços" da COVID-19

A Flórida se tornou o primeiro estado a desaconselhar oficialmente os reforços das injeções COVID-19 de mRNA.

Frasco de dose de reforço Covid

A Flórida se tornou o primeiro estado a desaconselhar oficialmente os reforços das injeções COVID-19 de mRNA, que a agência reguladora Food and Drug Administration (FDA) concedeu autorização de uso emergencial (EUA). Felizmente a máscara das agências de saúde estão caindo e os culpados e impulsionadores desse mal serão revelados e punidos?

Em maio, o governador Ron DeSantis assinou uma proibição de passaportes de vacina, máscaras e requisitos de vacina em escolas e empresas da Flórida e proibiu os empregadores de contratar ou demitir trabalhadores com base no status de vacinação. Agora, estão realizando um apoio para que os cidadãos não tomem as injeções criminosas.

O Dr. Joseph Ladapo, cirurgião geral do Sunshine State, fez este anúncio em 13 de setembro. A orientação da Flórida desencoraja o uso de reforços COVID-19 para pessoas com menos de 65 anos. Isso ocorre porque os reforços, que a FDA concedeu aos EUA em 11 de setembro, carecem de dados de testes clínicos em humanos e evidências de benefícios.

"Mais uma vez, o governo federal está falhando com os americanos ao se recusar a ser honesto sobre os riscos e não fornecer evidências clínicas suficientes quando se trata dessas vacinas de mRNA COVID-19, especialmente com o quão difundida a imunidade está agora", disse Ladapo em um comunicado à imprensa.

"Na Flórida, sempre usaremos o bom senso e protegeremos os direitos e liberdades dos floridianos – incluindo o direito a informações precisas."

O governador da Flórida, Ron DeSantis, também apoiou o principal médico do estado em um comunicado à imprensa. 

"Mais uma vez, a Flórida é o primeiro estado do país a se levantar e fornecer orientação com base na verdade, não em decretos de Washington", afirmou. DeSantis também enfatizou que não permitirá que a FDA e os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) "usem floridianos saudáveis como cobaias para novas doses de reforço que não tenham sido comprovadamente seguras ou eficazes".

Um dia depois de a FDA conceder os novos reforços COVID-19, o CDC recomendou-os aos americanos com idade igual ou superior a seis meses. 

"Se você não recebeu uma vacina COVID-19 nos últimos dois meses, obtenha uma vacina COVID-19 atualizada para se proteger neste outono e inverno", pediu a agência de saúde pública em um comunicado de 12 de setembro. 

Não é a primeira vez que Ladapo desaconselha injeções de COVID-19


A orientação de 13 de setembro emitida por Ladapo não foi a primeira vez que o principal médico da Flórida desaconselhou a administração das injeções de COVID-19. Em março, ele apontou que as vacinas têm um perfil de segurança "terrível" e questionou se alguém deveria tomá-las.

"As pessoas acreditam que o que está acontecendo não está realmente acontecendo. Essas vacinas têm um perfil de segurança terrível", comentou o cirurgião-geral da Flórida durante uma coletiva de imprensa na época. "Não sei se alguém deveria tomá-los, essa é a verdade honesta. Acho que ninguém deveria tomá-los."

Ele citou um estudo publicado na Lancet, que descobriu que indivíduos vacinados estavam em maior risco de contrair COVID-19 do que indivíduos não vacinados sete meses após a injeção. 
Ladapo também criticou as duas agências por sua consistência em negar a verdade.

"Então é negativo, e isso continua; a magnitude dessa negatividade aumentou ao longo do tempo", continuou Ladapo. "O CDC ou a FDA já disseram uma palavra sobre isso? Não."

"Infelizmente, [para] o CDC e a FDA – a coisa mais consistente que eles fizeram foi negar a verdade. [Suas ações] não tiveram nenhum impacto substancial, nenhum benefício. Empurrar [a vacinação] em massa, empurrar a vacina [para] crianças pequenas, todas essas políticas divisivas de baixo valor que eles fizeram."

Um mês antes da coletiva de imprensa, Ladapo enviou uma carta ao CDC e à FDA sobre o risco de inflamação cardíaca ligada às vacinas COVID-19. Ele também emitiu um alerta de saúde sobre a segurança da vacina mRNA COVID-19 com base em dados do Sistema de Notificação de Eventos Adversos de Vacinas (VAERS). Dados do VAERS mostraram um aumento significativo nos eventos adversos na Flórida após o lançamento das vacinas mRNA COVID-19.

Assista ao Dr. Joseph Ladapo explicar como a pandemia de COVID-19 corroeu a confiança nas agências federais de saúde pública nesta entrevista com Veronika Kyrylenko da revista New American.


OBTENHA O SEU JÁ: Ômega 3 da Noruega Ultra Concentrado Certificado IFOS (90 cápsulas) - obtenha o seu hoje! - A saúde do cérebro, dos olhos e do sistema cardiovascular; Reduzir inflamações, coagulação do sangue, colesterol ruim e triglicerídeos; Aumentar o colesterol bom, a disposição, a imunidade e o bem estar; Auxiliar na cognição, na memória, no desenvolvimento muscular e no emagrecimento; Prevenir e reduzir sintomas de doenças crônicas, mentais e cardiovasculares.
OBTENHA aqui o Extrato de Própolis Verde com essa combinação: Vitamina B, E, C, D3, A, Selênio e Zinco. Aumente suas defesas naturais! Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Siga-nos: | | e | Nos Apoie: Doar
Fechar Menu
Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco, Imunidade e Proteção, Fortalvit, 60 Cápsulas

VER

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR