Coletividade Evolutiva , Estudo da Lancet confirma que vacinas covid mataram grande número de pessoas enquanto governo encobria , Ciência , Coronavírus , Covid-19 , Ivermectina , Pandemias , Vacina , Vacinação ,

Estudo da Lancet confirma que vacinas covid mataram grande número de pessoas enquanto governo encobria

De acordo com os dados, 74% de todas as mortes que ocorrem em pessoas que foram injetadas são mortes causadas pelas próprias injeções.


Estudo da Lancet confirma que vacinas covid mataram grande número de pessoas enquanto governo encobria

Um estudo pré-print publicado na revista The Lancet em 5 de julho prova, sem sombra de dúvidas, que as "vacinas" contra o coronavírus de Wuhan (Covid-19) são esmagadoramente responsáveis pelas mortes pós-covid entre os "totalmente vacinados".

De acordo com os dados, 74% de todas as mortes que ocorrem em pessoas que foram injetadas são mortes causadas pelas próprias injeções. Esta é uma acusação condenatória dos medicamentos de terapia genética, que foram empurrados para as massas como "seguros e eficazes" através do experimento vacinal em massa.

Os resultados deste novo pré-print corroboram as descobertas de outro artigo recente que descobriu que 71% das mortes pós-injeção covid são, na verdade, resultado das próprias injeções e não de alguma outra causa.

"Eles basicamente estavam procurando a prova de morte 'mais limpa', mas é provável que todos os 71% dos casos (25 em 35) tenham morrido da vacina, é apenas mais difícil 'provar' isso", revela este estudo anterior, muitas vezes chamado de artigo Schwab.

Quanto ao novo estudo, a percentagem foi ligeiramente superior, mas ainda assim no mesmo sentido de apontar esmagadoramente as injeções de covid como a causa de três em cada quatro mortes pós-"vacinação" que ocorrem.

Desde que as vacinas contra a covid foram desencadeadas por meio do experimento emergência da vacina, as mortes de atletas em todo o mundo dispararam 1.700%).

A maioria das mortes por covid pós-injeção envolve danos cardiovasculares como coagulação


O Dr. Peter McCullough, MD, MPH, escreveu um artigo sobre o estudo mais recente. Depois de analisar um total de 325 casos, uma revisão independente descobriu que 73,9% deles foram causados por injeções de covid.

"A grande maioria tinha o sistema cardiovascular como a única lesão fatal do sistema de órgãos do corpo", explicou McCullough.

McCullough compartilhou uma captura de tela de um link do New Zenodo para o manuscrito em 6 de julho, um dia após a pré-impressão ser publicada pela The Lancet. Ele explica como a revisão sistemática foi conduzida e por que as vacinas contra a covid parecem estar matando um número tão grande de pessoas.

"Procuramos todos os relatórios de autópsia e necropsia publicados relacionados à vacinação COVID-19 até 18 de maio de 2023", afirma a revisão. "Inicialmente identificamos 678 estudos e, após triagem para nossos critérios de inclusão, incluímos 44 artigos que continham 325 casos de autópsia e um caso de necropsia."

"Três médicos revisaram independentemente todas as mortes e determinaram se a vacinação COVID-19 foi a causa direta ou contribuiu significativamente para a morte."

Entre os possíveis mecanismos de lesão mencionados no artigo estão nanopartículas lipídicas sistêmicas (LNP) e distribuição de RNAm, dano tecidual associado à proteína spike, trombogenicidade, disfunção do sistema imune e carcinogenicidade.

"O objetivo desta revisão sistemática é investigar possíveis ligações causais entre a administração da vacina COVID-19 e a morte usando autópsias e análise post-mortem", explica ainda.

Com 53% dos casos, o sistema cardiovascular foi apontado como o sistema de órgãos mais implicado na morte associada à covid jab, seguido pelo sistema hematológico, com 17%.

O sistema respiratório foi implicado em 8% das mortes e múltiplos sistemas de órgãos implicados em 7%.

"Três ou mais sistemas de órgãos foram afetados em 21 casos", observaram ainda os pesquisadores. "O tempo médio entre a vacinação e o óbito foi de 14,3 dias. A maioria das mortes ocorreu dentro de uma semana após a última aplicação da vacina. Um total de 240 mortes (73,9%) foram julgadas independentemente como diretamente devidas ou significativamente contribuídas pela vacinação COVID-19."

Em conclusão, os pesquisadores observaram que o que descobriram coincide com o que já se sabe sobre os eventos adversos da vacina covid, seus mecanismos mais proeminentes de morte e relatórios de autópsia confirmados. Com base nisso, eles disseram que "há uma alta probabilidade de uma ligação causal entre as vacinas COVID-19 e a morte na maioria dos casos".

Entenda porque artigos médicos sobre vacinas covid e lesões após vacina está sendo sistematicamente removidos.


 "Mais de 300 artigos médicos relacionados com o covid, desapareceram misteriosamente", Dr. Scott Jensen, médico.

"Alguém está fazendo desaparecer os seus rastros", acrescentou.

Referência: ChemicalViolence.com.

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR