Censura climática: Prêmio Nobel é cancelado pelo FMI após denunciar a agenda ecofacista sobre o clima

O Fundo Monetário Internacional da ONU cancelou palestra do Dr. John Clauser pouco depois de ele declarar que não "acredita que haja uma crise clima".


Censura climática: Prêmio Nobel é cancelado pelo FMI após denunciar a agenda ecofacista sobre o clima

O Fundo Monetário Internacional da ONU cancelou uma palestra do Dr. John Clauser pouco depois de ele declarar que não "acredita que haja uma crise climática". A palestra do ganhador do Prêmio Nobel Dr. John Clauser no Fundo Monetário Internacional (FMI) foi cancelada após suas críticas diretas à agenda de "mudanças climáticas".

Dr. John Clauser, que ganhou o Prêmio Nobel de Física em 2022, "apresentaria um seminário sobre modelos climáticos ao FMI na quinta-feira e agora sua palestra foi sumariamente cancelada", de acordo com um comunicado de imprensa da CO2 Coalition, uma organização crítica à narrativa climática dominante à qual o Dr. John Clauser se juntou em maio de 2023.

"De acordo com um e-mail que recebeu ontem à noite, o diretor do Gabinete de Avaliação Independente do Fundo Monetário Internacional, Pablo Moreno, leu o panfleto para a conversa de zoom de John em 25 de julho e cancelou sumária e imediatamente a conversa", continua o comunicado, acrescentando que "tecnicamente, foi 'adiada'".

 Prêmio Nobel Dr. John Clauser é censurado por denunciar o golpe climático


Patrick Moore, ex-ativista do Greenpeace e agora membro da Coalizão CO2, também insinuou em um tuíte que "adiado" significa que a palestra do 
Dr. John Clauser é efetivamente cancelada. (Veja mais : Mudanças climáticas são baseadas em narrativas falsas, diz ex-fundador do Greempeace, Patrick Moore)

Clauser ganhou as manchetes recentemente quando disse durante um discurso no evento "Quantum Korea 2023" que não "acredita que haja uma crise climática".

Dr. John Clauser acrescentou que "processos-chave são exagerados e incompreendidos por aproximadamente 200 vezes" e acusou o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) de espalhar desinformação.

O renomado físico também criticou as políticas climáticas do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o fato de o Prêmio Nobel de 2021 ter sido concedido pelo trabalho feito em modelos computacionais prevendo "mudanças climáticas". 
Dr. John Clauser criticou os modelos defeituosos usados pelo IPCC e outros que, segundo ele, ignoram fatores importantes.

Dr. John Clauser desenvolveu modelos climáticos que enfatizam o impacto das nuvens cumulus refletindo a luz solar, que cobrem cerca de metade da Terra em média, e argumentou que as mudanças de temperatura causadas pelos níveis de dióxido de carbono na atmosfera são "quase duas ordens de magnitude menores" do que o impacto das nuvens cumulus, tornando-o insignificante em comparação.

Comentando o alarmismo climático, 
Dr. John Clauser disse que "a narrativa popular sobre as mudanças climáticas reflete uma perigosa corrupção da ciência que ameaça a economia mundial e o bem-estar de bilhões de pessoas". Relatou o Life Site News
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Suplemento Multivitamínico

Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.