Vacinação

URGENTE: As taxas de mortalidade está aumentado em países altamente vacinados ("reforço") ... "Essas vacinações estão facilitando essas mortes"

Vacinação: A mortalidade por todas as causas estão aumentando - bem no cronograma, mais de três meses após as doses de mRNA de reforço - e principalmen...

Fabio Allves
Compartilhe:
Nos Apoie: Doação
URGENTE: As taxas de mortalidade estão subindo novamente em países europeus altamente vacinados

A mortalidade por todas as causas estão aumentando - bem no cronograma, mais de três meses após as doses de mRNA de reforço - e principalmente nos idosos, o grupo mais altamente reforçado. Está ficando difícil esconder o fato que as campanhas de vacinações não evita mortes, tão pouco são seguras e eficazes. Está ficando difícil ver tudo isso como uma simples coincidência.

Apenas alguns meses após sofrer um aumento enorme e inexplicável em suas taxas de mortalidade no outono de 2021, muitos países da Europa Ocidental estão vendo um novo pico. Também estamos vendo um grande aumento e subindo continuamente aqui no Brasil e em outros lugares com altas taxas de vacinações. A média móvel de casos no Brasil aumenta quase 100%.

O aumento inclui algumas mortes por Covid, mas não se limita a elas. Vários países têm agora taxas de mortalidade mais de 15 por cento acima do normal, um evento extremamente incomum - especialmente porque os demógrafos esperavam que as taxas de mortalidade cair como o Covid diminuiu.

O pico no outono passado ocorreu alguns meses após a vacinação quase universal contra o Covid. A ascensão desta primavera vem na esteira das injeções de mRNA “Reforço” de terceiro tiro que eram muito mais comuns na Europa do que nos Estados Unidos.

Notavelmente, enquanto o aumento do outono passado abrangeu adultos de todas as idades, este está ocorrendo principalmente em idosos, que foram o foco da campanha de reforço.

O excesso de mortes está ocorrendo em países que atualmente têm grandes ondas de Covid, como Portugal, e naqueles que não têm, como Inglaterra.

A Inglaterra e o País de Gales tiveram 45.950 mortes nas últimas quatro semanas (até 20 de maio), em comparação com a média de cinco anos de 39.716, segundo o Escritório de Estatísticas Nacionais da Grã-Bretanha. São mais de 6.000 mortes extras, um aumento de 16%.

A Grã-Bretanha, - que vacinou seus cidadãos precoce e agressivamente com injeções com Covid de mRNA e DNA / AAV, também teve um grande aumento nas mortes durante o final do verão e o outono de 2021. As mortes voltaram ao normal no início de 2022, apesar de um grande onda Covid em toda a Grã-Bretanha. Agora, a onda de Covid diminuiu, mas a mortalidade por todas as causas está aumentando.

Portugal registrou 10.315 mortes no mês passado, o maior total para maio em 40 anos e 16,3% acima da média de cinco anos.


Parte do aumento português vem de um grande aumento recente nas mortes por Covid; Portugal está agora a ver o equivalente a cerca de 1.200 mortes por Covid por dia nos Estados Unidos. Mas mesmo descontando isso, as mortes em Portugal são mais altas do que o normal.

Na Holanda, as mortes por todas as causas também ficaram cerca de 15% acima do normal em abril. Neste caso, porém, o pico não está relacionado ao Covid - a Holanda teve uma média de apenas um punhado de mortes diárias por Covid em abril.

Os holandeses revelam as mortes de residentes em asilos e não-enfermeiros - e seus números mostram que as mortes em residentes de casas de repouso estavam cerca de 25% acima do normal em abril, um grande aumento.

Enquanto isso, as mortes na Espanha estavam 12% acima do normal em maio – após três meses de relativa normalidade. Na Alemanha, o maior país da Europa, as mortes foram 7% acima do normal em abril e maio.

Dados detalhados sobre as causas de morte ainda não estão disponíveis, então exatamente o que está impulsionando esses aumentos ainda não está claro. Vincular mortes individuais a injeções de mRNA que ocorreram meses antes seria extremamente complicado, mesmo que as autoridades de saúde e os médicos estivessem inclinados a fazê-lo - e não estão.

Mas, em termos médicos, esses países agora foram “desafiados”, “desafiados” e “redesafiados” com essas vacinas de mRNA. Eles iniciaram, pararam e recomeçaram a usá-los. E o amplo padrão de excesso de mortes no ano passado não poderia ser mais claro - começam as campanhas de vacinação em massa contra a Covid e, meses depois, a mortalidade por todas as causas seguem.

Veja também

A FDA, sabia o tempo todo que as “vacinas” covid causam replicação viral, diz o Dr. Robert Malone

Sacrifícios de bebês da era moderna: As injeções de COVID estão matando pessoas... as injeções causam o próprio COVID

Evidência: “Vacinas” COVID podem levar um ano ou mais para assassinar suas vítimas silenciosamente

A AIDS da imunossupressão induzida por "vacinas" COVID está aumentando taxas de doenças?

Eles sabem que estão matando os bebês com suas "vacinas" COVID, caros amigos, desculpe anunciar um genocídio: Dra. Naomi Wolf no “Relatório Confidencial” da Pfizer
Publicidade
Explore mais: Brasil , Coronavírus , Covid-19 , Mundo , Pandemias , Proteína Spike , Vacina , Vacinação
Compartilhe:
Nos Apoie com um donativo
Este artigo pode conter afirmações que refletem a opinião do autor
Siga Coletividade Evolutiva nas redes sociais!

RECENTES