DESASTRE SEM PRECEDENTES: Pessoas vacinadas da Covid carregam 251 vezes carga viral, ameaçando os não vacinados

Vacinação: DESASTRE SEM PRECEDENTES: Pessoas vacinadas da Covid carregam 251 vezes carga viral, ameaçando os não vacinados... O artigo pré-impresso, que deve ser publicado na prestigiosa revista médica The Lancet, é inovador na medida em que confirma a ameaça

Coletividade Evolutiva
Compartilhe:
Estudo Explosivo: Pessoas Vacinadas Contra Covid Carregam 251 Vezes A Carga Viral Normal, Ameaçando Os Não Vacinados

 O Grupo de Pesquisa Clínica da Universidade de Oxford conduziu um estudo recentemente que descobriu que as pessoas que são "vacinadas" contra o coronavírus Wuhan (Covid-19) carregam em suas narinas 251 vezes a carga viral do vírus chinês em comparação com as pessoas "não vacinadas" .

O artigo pré-impresso, que deve ser publicado na prestigiosa revista médica The Lancet, é inovador na medida em que confirma a ameaça de pessoas vacinadas que estão “espalhando” o vírus para outros quando se aventuram em público. VEJA: Violação do código de Nuremberg: Médicos e advogados acusam o CDC, OMS e o Grupo de Davos por crimes contra a humanidade.

Mesmo que os vacinados não mostrem sintomas, os pesquisadores descobriram que eles carregam consigo cargas virais extremamente altas que os transformam no que o Dr. Peter A. McCullough, MD, Ph.D., chama de "super espalhadores pré-sintomáticos".

“Esse fenômeno pode ser a fonte dos chocantes surtos pós-vacinação em populações fortemente vacinadas em todo o mundo”, escreveu McCullough em um artigo para o The Defender, um boletim informativo da Children's Health Defense (CHD).

“Os autores do artigo, Chau et al, demonstraram falha generalizada da vacina e transmissão sob circunstâncias rigidamente controladas em um bloqueio hospitalar na cidade de Ho Chi Minh, Vietnã.”

Confirmado: As Vacinas Da Covid Estão mutando e Espalhando o vírus


Os cientistas examinaram mais de perto os profissionais de saúde do hospital que receberam uma injeção para o Covid e tiveram que permanecer confinados lá por duas semanas. Vários meses depois, foi determinado que todos esses indivíduos adquiriram, carregaram e transmitiram a temida variante “delta” para outras pessoas, incluindo seus colegas vacinados.

Em outras palavras, as chamadas vacinas não fizeram absolutamente nada para prevenir a infecção ou disseminação, mesmo para outras pessoas vacinadas que, segundo os propagandistas dessas vacinas experimentais, ditas como seguras e eficazes, deveriam ter sido protegidas. VEJA: "Variante é a própria vacina": O CDC finalmente admite que pessoas totalmente vacinadas "espalham variantes" e devem usar máscaras...

Esses mesmos profissionais de saúde vacinados também presumivelmente transmitiram a variante delta a seus pacientes, contribuindo para o mais recente aumento de novos “casos” da doença que governos em todo o mundo e seus cães de colo da mídia tradicional estão culpando os não vacinados.

“Isso é consistente com as observações nos EUA de Farinholt e colegas, e congruente com os comentários do diretor dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças admitindo que as vacinas COVID-19 não conseguiram interromper a transmissão do SARS-CoV-2”, disse McCullough .

“Em 11 de fevereiro, a Organização Mundial da Saúde indicou a eficácia da vacina AZD1222 de 63,09% contra o desenvolvimento de infecção sintomática por SARS-CoV-2. As conclusões do artigo de Chau apoiam os avisos dos principais especialistas médicos de que a imunidade parcial não esterilizante das três vacinas COVID-19 notoriamente 'vazadas' permitem o transporte de 251 vezes a carga viral do SARS-CoV-2 em comparação com as amostras da era pré-vacinação em 2020. ” VEJA: Coronavírus: Pessoas vacinadas agora são os "super-propagadores" da doença

Caso você tenha perdido, também cobrimos o fenômeno de vacinas “vazando” , revelando como as injeções de vírus chinês são mais do que provavelmente o principal contribuinte para a última “onda” da doença.

Não fosse a presença de vacinados em toda a sociedade, provavelmente nem teríamos delta ou qualquer outra variante. A “pandemia” já teria acabado há muito tempo e tudo teria voltado ao normal, se apenas essas injeções experimentais da massa não tivesse existido.

“Assim, temos uma peça-chave para o quebra-cabeça que explica porque o surto Delta é tão formidável - totalmente vacinados estão participando como pacientes COVID-19 e agindo como poderosos super-propagadores da infecção no estilo saudável, mas, fonte de transmissão, diz McCullough.

“Indivíduos vacinados estão lançando explosões virais concentradas em suas comunidades e alimentando novos surtos de COVID. Profissionais de saúde vacinados quase certamente infectam seus colegas de trabalho e pacientes, causando terríveis danos colaterais”.

Embora a caixa de Pandora já tenha sido aberta, podemos ser capazes de lidar com isso se a campanha de vacinação for interrompida imediatamente, incluindo todos os “mandatos” que visam injetar em todos essa arma biológica disfarçada de cura.

Compartilhe:

EXPLORE MAIS SOBRE:

Ciência | Coronavírus | Covid-19 | Governo | medicina | saúde | Sociedade | Vacina | Vacinação
Coletividade Evolutiva

Autor: Coletividade Evolutiva

O Coletividade Evolutiva, esta ligado ao dever e justiça de informar a sociedade de forma que ajudarão a viver melhor, enxergar através das cortinas que nos limitam o pensamento, quebrando assim as velhas formas de pensar. Examinamos o que percebemos como os problemas mais importantes em nossa sociedade atual, discutimos possíveis soluções e alternativas que podem nos ajudar a reconstruir nossa sociedade.Publicamos informações que nos desafiam o pensamento e os nossos preconceitos.