Pesquisa revisada por pares: o uso global da ivermectina acabará com a pandemia de COVID-19

Vacinação: Pesquisa revisada por pares: o uso global da ivermectina acabará com a pandemia de COVID-19 - A ciência já provou a eficácia da ivermectina contra a Covid, mas organizações e Mídias corruptas estão negando esse tratamento barato

Fabio Allves
Última pesquisa revisada por pares: o uso global da ivermectina encerrará a pandemia de COVID-19

Revisado por especialistas médicos que incluíram três cientistas seniores do governo dos EUA e publicado no American Journal of Therapeutics , a pesquisa é a revisão mais abrangente dos dados disponíveis obtidos de análises clínicas, in vitro, animais e estudos do mundo real - considerado o padrão ouro. Liderado pela Front Line COVID-19 Critical Care Alliance (FLCCC), um grupo de especialistas médicos e científicos revisou estudos revisados ​​por pares publicados, manuscritos, metanálises de especialistas e análises epidemiológicas de regiões com esforços de distribuição de ivermectina, todos mostrando que a ivermectina é uma profilaxia e tratamento eficazes para COVID-19.

“Fizemos o trabalho que as autoridades médicas falharam, conduzimos a revisão mais abrangente dos dados disponíveis sobre a ivermectina”, disse Pierre Kory, MPA, MD, presidente e diretor médico da FLCCC. “Aplicamos o padrão ouro para qualificar os dados revisados ​​antes de concluir que a ivermectina pode acabar com esta pandemia.”

 A ivermectina é uma droga antiparasitária bem conhecida, aprovada pela agência reguladora americana (FDA), que tem sido usada com sucesso por mais de quatro décadas para tratar a oncocercose “cegueira dos rios” e outras doenças parasitárias. É uma droga altamente segura. A ivermectina também está sendo pesquisada por sua eficácia potencial para a infecção viral por dengue ( Fonte , Fonte ). É uma das drogas mais seguras conhecidas. 

A ivermectina está na lista de medicamentos essenciais da OMS, foi dado 3,7 bilhões de vezes ao redor do mundo e ganhou o prêmio Nobel por seus impactos globais e históricos na erradicação de infecções parasitárias endêmicas em muitas partes do mundo. A descoberta médica da FLCCC de uma base de evidências médicas publicadas em rápido crescimento, demonstrando a capacidade única e altamente potente da ivermectina de inibir a replicação do SARS-CoV-2 / Covid-19 e suprimir a inflamação, levou a equipe da FLCCC a usar a ivermectina para prevenção e tratamento em todos os estágios de COVID-19. A ivermectina ainda não foi aprovada pela FDA para o tratamento de COVID-19, mas em 14 de janeiro de 2021, os Institutos Nacionais de Saúde (NIH) dos EUA mudou sua recomendação para o uso de ivermectina em COVID-19 de “contra” para “neutro”. (veja o comunicado de imprensa da FLCCC  ).

A ciência já provou a eficácia da ivermectina contra a Covid... mas organizações e Mídias corruptas estão negando a ciência verdadeira


O foco do manuscrito estava nos 27 estudos controlados disponíveis em janeiro de 2021, 15 dos quais eram estudos randomizados controlados, o estudo preferencial da Organização Mundial de Saúde, dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos e da Agência Europeia de Medicamentos. Consistente com numerosas meta-análises de
 estudos randomizados controlados de ivermectina, publicadas por painéis de especialistas do Reino Unido, Itália, Espanha e Japão, eles encontraram grande redução estatisticamente significativa na mortalidade, tempo de recuperação e depuração viral em pacientes com COVID-19 tratados com ivermectina.

Para avaliar a eficácia da ivermectina na prevenção de COVID-19, 3 estudos randomizados controlados e 5 ensaios clínicos controlados incluindo quase 2.500 pacientes relataram que a ivermectina reduz significativamente o risco de contrair COVID-19 quando usada regularmente.

Muitas regiões ao redor do mundo agora reconhecem que a ivermectina é uma poderosa profilaxia e tratamento para COVID-19. África do Sul, Zimbábue, Eslováquia, República Tcheca, México e agora a Índia aprovaram o uso do medicamento por profissionais médicos. Os resultados, conforme visto neste último estudo, demonstram que as campanhas de distribuição de ivermectina levaram repetidamente a "rápidas diminuições de morbidade e mortalidade em toda a população".

"Nossa última pesquisa mostra, mais uma vez, que quando a totalidade das evidências é examinada, não há dúvida de que a ivermectina é altamente eficaz como profilaxia e tratamento seguro para COVID-19", disse Paul E. Marik, MD, FCCM, FCCP, membro fundador do FLCCC e Chefe, Medicina Pulmonar e de Cuidados Críticos na Eastern Virginia Medical School. “Não podemos mais depender de muitas das maiores autoridades de saúde para fazer um exame honesto das evidências médicas e científicas. Portanto, estamos convocando as autoridades regionais de saúde pública e os profissionais médicos em todo o mundo para exigir que a ivermectina seja incluída em seus cuidados padrão imediatamente para que possamos acabar com esta pandemia de uma vez por todas”.

Ministério da Saúde recusa reconhecer a ivermectina contra a Covid


Com todas essas evidências mostrando que já temos uma cura e que é mais segura que as vacinas experimentais que nem estudos a longo prazo existem -  fortes evidências e estudos revisados por pares, considerado o padrão ouro, infelizmente o Ministério da Saúde do Brasil, recentemente recusou a reconhecer o potencial da ivermectina como tratamento precoce eficaz. 

É um conluio global que parece tentar empurrar as populações para essa pandemia planejada para tomar mais vacinas experimentais para causar tantos danos e morte quanto possível. Basta pensar, com apenas uma pequena pesquisa na internet você encontra uma pilha de fortes evidências científicas da eficácia da ivermectina na prevenção e tratamento da Covid, mas o Ministério da Saúde com toda aquela equipe de profissionais diz não ter evidências que a ivermectina é eficaz? Como Assim? Quão envolvida pode está esse Ministério no esquema corrupto de vacinas? Ou será que é apenas incompetente?

Talvez um dos maiores crimes contra a humanidade em toda esta pandemia planejada seja a recusa por parte das autoridades de saúde em vigor em emitir orientações sobre o tratamento precoce. Em vez disso, eles fizeram todo o possível para suprimir os remédios que comprovadamente funcionam, sejam corticosteróides, hidroxicloroquina (HCQ) com zinco, ivermectina e vitamina D.
CONTINUE LENDO APÓS PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO APÓS PUBLICIDADE

Compartilhe :Pesquisa revisada por pares: o uso global da ivermectina acabará com a pandemia de COVID-19

MARCADORES [Coletividade Evolutiva] Brasil | Ciência | Ciência e tecnologia | Coronavírus | Covid-19 | Governo | Ivermectina | saúde | Sociedade | Vacina | Vacinação


Autor: Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. REDES:Telegram -Instagram -BomPerfil -Likabout