AVISO de vacina contra Covid-19 da Pfizer: Não amamente ou engravide após "imunização"

- Coletividade Evolutiva

AVISO de vacina Pfizer contra Covid-19: Não amamente ou engravide após ser "imunizado"

As instruções de segurança divulgado pelo governo do Reino Unido para uma nova vacina contra a Covid-19, revela que mulheres em idade fértil e mulheres grávidas ou amamentando não devem ser imunizadas com a vacina. O guia também mencionou que quaisquer efeitos da vacina candidata da empresa farmacêutica sobre a fertilidade são "desconhecidos".

O Regulamento 174 de 10 páginas do governo do Reino Unido, Informações para Profissionais de Saúde do Reino Unido, descreve como a vacina de mRNA BNT162b2 da Pfizer, (também fornecida no Brasil) desenvolvida com a empresa alemã BioNTech, deve ser armazenada, diluída e administrada às pessoas. A seção 4.6 do guia, que trata da fertilidade, gravidez e lactação, afirma: “A vacina de mRNA COVID-19 BNT162b2 não é recomendada durante a gravidez ... [e] não deve ser usada durante a amamentação.” Também alertou as mulheres em idade fértil que “a gravidez deve ser excluída antes da vacinação” e “para evitar a gravidez por pelo menos dois meses após a segunda dose”.
“Os estudos de toxicidade reprodutiva em animais não foram concluídos. A vacina de mRNA COVID-19 BNT162b2 não é recomendada durante a gravidez ”, afirma o guia na seção 4.6.
“Para mulheres em idade fértil, a gravidez deve ser excluída antes da vacinação.”
O guia também informa que as mulheres devem evitar engravidar nos primeiros dois meses após as vacinas de Covid-19.
“Além disso, as mulheres em idade fértil devem ser aconselhadas a evitar a gravidez por pelo menos 2 meses após a segunda dose”, diz o documento.

Mas, o que é mais alarmante, é que o guia tem apenas uma coisa a dizer sobre o impacto da vacina na fertilidade: eles não sabem se afeta ou não.

“Não se sabe se a vacina de mRNA COVID-19 BNT162b2 tem impacto na fertilidade”, afirma. 

No Brasil, os primeiros sinais de acordo da farmacêutica com o governo federal foi sinalizado hoje. O ministro da Saúde Eduardo Pazuello anunciou que as negociações para a compra de 70 milhões de doses avançaram. "Os termos já estão bem avançados e devem ser finalizados ainda no início desta semana com a assinatura do memorando de intenção". 

 Os alertas são assustadores, mas parece que os possíveis problemas que a vacina Covid pode causar em massa estão sendo ignorados pelas autoridades de saúde

Antes do guia de segurança, dois profissionais médicos escreveram à Agência Europeia de Medicina para interromper os testes em humanos. Os médicos Wolfgang Wodarg e Michael Yeadon indicaram em sua carta de 1º de dezembro que algumas das vacinas a serem testadas, incluindo a da Pfizer, podem prevenir o desenvolvimento seguro de placentas em mulheres grávidas.

Os médicos explicaram que “espera-se que várias vacinas candidatas induzam a formação de anticorpos humorais contra as proteínas do pico da SARS-CoV-2”, entre elas a sincitina-1. Esta proteína encontrada nas proteínas de pico dos vírus SARS também é responsável pelo desenvolvimento da placenta em seres humanos. Wodarg e Yeadon elaboraram ainda: “Não há indicação de que os anticorpos contra as proteínas spike do vírus da SARS também atuem como anticorpos anti-sincitina-1. No entanto, se fosse esse o caso, isso também impediria a formação de uma placenta - o que resultaria em mulheres vacinadas essencialmente se tornando inférteis. ”

O guia observa que a segurança da vacina foi testada em dois estudos clínicos. O primeiro estudo envolveu 60 pessoas com idades entre 16 e 55 anos, e o segundo envolveu “aproximadamente” 44.000 pessoas com 12 anos ou mais. Os efeitos negativos mais comuns da vacina em pessoas com mais de 16 anos são “dor no local da injeção” (um músculo), experimentada por mais de 80%, fadiga (mais de 60%), dor de cabeça (mais de 50%), feridas músculos (mais de 30%), calafrios (mais de 30%), dores nas articulações (mais de 20%) e febre (mais de 10%). De acordo com o guia, esses efeitos colaterais “eram geralmente de intensidade leve ou moderada” e desapareceram após alguns dias.  

Quem for ferido por vacinas não podem processar ninguém no tribunal.

São mais de vinte e cinco empresas farmacêuticas que entraram em acordos de contratos de vacinas isentos de responsabilidade com governos de todo o mundo. Esses contratos corruptos dão imunidade legal ao fabricante de vacinas quando suas vacinas prejudicam as pessoas, dando às empresas farmacêuticas poder sobre os tribunais. Em outras palavras você não poderá responsabilizar por dano causado por vacinas Covid-19.

As vacinas baseadas em mRNA contém ingredientes potencialmente perigosos


A organização Children's Health Defense relatou que vacinas de mRNA, como a da Pfizer e a firma farmacêutica Moderna, baseada no Texas, dependem de um "sistema de transporte" baseado em nanopartículas contendo um produto químico sintético chamado polietilenoglicol (PEG) . O relatório também mencionou que o uso de polietilenoglicol em medicamentos e vacinas é “cada vez mais controverso”, visto que inúmeras reações adversas causadas pelo produto químico foram documentadas. A organização alertou que, se uma vacina mRNA para COVID-19 for aprovada, mais pessoas serão expostas ao polietilenoglicol - um cenário “potencialmente desastroso”.

Considerações

Mais importante, possivelmente conforme as pessoas começam a morrer (Não de imediato a vacinação) por causa das vacinas contra o coronavírus, as organizações médicas categorizarão todas essas mortes como “mortes por Covid-19” para alegar que a pandemia está piorando, e assim mantendo feedback do golpe na humanidade. Isso criará um novo ciclo de morte, histeria na mídia e políticas obrigatórias de vacinação, mais bloqueios e assim alimentando a crise para o grande dia chamado o Grande Reset Global, que é a Nova Ordem Mundial. Esses, por sua vez, vão matar ainda mais pessoas, alimentando o mesmo ciclo de feedback que resulta em ainda mais pessoas sendo vacinadas e mortas.
Continue lendo após publicidade
Continue lendo após publicidade

Tags:[Coletividade Evolutiva] consciência corporal | Consciência da vida | Coronavírus | Covid-19 | Governo | medicina | Mulher | saúde | Vacinação
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Por favor, considere apoiar o nosso site.

Você pode nos ajudar e ajudar você mesmo, comprando o E-book (Cultivando Horta Orgânica)- Nessa "pandemia" um colapso está chegando, principalmente de alimentos, - Cultive seus próprios alimentos em casa enquanto há tempo, mesmo sendo iniciante produza alimentos orgânicos, livres de agrotóxicos e fique preparado para o colapso...COMPRAR AGORA!