A Covid-19: conferência de médicos é censurada pelo Facebook, Google, YouTube e Twitter

Compartilhar - ignore a censura, compartilhe esse link no Facebook |Copiar
A Covid-19: conferência de médicos é censurada pelo Facebook, Google, YouTube e Twitter

Um vídeo viral de uma conferência de médicos nos Estados Unidos, relatando que a Hidroxicloroquina mais azitromicina, mais zinco juntos cura e previne o coronavírus Covid-19, que acumulou mais de 17 milhões de visualizações durante às oito horas em que foi hospedado no Facebook, com mais de 185.000 espectadores simultâneos, foi rapidamente censurado pelos CEOs do Google, YouTube, Facebook e Twitter. De fato está provado que a Hidroxicloroquina mais azitromicina, mais zinco cura e previne a Covid-19

O vídeo está em Inglês, e hospedado em uma plataforma chamada Brighteon que apoia a liberdade, mas o que quero trazer a luz da verdade aqui, é que a humanidade está sofrendo um golpe, através das organizações mundiais visíveis ao público, e com a manipulação de informações através  da grande mídia e os gigantes da tecnologia, eles estão cometendo traição a liberdade de expressão, e traição a humanidade, e como eles estão ativamente removendo qualquer um, cientistas, médicos, etc, que ouse falar o contrário a narrativa estabelecida. Recomendado: Dra. Simone Gold: Squarespace fecha o site dos médicos na linha de frente nos EUA


Qualquer um que alegar a palavra cura Covid-19, e que não seja uma vacina, é rapidamente censurado. Como relatei anteriormente, não se pode falar em cura, nem promover qualquer outro medicamento barato contra a Covid-19, se não os bilhões de dólares investidos em vacinas causarão um rombo nos bolsos dos investidores e da indústria farmacêutica, além de desestruturar o plano de implementar o passaporte de imunidade, certificação digital, entre outros para escravizar a humanidade fisiologicamente.

Esses gigantes da tecnologia colocaram o vídeo na chamada lista negra um poderoso vídeo de médicos apresentando a solução da Covid-19 que pode salvar vidas, acabar com a pandemia e fazer com que as pessoas retornem suas atividades antes que seja tarde demais, isso se já não é... Recomendado: Testes de Covid-19 leva à população ser criminosa, por isso é obrigada a tomar um tiro de vacina

O Facebook removeu o vídeo postado pelo Breitbart News rapidamente, que foi o post de melhor desempenho no Facebook no mundo, de uma conferência de imprensa realizada pelo grupo America's Frontline Doctors (Médicos da linha de frente da América) e organizada, e patrocinada pelos Tea Party Patriots (Patriotas da Festa do Chá). A conferência de imprensa contou com o representante Ralph Warren Norman Jr, um promotor imobiliário e político norte-americano, e com o grupo de médicos da linha de frente compartilhando suas opiniões e opiniões sobre o coronavírus e a solução para a pandemia. O YouTube (de propriedade do Google) e o Twitter removeram posteriormente as imagens da conferência de imprensa. Recomendado: Hidroxicloroquina: professor de Yale revela que esse tratamento é eficaz, e que está sendo ignorado

A transmissão ao vivo já havia acumulado mais de 17 milhões de visualizações na época antes de sua censura pelo Facebook.

Em termos de velocidade viral, o post estava superando o conteúdo de muitas outras contas importantes no Facebook hoje, incluindo Hillary Clinton, Rev. Franklin Graham. e Kim Kardashian nos EUA.

Mais de 185.000 espectadores assistiam ao mesmo tempo, quando o canal foi ao ar na segunda-feira à tarde.

O evento, organizado pela organização America's Frontline Doctors , um grupo fundado pela Dra. Simone Gold, médica e advogada certificada pelo conselho, e composta por médicos reunidos para tratar do que o grupo chama de "campanha de desinformação maciça" (da grande mídia) sobre o coronavírus. O representante 
Ralph Warren Norman Jr, também falou no evento.
“Se os americanos continuarem a deixar que os chamados especialistas e personalidades da mídia tomem suas decisões, a grande experiência americana de uma República Constitucional com Democracia Representativa cessará”, diz a página de informações do evento.

Os médicos que estavam expressando suas opiniões sobre como lidar com a pandemia e o uso de Hidroxicloroquina, azitromicina, mais zinco, pode salvar vidas e prevenir da Covid-19, foram logo rotulados de Fake News. Como eu disse, está ocorrendo um golpe em massa, através do medo, criado em cima da pandemia, não se pode declarar cura Covid-19, se não for uma vacina de Bill Gates.



"Removemos este vídeo por compartilhar informações falsas sobre curas e tratamentos para o COVID-19", disse o porta-voz da empresa no Facebook, Andy Stone, ao Breitbart News. A empresa não especificou qual parte do vídeo considerou "informações falsas", quem consultou para tomar essa decisão e com que base foi feita.

A decisão do Facebook de censurar a transmissão ao vivo foi rapidamente seguida pelo YouTube, a plataforma de compartilhamento de vídeos do Google. O vídeo teve mais de 80.000 visualizações no YouTube antes de sua remoção.

Após a remoção do vídeo pelo Facebook e pelo YouTube, o Twitter seguiu o exemplo, removendo a transmissão ao vivo 
da conferência de imprensa pelo Periscope do Breitbart News. A plataforma de Jack Dorsey ( Twitter) também limitou a conta oficial do Breitbart News, indicando que os tweets contendo links para várias histórias sobre a conferência de imprensa violam as políticas COVID-19 da plataforma.
Continue lendo após a publicidade

Continue lendo após a publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se inscrever acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Siga nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram

Compartilhar

Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram