AVISO - Estamos vivendo tempos de extrema censura on-line, por isso entre para o nosso > CANAL DO TELEGRAM

Hidroxicloroquina: professor de Yale revela que esse tratamento é eficaz, e que está sendo ignorado

Hidroxicloroquina: professor de Yale revela que esse tratamento é eficaz, e que está sendo ignorado

Os editores da grande mídia ganham rios de dinheiro, para continuar a narrativa de que qualquer cientista, médico ou profissional médico que apoie o uso da hidroxicloroquina  como remédio para tratar e prevenir o coronavírus Covid-19, seja difamado, rotulado de informações falsas, e charlatanismo não comprovado. Mas agora, não somente este mais muitos estudiosos e profissionais da área da saúde é que estão falando sobre os benefícios do uso da hidroxicloroquina. De fato, o Dr. Harvey A. Risch, MD, Ph.D., um renomado epidemiologista da Universidade de Yale que está falando sobre os benefícios do uso do medicamento, e agora grande mídia, vai rotulá-lo também  de charlatão? Provavelmente ignorá-lo.

Um artigo escrito pelo 
Dr. Harvey A. Risch,  é um dos muitos argumentos sólidos para o uso da  hidroxicloroquina no tratamento contra a Covid-19. E com mais de 300 estudos publicados revisados ​​por especialistas, o Dr. Harvey A. Risch, parece saber uma coisa ou duas sobre ciência confiável.

Em sua publicação, o 
Dr. Harvey A. Risch, explica que, de fato, a hidroxicloroquina tem demonstrado cientificamente "ser altamente eficaz, especialmente quando administrado em combinação com os antibióticos azitromicina ou doxiciclina e o suplemento nutricional de zinco". E uma das citações que ele faz referência é um artigo que ele escreveu que foi publicado no estimado American Journal of Epidemiology. Veja aqui o que já publicamos sobre Hidroxicloroquina
"Esse artigo, publicado na principal revista de epidemiologia do mundo, analisou cinco estudos, demonstrando benefícios claros e significativos para os pacientes tratados, além de outros estudos muito amplos que mostraram a segurança dos medicamentos", escreve Dr. Harvey A. Risch.

O resumo deste estudo, intitulado “Tratamento ambulatorial precoce de pacientes com Covid-19 sintomático e de alto risco que devem ser intensificados imediatamente como chave da crise pandêmica”, está disponível para visualização neste link .

Dr. Harvey A. Risch. diz que os médicos que ele conhece "salvaram a vida de centenas de pacientes" com o hidroxicloroquina


Desde a publicação do artigo do 
Dr. Harvey A. Risch em 27 de maio, houve um total de sete outros também publicados em periódicos respeitáveis ​​que chegaram a conclusões semelhantes. Isso levou o Dr. Harvey A. Risch a publicar uma carta de acompanhamento em seu artigo original, renovando seu pedido pelo uso imediato da hidroxicloroquina em pacientes de alto risco.

Um desses estudos mais recentes envolveu o Dr. Vladimir Zelenko, tratando com sucesso mais de 400 pacientes de alto risco com 
hidroxicloroquina, resultando em zero mortes. Outro estudo controlado envolvendo mais de 700 pacientes de alto risco no Brasil resultou em uma redução maciça de hospitalizações e em apenas duas mortes. Recomendado: Zinco, azitromicina e hidroxicloroquina juntos é eficaz contra covid-19, revela estudo

Ainda outro estudo fora da França produziu resultados semelhantes, com a maioria dos pacientes recebendo 
hidroxicloroquina, e tendo sua recuperação total e nunca precisando ser internada no hospital.
Vários "experimentos naturais", como o Dr. Harvey A. Risch  os chama, incluindo um no estado do Pará, norte do Brasil, talvez tenham sido o maior fator que ajudou a "achatar a curva" nessa região em particular. Depois de comprar e administrar ao público 75.000 doses de azitromicina e 90.000 doses de hidroxicloroquina, a taxa de mortalidade pelo coronavírus Covid-19 "começou a despencar e agora é cerca de um oitavo do que estava no auge"

Dr. Harvey A. Risch também conhece pessoalmente dois médicos que, ao administrar a hidroxicloroquina à seus pacientes, perderam suas licenças médicas, por conta da incorreta política de fazê-lo, ajudaram a "salvar a vida de centenas de pacientes". Esses dois médicos estão agora "lutando com conselhos médicos estatais para salvar suas licenças e reputações".

Que o uso da 
hidroxicloroquina tenha se tornado tão politizado pela esquerda é ironicamente hipócrita, visto que essas mesmas pessoas estão acusando falsamente o direito de politizar o uso de máscaras. Existem muitas razões sólidas para explicar porque o uso de máscaras, e especialmente o uso forçado de máscaras, é simplesmente um remédio ruim. Mas administrar hidroxicloroquina a pacientes em necessidade é um bom remédio, com base na ciência e nas histórias de sucesso.

"Devemos julgar este medicamento estritamente na ciência", afirma Risch. "A vida deve vir primeiro."

Estamos preocupados com a extrema censura dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos, que todos que desejam continuar a receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se increver acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar.
Siga-nos nas redes para atualizaçõe apesar da censura | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram