Hidroxicloroquina: Médico francês tem tratado pacientes com covid-19 com sucesso

Hidroxicloroquina: Médico francês tem tratado com sucesso, pacientes com covid-19


A hidroxicloroquina, prescrita por médicos em todo o mundo há mais de 80 anos, tornou-se repentinamente um medicamento antiviral perigoso, porque uma empresa de análise obscura compartilhou dados de saúde fraudulentos em revista científica de renome mundial, o Lancet, levando a Organização Mundial de saúde( OMS) e governos ao redor do mundo a bloquear a prescrição de um medicamento que até então, está salvando vidas.

Já é provado que o uso de hidroxicloroquina e azitromicina mais Zinco, funciona no combate ao coronavírus covid-19, mas muitas vezes ignorado, por conta de restrições de protocolos da área da medicina. Com os medicamentos antivirais comprovados, minerais como zinco e extratos antivirais de ervas foram retidos e ignorados dos pacientes, muitos foram deixados a lutar com a síndrome respiratória aguda grave de nível dois, SARS-Covi-2 / Covid-19.

Agora a tentativa de bloquear o medicamento que funciona como uma vacina, e barato, foi descoberta, e a Organização Mundial da Saúde, que tinha interrompido os ensaios clínicos da hidroxicloroquina, retrocedeu novamente aos ensaios, permitindo novamente governos o seu uso em pacientes com covid-19. 



Especialista francês ignora governo e OMS, e salva vidas com protocolo de tratamento com hidroxicloroquina


Durante a crise na França, um dos maiores especialistas em doenças infecciosas do mundo, O Dr. Didier Raoult desafiou a ordem do governo e começou a promover a hidroxicloroquina com azitromicina e Zinco, como tratamento para a covid-19 no hospital universitário especial de Marselha. O tratamento, incluindo 500 mg de hidroxicloroquina por dez dias, teve "resultados espetaculares" contra a infecção. 


A cloroquina foi considerada um inibidor eficaz do coronavírus grave relacionado à síndrome respiratória aguda (SARS CoV1) em 2015. Foi durante o surto de SARS (SARS-CoV-1) que a cloroquina foi encontrada ser um agente eficaz, parando completamente o SARS CoV-1. O novo coronavírus  SARS CoV-2/covid-19, que agora está reduzindo a população mundial tem um genoma semelhante ao covid-19 e compartilha quase 80% do genoma do coronavírus SARS-CoV-1. Foi demonstrado que ambos usam o mesmo receptor de célula hospedeira, o que permite ao vírus infectar a vítima hospedeira.

A hidroxicloroquina também foi eficaz contra o SARS-CoV-1 em 2003 . O Dr. Didier Raoult proclamou que a nova infecção por SARS-CoV-2/covid-19 pode ser vencida, não por uma vacina ( que levaria pelo menos dez anos para se desenvolver com segurança), mas por uma molécula conhecida que tem sido usada com segurança em pacientes há décadas. O Dr. Didier Raoult disse que o covid-19 "é provavelmente a infecção respiratória mais fácil de todas", que muitos pacientes não deveriam ter morrido.

Apesar de seu sucesso no tratamento de pacientes, O Dr. Didier Raoult foi ridicularizado pelos governos e pela Organização Mundial da Saúde - entidades que tentaram restringir severamente a hidroxicloroquina e forçar o mundo a confiar em uma vacina experimental não testada. Agora, o Lancet publicou uma "expressão de preocupação" sobre o estudo que bloqueou a hidroxicloroquina e retraiu o estudo fraudulento, revelando que o Dr. Didier Raoult e outros denunciantes no sistema de saúde, que certas entidades, querem suprimir tratamentos eficazes, para promover o bom senso em apenas vacinas. Eles alertaram que os pacientes estavam sendo deixados para morrer.

Além disso, o tratamento com hidroxicloroquina é altamente barato. Por isso, parece que a intenção das corporações relacionadas a saúde e suas "subsidiadas", é reduzir a população mundial, até o certo limite "estabelecido", e logo mais uma vacina milagrosa será estabelecida por eles mesmos que criam o caos.
Estamos preocupados com a censura e exclusão da nossa página no Facebook. Por isso, incentivamos todos que desejam continuar a receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se increver acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar.
Siga-nos nas redes para atualizações - (Instagram) (Facebook) (Twitter)




Alexa - amazon