AS VACINAS QUE CONTÉM TODOS OS VÍRUS CAUSADORES DE DOENÇAS ESTÃO SENDO DESENVOLVIDAS SECRETAMENTE

AS VACINAS QUE CONTÉM TODOS OS VÍRUS CAUSADORES DE DOENÇAS ESTÃO SENDO DESENVOLVIDAS SECRETAMENTE ALERTA CIENTISTA QUE NÃO PACTUA COM O SISTEMA PODRE

Uma pesquisadora de bioquímica e bióloga molecular que acredita há muito tempo que o movimento da vacina é perigoso, tornou-se alvo de assédio e intimidação do governo e das grandes indústrias farmacêuticas, tendo sido até mesmo presa, tudo porque ela se recusou a destruir documentos, que criminaliza a indústria. 

Em 2011, enquanto realizava a pesquisa em Nevada, a Dr. Judy Mikovits, PhD, foi presa com alegações de que ela teria "roubado" documentos de pesquisas, tudo foi uma elaboração falsa contra a pesquisadora. 

No entanto, na verdade, ela nunca roubou nenhum documento; Eles estavam em seu escritório dentro do laboratório o tempo todo. Ela diz que se recusou a destruí-los como parte de uma tentativa de esconder evidências incriminatórias . 

Depois disso, ela se tornou alvo de ação judicial, tornando se mais perseguida e intimidada. Acabou-se custando-lhe o emprego e suas economias, mas "isso não impediu sua cruzada de expor as mentiras, a corrupção e a barbaridades médicas que existem , e que se escondem por trás dos chamados, cuidados de saúde. 

Agora Judy A. Mikovits, PhD lançou recentemente um livro chamado Plague Mikovits passou sua vida estudando doenças auto-imunes e neuro imunes, câncer e outras doenças cronicas. Especialmente ela está mostrando alguns dos mais importantes aspectos dos retrovírus, e o seu inocente lugar nas vacinas. 

Como Judy Mikovits explica, uma das principais fontes de retrovírus debilitantes é as vacinas. Na verdade, ela postula que praticamentetodas as vacinas estão contaminadas com algum tipo de retrovírus, proveniente de uma família animal - provavelmente por causa de todos aqueles adoráveis ​​subprodutos animais usados ​​para criar vacinas. Por exemplo, pelo menos seis por cento dos americanos pegaram retrovírus relacionados ao mouse, provavelmente por causa das vacinas. Na verdade, mais de 50 milhões de Brasileiros provavelmente hospedaram um retrovírus graças a uma inoculação de alguma vacina, que receberam pelo estabelecimento médico. 

Como exemplo primário, Judy Mikovits aponta para a polêmica vacina contra o rotavírus . Ela escreve: "Em 2010, a Administração de comida e droga (FDA) convocou um painel de especialistas para analisar os achados de que as vacinas contra rotavírus administradas a bebês nos EUA, rotavírus , produzida pela Merck Farmacêuticos e a vacina contra o rotavírus produzidas pela Glaxo Smith Kline, estão contaminadas com vírus de porco ". 

Judy Mikovits explica que vacina contra o rotavírus foi encontrado ácidos nucleicos do vírus do circo vírus porcino-1 (PCV1). Da mesma forma, rotavírus foi encontrado contaminado com ácidos nucleicos de PCV1 e PCV2. Os efeitos a curto e a longo prazo de tal contaminação não são totalmente conhecidos, mas os riscos ainda estão lá. Em última análise, esse painel de assessoria concluiu que “os benefícios da vacina superam seus riscos”. 

Enquanto a detecção de genes neste nível não era algo disponível para cientistas até recentemente, Judy Mikovits afirma que os pesquisadores têm consciência do potencial de transferência horizontal de genes (HGT) a muitos anos. Assim, embora a detecção não tenha sido possível, o risco potencial foi pelo menos um pouco reconhecido na comunidade científica. Na HGT, há uma "absorção direta e incorporação de material genético de uma espécie não relacionada". Judy Mikovits explica que, ao contrário dos poluentes químicos, que eventualmente são quebrados e removidos do corpo, os "poluentes" genéticos, como os ácidos nucleicos retrovirais, são essencialmente infecciosos. Estes ácidos nucleicos retrovirais são capazes de infiltrar genomas, multiplicando-se e se espalhando. Quando os ácidos nucleicos retrovirais se envolvem em HGT, as coisas podem ficar muito , rapidamente.muitosefeitos nocivos , incluindo doenças, reativação de vírus dormentes e câncer. 

A Dr. Judy Mikovits também explica que, em muitos casos, como com os retrovírus PCV1 e PCV2, a combinação de múltiplas vacinas pode tornar os perigos potenciais do material retroviral ainda mais grave. Ela observa em suínos, o PCV2 em particular é conhecido por causar sintomas semelhantes à AIDS - mas somente quando há ativação simultânea do sistema imunológico (como a vacinação simultânea). "Assim, a inoculação simultânea de vacina contra rotavírus contaminada com sequências de DNA do tipo 2 de PCV juntamente com DTaP, Hib, PCV, IPV e Hep B, como atualmente recomendado pelo ACIP, fornece um cenário de alto risco para doenças em seres humanos", escreve Judy Mikovits. 

Uma coisa é clara: as vacinas não são tão seguras quanto os cultivadores de vacinas que você gostaria de acreditar são . Praticamente todos os aspectos de uma vacina podem ser prejudiciais para os seres humanos, mas os perigos potenciais dos retrovírus são algo verdadeiramente temível; difícil de detectar e ainda mais difícil de provar, pesquisadores como Judy Mikovits realmente têm seu trabalho perseguido pela indústria, pois se todos ficarem cientes de tamanha maldade contra o ser humanos, isso pode gera uma revolta na sociedade, e digo seria ótimo . 
Author Image

Autor: Fabio Allves
Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade de qualquer forma que ela venha. Desde meu despertar há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. A informação está livremente correndo nas mãos do público, então o meu objetivo é ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar e fazer parte da inevitável mudança que acontece ao desperta a sociedade. Saber Mais