Arma biológica COVID: Dr. Fauci foi pego e a manipulação global para uma pandemia corrupta

A convocação de Dr. Anthony Fauci e as revelações sobre a gestão da pandemia de COVID-19 destacam a necessidade de uma investigação rigorosa...


Arma biológica COVID, Dr. Fauci foi pego, manipulação global para uma pandemia corrupta

Conforme o Subcomitê Seleto sobre a Pandemia de Coronavírus nos Estados Unidos, convocou o corrupto Dr. Anthony Fauci para testemunhar na segunda-feira, 3 de junho de 2024, sobre uma série de alegações graves relacionada à origem e sua gestão durante a pandemia de COVID-19. 

Entre as acusações estão a disseminação de informações falsas, políticas prejudiciais que resultaram em milhões de mortes, falências, abusos e negligências infantis, além de vacinas perigosas que continuam a causar uma série de excesso de mortalidade em todo o mundo.

A narrativa oficial sobre a origem do COVID-19 foi profundamente questionada. Documentos obtidos através da Lei de Liberdade de Informação (FOIA) revelam que Dr. Fauci e seus colegas estavam envolvidos em pesquisas arriscadas de ganho de função, especificamente na criação do vírus SARS-CoV-2. Além disso, há alegações de que documentos relacionados à origem do vírus foram deletados para encobrir essas atividades.

A congressista Marjorie Taylor Greene destacou em sua intervenção que os cientistas do NIH (Institutos Nacionais de Saúde) receberam mais de 700 milhões de dólares em royalties pelo desenvolvimento de vacinas contra o COVID-19. Greene questionou a ética de cientistas e médicos, financiados por dinheiro público, receberem patentes que resultam em lucros exorbitantes.


As medidas drásticas implementadas para conter um suposto novo vírus, como o lockdown global em março de 2020, tiveram efeitos devastadores na economia e na sociedade. A desestabilização causada por essas políticas foi descrita como um ato de "guerra econômica" contra a humanidade, levando ao colapso de várias estruturas sociais, políticas e econômicas em mais de 190 países.

A história oficial afirma que o novo coronavírus, inicialmente denominado 2019-nCoV, foi detectado em Wuhan, China, em dezembro de 2019. As autoridades chinesas fecharam o Mercado Atacadista de Frutos do Mar de Huanan após relatos de que animais selvagens vendidos ali poderiam ser a fonte do vírus. Entretanto, no início de 2020, surgiram dúvidas sobre a identificação e o isolamento do vírus, com a OMS confirmando a falta de um isolado purificado de uma amostra de paciente infectado.

Em fevereiro de 2020, o vírus de ganho de função ou arma biológica foi renomeado para SARS-CoV-2, associado ao surto de SARS em 2003. Esse renomeamento gerou ainda mais controvérsia e confusão sobre a verdadeira natureza e origem do vírus.

 Dr. David Martin, as principais perguntas estão sendo evitadas pelo subcomitê de investigação da covid-19 no Congresso norte-americano:


No Fórum Econômico Mundial em Davos, Suíça, em janeiro de 2020, foi discutido um programa de vacinas para o 2019-nCoV, proposto pela Coalition for Epidemic Preparedness Innovations (CEPI), financiada pela Fundação Bill e Melinda Gates. A empresa Moderna, com sede em Seattle e apoiada pela CEPI, foi encarregada de desenvolver uma vacina de mRNA.

As evidências sugerem que o desenvolvimento da vacina já estava em andamento no início de 2019, indicando um possível conhecimento prévio sobre o vírus antes de seu anúncio oficial. Essa revelação levanta questões significativas sobre a transparência e os interesses envolvidos na resposta global à pandemia.

Conclusão

A Arma biológica COVID, Dr. Fauci foi pego, a manipulação global para uma pandemia corrupta revelam que a origem e a gestão da pandemia de COVID-19 foi uma pandemia planejada. Isso nos revela que o vírus foi deliberadamente desenvolvido como uma arma biológica e que Dr. Fauci, uma figura central na resposta dos Estados Unidos à pandemia, está envolvido em atividades enganosas e antiéticas... 

A convocação de Dr. Anthony Fauci e as revelações sobre a gestão da pandemia de COVID-19 destacam a necessidade de uma investigação rigorosa e transparente. As alegações de políticas prejudiciais, desinformação e interesses financeiros obscuros sublinham a importância de responsabilizar os envolvidos e assegurar que futuras respostas a crises de saúde pública sejam baseadas em ciência sólida e ética transparente. A sociedade global merece clareza e justiça diante de uma das crises mais significativas do século XXI.

A jornalista Karina Michelin elabora um bom resumo:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Suplemento Multivitamínico

Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.