Testemunhas de Jeová Pedem aos Fiéis que Evitem Doações às Vítimas no RS e Enviem Contribuições via Pix da Igreja

Testemunhas de Jeová Solicitam Doações Coordenadas via Pix da Igreja para Vítimas no RS



Recentemente, a liderança dos Testemunhas de Jeová no Brasil emitiu uma orientação para seus fiéis a respeito das doações às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A recomendação é que os membros da congregação evitem fazer doações diretamente às vítimas, sugerindo, em vez disso, que as contribuições sejam feitas através do Pix da igreja. Essa medida visa proteger supostamente os doadores de possíveis fraudes e golpes financeiros.

Segundo a revista Oeste, o documento enviado às congregações explica que, se uma congregação específica ainda não foi convidada a ajudar, os fiéis não devem fazer arranjos pessoais para enviar doações. Além disso, é desaconselhado participar de vaquinhas virtuais, pois, segundo a liderança, "a intenção pode ser boa, mas nunca se sabe quem está por trás disso e se os valores arrecadados serão realmente enviados".

Apenas as congregações de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul foram chamadas a auxiliar no envio de doações, dado que cerca de 2 mil fiéis já foram afetados pelas enchentes e estão recebendo assistência. A orientação inclui também uma recomendação para que os fiéis aceitem apenas ajuda proveniente de programas do governo federal, visando uma melhor organização e eficiência na distribuição dos recursos.

Preocupações com Golpes e Fake News


Ao ser consultado, o Departamento de Informações ao Público (DIP) dos Testemunhas de Jeová mencionou que, desde o início das enchentes, houve vários alertas nos meios de comunicação sobre golpes financeiros e fake news relacionadas à ajuda humanitária. Nesse contexto, a instituição explicou que o objetivo das orientações é alertar e orientar aqueles que desejam oferecer ajuda de maneira organizada. No entanto, o que vimos de fake news partiu principalmente dos meios de comunicações. Enquanto o povo no RS, denunciava o descaso do governo federal.

Liberdade Individual


Apesar das orientações, a liderança dos Testemunhas de Jeová ressaltou que cada membro da congregação tem a liberdade de decidir como apoiar as campanhas de ajuda humanitária, seja seguindo as recomendações ou escolhendo outras formas de contribuição. Essa postura reflete o respeito à autonomia individual dentro da comunidade religiosa, mesmo em tempos de crise.

Conclusão

A postura cautelosa dos Testemunhas de Jeová diante das doações às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul destaca a preocupação com a segurança financeira dos fiéis e a eficácia das ações humanitárias. Ao recomendar que as contribuições sejam feitas via canais oficiais da igreja, a liderança busca minimizar riscos e assegurar que a ajuda chegue de maneira organizada e transparente aos afetados pelas enchentes.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Suplemento Multivitamínico

Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.