A Revolução da Inteligência Artificial e o colapso da sociedade: Impactos nos empregos de colarinho branco e azul

A inteligência artificial está pronta para revolucionar o mercado de trabalho e eliminar milhares de empregos de colarinho branco e gerenciais

Coletividade EvolutivaCiência e tecnologiaA Revolução da Inteligência Artificial e o colapso da sociedade: Impactos nos empregos de colarinho branco e azul

A Revolução da Inteligência Artificial: Impactos nos empregos de colarinho branco e colarinho azul
O CEO da OpenAI, Sam Altman, foi contundente em suas previsões de que a IA alterará radicalmente o mercado de trabalho e eliminará alguns tipos de empregos

A inteligência artificial (IA) está rapidamente assumindo o centro do palco no mundo profissional, alterando dinâmicas de emprego e resultando em cortes significativos em cargos de colarinho branco, da mesma forma que robôs e automação assumiram a fabricação de colarinho azul, alertam especialistas.

Colarinho branco é um termo informal que se refere a um profissional assalariado ou a um profissional ensinado a executar tarefas semiprofissionais. Essas tarefas são administrativas, burocráticas ou de gerenciamento, opondo-se às do "colarinho azul", cujo trabalho requer emprego de mão-de-obra física

Especialistas alertam que essa transformação já resultou em milhares demissões em cargos gerenciais nos últimos nove meses, marcando uma nova fase na relação entre tecnologia e emprego.  Esse movimento reflete uma tendência crescente de empresas em adotar tecnologias inteligentes para otimizar processos, aumentar a eficiência e reduzir custos operacionais.

O CEO da OpenAI, Sam Altman, não hesitou em afirmar que a IA provocará mudanças drásticas no mercado de trabalho, eliminando certos tipos de empregos. Suas previsões sugerem que a IA não será apenas um suplemento, mas sim uma transformação completa, levando à obsolescência de certas funções.

"Muitas pessoas que trabalham com IA fingem que só vai ser bom; vai ser apenas um suplemento; ninguém nunca será substituído". "Os empregos definitivamente vão desaparecer, ponto final", acrescentou Altman.  disse ele ao The Atlantic em uma entrevista em julho passado. 

Empresas recentemente anunciaram cortes de empregos relacionados à IA, incluindo gigantes como Alphabet, Duolingo e UPS, controladora do Google, evidenciando que o impacto dessa tecnologia se estende a diversos setores. 

Andrew Challenger, vice-presidente sênior da Challenger, Gray & Christmas, observa que o rápido avanço da adoção de IA já está sendo sentido, especialmente em mídia e tecnologia.

"O impacto do rápido avanço da adoção de inteligência artificial está começando a ser sentido de uma perspectiva de emprego, particularmente em mídia e tecnologia, mas verdadeiramente em todos os setores", disse Andrew Challenger, vice-presidente sênior da Challenger, Gray & Christmas.

"Dito isso, as empresas não estão culpando totalmente a IA por muitas decisões de demissão", acrescentou, observando que a maioria das empresas simplesmente se refere a "corte de custos" para explicar os cortes de empregos, tornando o papel da IA difícil de determinar.

Programas de IA generativa, como o ChatGPT da OpenAI, demonstram a capacidade de produzir conteúdo escrito e visual de alta qualidade em velocidade impressionante, rivalizando com o trabalho humano. Assim como a automação e a robótica revolucionaram a fabricação, a IA está pronta para remodelar o trabalho de conhecimento e informação.

Recentes demissões em empresas de tecnologia, como Duolingo e Google, destacam a tendência crescente de confiar na IA para a criação de conteúdo. O Duolingo, por exemplo, cortou 10% de sua força de trabalho, indicando que a IA será utilizada na produção de grande parte de seu conteúdo.

Apesar das empresas muitas vezes evitarem admitir publicamente que os cortes de empregos são diretamente atribuíveis à IA, a busca por eficiência e redução de custos por meio dessa tecnologia é evidente. 

A UPS, ao anunciar 12 mil demissões, inicialmente elogiou a IA como impulsionadora de cortes de custos, apenas para mais tarde retroceder, negando publicamente que a IA esteja substituindo trabalhadores.

Um estudo liderado pelo professor Ed Felten, de Princeton, destaca os empregos mais expostos à substituição por IA, incluindo analistas de gestão, advogados, professores, juízes, consultores financeiros e profissionais de recursos humanos. No entanto, o LinkedIn relata um aumento significativo no número de anúncios de emprego mencionando IA, sugerindo uma demanda crescente por habilidades relacionadas à inteligência artificial.

Enquanto alguns empregos enfrentam riscos crescentes de automação, outras categorias de trabalho florescerão. O crescimento de posições relacionadas à IA, como engenheiros de aprendizado de máquina, cientistas de processamento de linguagem natural e desenvolvedores de software, destaca as oportunidades emergentes no cenário profissional.

Em meio a essa revolução da IA, é crucial que trabalhadores estejam preparados para se adaptar às mudanças tecnológicas, adquirindo habilidades relevantes e mantendo-se atualizados com as demandas do mercado de trabalho em constante evolução.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Siga-nos: | | e | Nos Apoie: Doar

OBTENHA aqui o Extrato de Própolis Verde com essa combinação: Vitamina B, E, C, D3, A, Selênio e Zinco. Aumente suas defesas naturais! Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui. Fortalece o sistema imunológico, Poderosa ação antioxidante (antienvelhecimento), Atua contra o processo de inflamação do organismo - anti-inflamatório, Combate problemas de saúde ocasionados nas vias respiratórias e Tem poderosa ação antifúngica, antibiótica, acelerando a cicatrização
Fechar Menu
Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco, Imunidade e Proteção, Fortalvit, 60 Cápsulas

VER

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR