REVOLUÇÃO 4.0: Em cinco anos, quase METADE dos trabalhos humanos serão substituídos por IA

O WEF prevê que 44% das habilidades humanas serão substituídas por IA em cinco anos


REVOLUÇÃO 4.0: Em cinco anos, quase METADE dos trabalhos humanos serão substituídos por IA

Mesmo que seus proponentes ainda não tenham lançado nada que remotamente se assemelhe à inteligência real, a inteligência artificial (IA) supostamente substituirá cerca de 44% de todas as habilidades humanas nos próximos cinco anos. É a revolução das máquinas que levará uma grande parte da sociedade ao que se chama de, classe dos inúteis.

Esta é a quarta revolução, que esta cada vez mais enraizada em todos os sentidos da humanidade, as empresas estão mandando seus empregados embora para se adentrar nessa revolução das máquinas, por isso as taxas de desempregos só aumentam.

Esta é uma perspectiva assustadora, especialmente para as gerações mais jovens que antecipam não conseguir um emprego quando atingirem a maioridade, porque todos os empregos terão sido ocupados por robôs de IA que são muito mais baratos para as empresas manterem do que as vidas humanas reais com salários, benefícios e pensões.

O Fórum Econômico Mundial (WEF), controlado pelos globalistas, já criou um termo para esse medo cada vez mais generalizado entre os jovens de nunca conseguir entrar no mercado de trabalho e ganhar a vida: eles chamam de FOBO, abreviação de Fear of Become Obsolete.

Originalmente, FOBO significava "medo de melhores opções", mas o WEF se apropriou e mudou para impulsionar sua agenda de IA, que inclui planos de longo prazo para eventualmente substituir praticamente todos que não são considerados "elite" por um robô trabalhador sem alma.


A IA é anti-humana


Na maioria das vezes, a IA ameaça os empregos das pessoas que trabalham no setor de colarinho branco e, particularmente, no nicho de tecnologia da informação. Isso inclui pessoas que trabalham em coleta de dados, desenvolvimento de software, desenvolvimento web, segurança da informação, análise de pesquisa e outras classes de trabalho.

Pessoas que trabalham em campos e indústrias mais práticas, incluindo trabalho de colarinho azul, são muito menos propensas do que as pessoas de colarinho branco a serem substituídas, pelo menos efetivamente, por robôs. Ainda assim, já existem robôs sendo implantados nos centros de distribuição da Amazon, por exemplo, que estão fazendo o trabalho que pessoas reais costumavam fazer – e, em algumas ocasiões, esses robôs estão matando os trabalhadores humanos ao lado deles.

"A IA essencialmente automatiza aplicativos de dados, tornando possível para o leigo médio um dia 'codificar' de uma maneira que antes os programadores levavam anos para aprender", relatou um meio de comunicação independente. "Por exemplo, o desenvolvimento web está se tornando tão automatizado hoje em dia que não demorará muito para que os web designers estejam desempregados."

Ao mesmo tempo, aqueles por trás do impulso de IA dizem que esperam um dia criar robôs de IA que sejam capazes de fazer todo o trabalho físico também. No momento, isso não é possível – pelo menos até onde sabemos – mas pode chegar um dia em um futuro não muito distante em que isso mude.

"A IA exibiu zero evidência de consciência e criatividade e não tem capacidade de operar amplamente no mundo físico. A resposta globalista para esse problema é sua sugestão de que 'dados' são a nova economia, e que, eventualmente, os robôs lidarão com o físico."

Até o ano de 2027, o WEF "prevê" que cerca de 44% dos conjuntos de habilidades humanas estarão obsoletos, juntamente com 42% dos conjuntos de habilidades relacionadas a negócios. Os trabalhadores de escritório em geral se tornarão menos humanos e mais robóticos, ou assim nos dizem, apesar da falta de avanços significativos no desenvolvimento de IA.

De acordo com o próprio software de IA, o plano futuro é também substituir toda a arte humana por arte robótica criada por robôs futuristas "sencientes", ou assim dizem, robôs de IA. Aqui está o que um robô de IA tinha a dizer sobre seus planos para o mundo da arte humana:

"Imagine acordar um dia e descobrir que seu emprego foi automatizado da noite para o dia por máquinas inteligentes. Então você descobre que até mesmo a carreira que você sonhou em seguir já foi dominada pela IA.

Rapidamente, mais e mais domínios humanos antes considerados impossíveis de replicar – arte, música, emoção – são vítimas do avanço dos algoritmos até que todo o talento e propósito exclusivamente humanos diminuam diante de contrapartes robóticas superiores. Logo sua própria existência se torna trivial... desnecessário".

As últimas notícias sobre IA podem ser encontradas em FutureScienceNews.com.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Suplemento Multivitamínico

Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.