Querem pandemia da fome? OMS exige que governos proíbam agricultura em todo o mundo para salvar o planeta

Os globalistas estão pressionando para que os plebeus comam insetos, ervas daninhas e "carne" sintética porque os insetos "consomem menos recursos...


Querem pandemia da fome? OMS pede que governos proíbam agricultura em todo o mundo para salvar o planeta

Uma nova declaração do diretor-geral da organização globalista terrorista, OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, sugere que os governos mundiais implementem políticas ambientais que proíbam a agricultura atual - revela claramente os planos da agenda dos globalistas que estão conspirando secretamente para matar humanos de fome como parte de um plano para reduzir a população mundial. As falácias das "mudanças climáticas" é a nova crise pandemia que estão buscando impor.

Os globalistas, como Bill Gates, grande financiador da OMS, estão atacando a humanidade de todos os ângulos desesperadamente antes que todos descubram seus planos. Eles não querem apenas remover o direito a propriedades privadas e veículos movidos a constituível, eles querem destruir a pecuária e a indústria agrícola sob o pretexto de reduzir as emissões de carbono com um "plano net zero".

Em seu discurso (Vídeo abaixo) claramente alinhada a agenda 2030, a Organização Mundial da Saúde (OMS) sugere claramente para os governos mundiais proibirem a agricultura para salvar o planeta da chamada "ebulição global". De acordo com a OMS, proibir a carne e os produtos de uso diário é o primeiro passo necessário para atingir seu objetivo radical. (Relacionado: Sem agricultor, sem futuro: Guerra contra agricultores na Alemanha leva a protestos maciços)

Os globalistas que estão usando fantoches políticos e suas poderosas organizações infiltradas em países de todo o mundo, como a OMS, o Fórum Econômico Mundial (WEF), para impor sob uma agenda orwelliana sob pretexto de combater as "mudanças climáticas". Essas agendas verdes, ambientalistas e mudanças climáticas não passa de um grande plano para destruir e reconstruir [ Grande Reset ] centralizado sob o poder dos oligarcas globais.

Em um discurso em vídeo abaixo, assim como foram seus discursos bonitos e enganadores da pandemia em querer proteger as pessoas, ele afirma que deseja proteger a saúde das pessoas e do planeta, mas sabemos que o plano é muito mais profundo, é matar o maior número de pessoas, esse é o plano - o diretor-geral Tedros Adhanom Ghebreyesus declarou:

"Nossos sistemas alimentares estão prejudicando a saúde das pessoas e do planeta. Os sistemas alimentares contribuem para mais de 30% das emissões de gases de efeito estufa e respondem por quase um terço da carga global de doenças. Transformar os sistemas alimentares é, portanto, essencial, mudando para essa dieta mais saudável, diversificada e baseada em vegetais."

"Se os sistemas alimentares fornecerem dietas saudáveis para todos, poderemos salvar 8 milhões de vidas por ano", afirmou Tedros, "A OMS está comprometida em apoiar os países a desenvolver e implementar políticas para melhorar as dietas e combater as mudanças climáticas. Portanto, estou muito satisfeito que mais de 130 países assinaram o código 28 da Declaração dos Emirados Árabes Unidos sobre clima e saúde. Juntos, podemos proteger e promover a saúde das pessoas e do planeta. Obrigado." - Vídeo original AQUI 

Aproveite e siga minha nova conta no X : 

 

De fato, WEF ordena que governo dos EUA não apreenda fazendas à força até 2025 e queime milhões de gado 


O enviado presidencial especial de Biden para o clima, o primeiro O senador John Kerry, declarou que é hora de seguir no Os passos da Holanda e a repressão às fazendas privadas para combater mudanças climáticas.

De acordo com Kerry, os Estados Unidos devem reduzir maciçamente a agricultura para cumprir as metas radicais da "agenda verde" estabelecidas pelo Fórum Econômico Mundial (WEF) e a Organização das Nações Unidas (ONU).

"Muita gente não tem ideia de que a agricultura contribui com cerca de 33% de todas as emissões do mundo." "Dependendo um pouco de como você conta, mas é em qualquer lugar de 26 a 33. E não podemos chegar ao zero líquido, não fazemos esse trabalho, a menos que a agricultura seja parte da solução. Então, tudo de nós entendemos aqui. As profundezas desta missão."

Fazer estas observações na Missão de Inovação Agrícola (AIM) para a Cúpula do Clima realizada em Washington, D.C., Kerry negligenciou reconhecer o fato inegável de que o setor agropecuário desempenha um papel vital no prover sustento e garantir a sobrevivência de todos aproximadamente 8 bilhões de pessoas em todo o mundo.

A agenda visa colapsar todo o sistema para centralizá-lo nas mãos dos oligarcas globalistas - controlar até seu respirar.


Thepostmillennial.com relata: Algumas das palavras de Tedros são citadas em uma página de nutrição das Nações Unidas intitulada "Para as pessoas, o planeta e a prosperidade: nutrição na COP28". A página pressiona notavelmente pela união de "líderes globais por trás de compromissos e planos para alcançar o Acordo de Paris", que falsamente se refere como um "tratado juridicamente vinculativo da ONU para enfrentar as mudanças climáticas e limitar o aumento da temperatura média global a 1,5°C".

Como apontou o Daily Wire, o Acordo de Paris pediu que outros Estados-nação aderissem a "compromissos não vinculativos sobre as mudanças climáticas".

A página de nutrição também discute a adoção do "The Global Stocktake", que, de acordo com a página, "apresenta o acordo inovador para a transição para longe dos combustíveis fósseis e pede aos países que implementem soluções integradas e multissetoriais para fornecer sistemas alimentares sustentáveis e resilientes ao clima como medida de adaptação às mudanças climáticas". 

"Também diz que, embora tal movimento "represente um passo gigantesco à frente", ainda houve decepção por parte de muitos que sentem que "a eliminação gradual dos combustíveis fósseis não foi longe o suficiente, e os parâmetros dos sistemas alimentares não se aprofundaram na mitigação e nos esforços para entregar mudanças alimentares".
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Uma pequena pausa antes de continuar


Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.