Coletividade Evolutiva , Preços do cacau sobem para nível mais alto em 45 anos e o chocolate pode ficar mais caro - o que é raro, fica caro! , Brasil , Mundo , Notícias alternativas ,

Preços do cacau sobem para nível mais alto em 45 anos e o chocolate pode ficar mais caro - o que é raro, fica caro!

A oferta global de cacau está apertando em meio a preocupações de que os níveis atuais de produção de cacau podem não ser suficientes para reabastecer


Preços do cacau sobem para nível mais alto em 45 anos e o chocolate pode ficar mais caro - o que é raro, fica caro!

Os preços do cacau em Nova York subiram para mais de US$ 4.000 por tonelada nesta sexta-feira (10) passada, o nível mais alto desde 1978, já que as perspectivas de colheitas ruins na capital mundial do cacau, a África Ocidental, fizeram os preços dispararem.

A oferta global de cacau está apertando em meio a preocupações de que os níveis atuais de produção de cacau podem não ser suficientes para reabastecer os estoques globais para evitar um déficit que sustenta preços mais baixos.

No Brasil, os preços também dispararam e chocolate pode ficar mais caro em breve, depois de uma alta acumulada de 13,61% em 2022, mais que o dobro da inflação média do país medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que ficou em 5,77% no mesmo período. O principal motivo é o preço do cacau, que disparou nos últimos meses e chegou a US$ 3.874 por tonelada em setembro.

Em um relatório recente, o governo da Costa do Marfim – o maior produtor de cacau do mundo – informou que, de 1º de outubro a 5 de novembro, os agricultores marfinenses só conseguiram embarcar 288.686 toneladas métricas (318.222 toneladas) de cacau para os portos do país. Trata-se de uma queda de 17,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em Gana, o segundo maior produtor do mundo, o regulador do cacau do país, o Ghana Cocoa Board (Cocobod), alertou que é improvável que mais de seus produtores de cacau cumpram seus contratos de produção de cacau pela segunda temporada consecutiva este ano. A safra de cacau de Gana de 2022 a 2023 deve ficar em torno de 683.000 toneladas métricas (752.900 toneladas), uma baixa de 13 anos e 24% abaixo das estimativas iniciais de 850.000 toneladas métricas (937.000 toneladas).

Cocobod atribuiu a situação principalmente à falta de fertilizantes e ao mau tempo que espalha a doença da vagem negra – uma doença protozoária que pode fazer com que a produtividade caia em um terço e levar à morte de 10% dos cacaueiros em áreas de surto. A disseminação dessa doença, que pode fazer com que as vagens de cacau fiquem pretas e apodreçam, também pode afetar a produção de cacau e a qualidade das lavouras, empurrando o mercado global de cacau para um déficit ainda maior.

A Cocobod reagiu adiando o embarque de 44 mil toneladas (48.502 toneladas) de cacau por falta de insumos. A menor produção em toda a África Ocidental fez com que grandes empresas de chocolate, como a Mondelez International, aumentassem seus preços.

Colheitas ruins, clima extremo tornando as perspectivas de colheita de cacau ruins


Analistas alertam que os distúrbios climáticos induzidos pelo El Niño podem trazer condições climáticas ainda mais secas para nações da África Ocidental, como Costa do Marfim e Gana, os maiores produtores mundiais de cacau. Eles alertam que isso pode resultar em um terceiro ano consecutivo de déficit na colheita de cacau.

"A expectativa de um déficit de oferta foi agravada com as variações climáticas, especialmente na África Ocidental", alertou a Organização Internacional do Cacau em um relatório recente.

El Niño refere-se a um aquecimento da superfície do oceano no Oceano Pacífico tropical central e oriental. Os ventos de superfície de baixos níveis, que normalmente sopram de leste a oeste ao longo do equador, enfraquecem ou, em alguns casos, começam a soprar na outra direção. Os eventos de El Niño podem interromper os padrões climáticos normais globalmente.

Em 2016, após um evento climático El Niño que causou seca e prejudicou a produção global de cacau, os preços do cacau subiram para uma máxima de 12 anos.

As más condições da produção atual de cacau e as perspectivas negativas para as safras futuras fizeram com que os preços dos doces saltassem 13% em outubro em comparação com os preços do ano passado. Referência: Naturalnews.com

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR