Coletividade Evolutiva , Vitamina D: Sintomas e consequências da deficiência de vitamina D , Bem-estar , Vida saudável , Vitaminas ,

Vitamina D: Sintomas e consequências da deficiência de vitamina D

As fontes de onde o nosso corpo pode obter vitamina D são essencialmente a alimentação e a exposição ao sol.




vitamina D é essencial para o nosso corpo. É conhecido por sua capacidade de manter os ossos saudáveis, mas também é benéfico para o cérebro e o coração. Mas o que acontece em caso de deficiência? Que sintomas podem aparecer?

As fontes de onde o nosso corpo pode obter vitamina D são essencialmente a alimentação e a exposição ao sol. Você nem sempre percebe que tem uma possível deficiência de vitamina D até que ela seja diagnosticada, geralmente com um exame de sangue.

As pessoas mais sujeitas à deficiência de vitamina D são aquelas que passam muito pouco tempo ao ar livre durante a vida diária e aquelas que não ingerem alimentos fontes de vitamina D. Em caso de deficiência de vitamina D o médico pode prescrever uma mudança no estilo de vida ou dieta ou um suplemento.

A vitamina D é um hormônio esteroide lipossolúvel que regula a expressão de mais de 1000 genes, participando decisivamente do funcionamento de vários órgãos e sistemas. Ela conta com mais de 80 funções de restauro e de reparo no organismo humano e é responsável pela ativação de mais de 3500 genes. 

Carência de vitamina D provoca vários sintomas


Expor pelo menos o rosto e os braços ao sol durante 15-20 minutos por dia, obviamente com a devida cautela, é uma das indicações básicas dos especialistas para permitir ao nosso corpo sintetizar vitamina D pela luz natural.

No que diz respeito à nutrição, as fontes de vitamina D podem ser tanto de origem animal, como ovos, leite e derivados, como alimentos de origem vegetal, com especial referência aos cogumelos.

Sintomas de deficiência de vitamina D


No caso de deficiência de vitamina D podemos encontrar-nos perante diferentes tipos de sintomas que nem sempre são imediatamente atribuíveis a este problema, pois, na maioria das pessoas, são tão ligeiros e subtis que não fazem soar nenhum alarme. Entre os sintomas mais frequentes encontramos:

Dor óssea e fraqueza muscular

São sintomas que podem ser confundidos com os de uma gripe comum e também com outra longa série de problemas de saúde.

Osteoporose: uma deficiência de vitamina D aumenta o risco de sofrer de osteoporose

Problemas cardíacos

A longo prazo, o coração também pode ser afetado por níveis baixos de vitamina D no organismo, por isso a deficiência desta vitamina está, em alguns casos, também associada a problemas cardíacos.

Asma em crianças

As crianças mais novas, principalmente se passam muito tempo em casa, correm o risco de deficiência e um sintoma que pode ser atribuído a uma concentração não ideal desta vitamina no sangue é o aparecimento de asma.

Distúrbios cognitivos

Especialmente os idosos que muitas vezes apresentam deficiência desta vitamina podem ver o aparecimento de problemas cognitivos.

Infecções frequentes

Devido ao seu papel significativo no sistema imunológico, a falta de vitamina D expõe o corpo a diferentes tipos de patógenos. Vários estudos descobriram que pessoas com baixos níveis de vitamina D correm maior risco de contrair resfriados e infecções por gripe.

Distúrbios psicológicos

O início da depressão pode ser devido a várias razões e a falta de vitamina D é uma delas. Uma revisão de 2020 publicada no jornal Depression and Anxiety descobriu que os suplementos de vitamina D podem ajudar pessoas depressivas.

Consequências da deficiência de vitamina D


As consequências da deficiência de vitamina D podem variar dependendo da idade, saúde e fase da vida do indivíduo. Entre as consequências que podem surgir estão:

Raquitismo: nas crianças uma das consequências mais graves e conhecidas da deficiência de vitamina D é representada pelo raquitismo. Pode ocorrer devido a uma deficiência de vitamina D devido à falta de exposição solar e/ou má ingestão de alimentos. 

É importante que as mulheres grávidas e lactantes tenham níveis adequados de vitamina D para proteger o bebê. Em adultos, a deficiência de vitamina D pode causar deformação óssea, arqueamento anormal dos membros inferiores e da coluna vertebral.

Doenças autoimunes: baixos níveis de vitamina D podem levar a uma maior incidência de doenças autoimunes, como artrite reumatóide, lúpus e diabetes tipo 1. Na verdade, a deficiência de vitamina D pode prejudicar o bom funcionamento do sistema imunológico levando ao aparecimento de doenças no geral.

Risco de Alzheimer: um estudo realizado há alguns anos na Escócia relacionou a deficiência de vitamina D a um risco aumentado de Alzheimer, com particular referência às populações que vivem em áreas do mundo com pouca luz solar. - Original: Catraca Livre

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR