Governo do PT financiado por Biden e visto como fascista por prender cantora gospel e conservadores por ato democrático

Brasil visto pelo mundo como governo Lula financiado por Biden e fascista por prender cantora gospel e outros conservadores por patriotismo.


Governo do PT financiado por Biden e visto como facista por prender cantora gospel e conservadores por ato democrático

O governo brasileiro de esquerda continua sua perseguição aos conservadores, prendendo a cantora gospel Fernanda Ôliver e o jornalista Allan Frutuoso. Outros 8 em cada 10 conservadores foram presos pela Polícia Federal do Supremo Tribunal Federal nas operações do que a corte diz ser ato golpista/ antidemocrático, dois deles estão foragidos. 250 patriotas permanecem presos no Brasil desde 8 de janeiro de 2022, incluindo o chefe cacique Serere Xavante.

Fernanda Ôliver foi presa em Goiânia pelo "crime" de cantar sobre Deus, liberdade e patriotismo na capital Brasília em 8 de janeiro de 2022 . A grande mídia acusou a beldade de 25 anos do "crime" de "usar a bandeira do Brasil nos ombros" e "usar outros adereços, como bonés". No entanto, centenas de milhares de brasileiros usavam o mesmo. Também vão prender os milhares ou prenderam apenas alguns para tentar coagir centenas de milhares de patriotas?

A nossa constituição garante que se manifestar e reunião é um ato democrático de direito: A Constituição Federal de 1988 garante o direito à livre manifestação do pensamento e à liberdade de reunião pacífica, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização.

No entanto, para os oligarcas do poder brasileiro, seguir as normas da constituição de 1988 é ato criminoso. A liberdade de expressão e opinião está sendo criminalizada sob o disfarce de "fake news"/ "desinformação" ou "discurso de ódio". O que os acusadores e grande mídia corrupta alegam ser atos antidemocráticos é, na verdade, atos democráticos de direito. No entanto, eles acusaram patriotas do que eles mesmos praticam.

Milhares de patriotas brasileiros se manifestaram pela democracia real, liberdade e família, porque as evidências, relatórios e fatos mostraram que a reeleição e a liberação de Lula, mas não descondenado, foi um ato programado para acontecer. De fato, os relatórios, incluindo das Forças Armas, apontaram irregularidades e possivelmente fraudes nas urnas eletrônicas, o que os fez ainda mais os brasileiros descontentes com o processo corrompido.



Voltando para a cantora gospel, Fernanda Ôliver cantou do lado de fora do quartel do Exército Federal em 8 de janeiro de 2022, onde dezenas de milhares de patriotas e cristãos rezavam/ oravam por um milagre para salvar seu país da ditadura:

Fernanda Ôliver tem quase 140 mil seguidores no Instagram.

Que absurdo! Ela cantava em frente os quartéis.  Isso é crime?
Cantora gospel, Fernanda Ôliver é presa em Goiânia em operação da PF que mira os patriotas do 8/1

Ôliver fez “sucesso” nos acampamentos  ao gravar uma música que ficou conhecida como o “hino das manifestações”
Que por sinal é lindo!!

O "brasileiro Joe Rogan", Bruno "Monark" Aiub, foi suspenso em todos os perfis nas redes sociais e multado em US$ 75 mil pelo juiz de esquerda Alexandre de Moraes, conforme informou o Gateway Pundit.

O jornalista Allan Frutuoso foi preso no dia 26 de julho tentando embarcar em um voo para a Argentina pelo crime de protesto na sede da Polícia Federal em Brasília no dia 12/12/2022.

Em 17 de agosto, às 7h, o juiz Moraes enviou seu esquadrão particular de capangas da Polícia Federal para prender centenas de conservadores, 10 dos quais conseguiram escapar e agora estão escondidos:

Rodrigo Lima de Araujo e Silva, Tiago Bezerra Lima e Silva, Dirley País, Isaac Ilis Soares Ferreira, Fernanda Rodrigues Oliveira, Juliana Gonçalves Lopes, Juliano da Silva Martins e Alexandre Eufrásio foram presos pela tropa de choque fascista de Moraes, relatou o Gateway Pundit.

José Renato Gasperine Junior e Lucas Yiuk de Melo conseguiram fugir e estão foragidos. Monark está exilado em Miami. Agora, cabe às empresas de mídia social "ocidentais" decidir se vão concordar com o ataque fascista à liberdade de expressão.

Na quinta-feira, o ditador fascista de fato De Moraes também autorizou sua Polícia Federal a revistar as contas fiscais e bancárias do ex-presidente Jair e da primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Regime Biden apoia o fascismo do governo Lula sob disfarce de defender a democracia.


O regime de Biden "apoia totalmente" o golpe brasileiro, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, em janeiro. O morador da Casa Branca, Joe Biden, teve uma reunião virtual com o presidente socialista Luiz Inácio Lula da Silva em 16 de agosto, prometendo ao criminoso comunista US$ 500 milhões para sustentar sua ditadura enquanto a economia entra em colapso.

Conforme relatado pela grande mídia, o PT também praticamente comprou aprovações e emendas parlamentares perigosas, "liberando" cerca de R$ 2,1 bilhões em emendas impositivas. Esse foi o maior valor de emendas liberado em um único dia desde o início do mandato. A liberação ocorreu na véspera de votações econômicas importantes na Câmara dos Deputados, como a controversa reforma tributária.

O Departamento de Estado de Blinken era estúpido demais para perceber que os comunistas sul-americanos apoiam a China e a Rússia, não os EUA. Eles vão levar o nosso dinheiro.

Depois de flexionar seus músculos para mostrar que poderiam fazer com que a Big Tech silenciasse qualquer voz ou destruísse qualquer plataforma que os desagradasse, os democratas agora aplaudem as pressões de censura da CIA, DHS e FBI.

Autoproclamados "antifascistas" unem o poder estatal e corporativo para censurar como sua principal arma — Glenn Greenwald (@ggreenwald) August 17, 2023

jornalista de esquerda Glenn Greenwald contribuiu para que o criminoso Lula da Silva fosse condenado em 2018 pelo escândalo bilionário de corrupção da Lavo Jato, ligado a Obama.

Agora, Greenwald, que vive no Brasil, percebeu o perigo que o governo comunista de Lula da Silva representa para jornalistas como ele. "O Brasil é o caso de teste para ver até onde eles podem ir com sua censura", disse Greenwald.

A peça central do liberalismo americano é implorar e coagir os principais centros de poder corporativo - particularmente seus aliados nas Big Tech e na mídia corporativa - a silenciar e banir vozes que discordam de sua política. 

Essas restrições colocaram as pessoas e agências da mídia, saúde, entre outras, em um caminho perigoso, retirando-a lentamente daquilo que antes era a única ambição daqueles que se propunham a libertar os oprimidos: a liberdade.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Uma pequena pausa antes de continuar


Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.