"Vacinas Reforço" Covid aumentam as chances de adoecimento, revela pesquisa

Pessoas vacinadas que receberam uma das vacinas bivalentes atualizadas tiveram um risco maior de contrair a infecção


Vacinas "Reforço" Covid aumentam as chances de adoecimento, revela pesquisa

Pesquisadores da Cleveland Clinic, em Ohio, descobriram que as pessoas vacinadas que receberam uma das vacinas bivalentes atualizadas tiveram um risco maior de contrair a infecção do que aquelas que não a receberam, um grupo que incluía pessoas vacinadas e não vacinadas.

O risco mais elevado manteve-se mesmo após o ajuste de fatores como idade e a posição de trabalho.

“Este estudo destaca as dificuldades de confiar na proteção oferecida por uma vacina quando sua eficácia diminui ao longo do tempo com o surgimento de novas variantes, que são antigenicamente muito diferentes daquelas usadas para desenvolver a vacina“, disse o Dr. Nabin Shrestha e outros pesquisadores.

A subvariante Omicron XBB tornou-se dominante nos EUA em janeiro. As vacinas bivalentes da Moderna e da Pfizer têm como alvo as cepas BA.4 e BA.5, bem como a cepa mais antiga de Wuhan.


O estudo, publicado no servidor medRxiv ( aqui ) em 12 de junho 2023, antes da revisão por pares, incluiu 48.344 funcionários da Cleveland Clinic, 47% dos quais tinham evidências de uma infecção anterior. Os funcionários foram incluídos se estivessem empregados no outono de 2022, quando as vacinas bivalentes se tornaram disponíveis, e ainda estivessem empregados quando a cepa XBB e suas linhagens se tornassem dominantes. O estudo foi realizado no período de 29 de janeiro de 2023 a 10 de maio de 2023. Foram excluídas as pessoas cuja idade e gênero não estavam disponíveis.

Ao analisar a eficácia da vacina com um gráfico de risco Simon-Makuch ( aqui ), os pesquisadores consideraram cada funcionário como “desatualizado“. Quando um trabalhador recebia uma dose bivalente, ele passava a ser considerado “atualizado“. Os funcionários deixavam de fazer parte do estudo se fossem demitidos. Durante o período do estudo, 1.475 pessoas, ou seja, 3% dos funcionários da clínica, foram infectados.

Estar “desatualizado” foi associado a um risco menor de infecção, com uma taxa de risco não ajustada de 0,78 e uma taxa de risco ajustada de 0,77. Uma taxa de risco menor que 1 significa um risco menor de infecção.

Os pesquisadores não forneceram estimativas sobre a eficácia da vacina porque não calcularam quantos funcionários infectados não foram vacinados, disse Shrestha ao Epoch Times por e-mail. A maioria dos funcionários, 87% para ser precisa, receberam pelo menos uma dose da vacina.

A Cleveland Clinic ofereceu testes e vacinas aos funcionários durante todo o período da pandemia de COVID-19. A instituição de saúde sem fins lucrativos começou a oferecer doses da vacina bivalente em 12 de setembro de 2022, logo após a liberação regulatória e a recomendação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA para quase todos os vacinados.

O CDC definiu aqueles que receberam todas as doses de vacina recomendadas como “atualizados”. A definição mudou várias vezes durante a pandemia. No começo era uma série primária. Um reforço monovalente foi adicionado posteriormente.

A partir de abril, estar “atualizado” para maiores de 5 anos significa ter recebido uma dose bivalente. Para crianças entre seis meses e quatro anos, isso significa ter recebido duas doses da vacina Moderna ou três doses da vacina Pfizer. A atualização mais recente ocorreu quando as autoridades substituíram as vacinas mais antigas por bivalentes, que antes estavam disponíveis apenas como reforços.

Os pesquisadores da Cleveland Clinic queriam verificar se as pessoas que se enquadravam na atual definição de “atualizadas” estavam mais protegidas do que aquelas que não estavam, dada a falta de dados sobre vacinas bivalentes, que foram autorizadas sem dados de testes clínicos, e até o momento eles não têm estimativas sobre a eficácia do ensaio clínico. Anteriormente, os pesquisadores descobriram que quanto mais doses você recebe, maior a probabilidade de ser infectado. ( aqui )

Referência: KarinaMichelin
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Suplemento Multivitamínico

Fechar Menu