Coletividade Evolutiva , Não é o vírus! A vacina covid é o grande responsável pelos danos cardíacos e mortes , Ciência , Coronavírus , Covid-19 , Ivermectina , Pandemias , Vacina , Vacinação ,

Não é o vírus! A vacina covid é o grande responsável pelos danos cardíacos e mortes

Dr. McCullough explica por que é a substância vacinal, não o vírus, é amplamente responsável pelo aumento nos danos cardíacos


Não é o vírus! A vacina covid que é o grande responsável pelos danos cardíacos e mortes

Nanopartículas são minúsculas partículas de matéria entre 1 nanômetro (nm) e 100 nanômetros de diâmetro. Embora você possa não ter ouvido falar dessas minúsculas estruturas, sem dúvida será inundado com informações sobre seu uso em tratamentos médicos nos próximos anos.

Em particular, o uso de nanopartículas em injeções de COVID está gerando polêmica. As nanopartículas das vacinas COVID causam danos ao coração e outros resultados adversos à saúde? 

Dr. Peter McCullough: injetar substância de mRNA COVID “instalam o código genético”, danificando coração, órgãos e vasos sanguíneos


De acordo com o Dr. Peter McCullough, diretor científico da The Wellness Company e um dos cardiologistas mais respeitados dos Estados Unidos, quanto mais injeções de COVID uma pessoa recebe, maior a probabilidade de infecção. McCullough chega a insistir que as infecções por COVID após a injeção se tornam cumulativamente piores.

É a substância mRNA COVID em vez do vírus, que é responsável por danos ao coração.


O Dr. McCullough explica que as injeções instalam um código genético por meio de nanopartículas lipídicas. As nanopartículas se movem por todo o corpo humano, comprometendo o coração e os vasos sanguíneos, resultando em coágulos sanguíneos potencialmente mortais e danos ao coração.

Dr. McCullough explica por que é a substância vacinal, não o vírus, é amplamente responsável pelo aumento nos danos cardíacos "As vacinas instalam o código genético por meio de nanopartículas lipídicas que circulam no corpo... danificando diretamente o coração, danificando os vasos sanguíneos - causando coágulos sanguíneos."

Os dados mostram que a substância vacinal é um veneno silencioso promovido como remédio


Conforme o Medicare, um programa de seguro de saúde do governo federal dos Estados Unidos, foi lançado em 1965 como parte da Administração de Seguridade Social do país. O programa administrado pelo governo é projetado para fornecer seguro de saúde para residentes dos Estados Unidos com 65 anos ou mais.

Os dados do Medicare divulgados recentemente deixam claro que as vacinas COVID aumentam significativamente as chances de morte. Pode-se supor que essa correlação angustiante seria significativa o suficiente para justificar uma menção no noticiário da noite. No entanto, se você sintonizar na mídia corporativa e em seus portais de notícias, é improvável que ouça qualquer referência a essas estatísticas.

Dados do Medicare revelam um aumento de 50% na taxa de mortalidade nos primeiros 200 dias após a segunda injeção


Os investigadores que heroicamente se deram ao trabalho de explorar o banco de dados do Medicare de 114.000 registros descobriram que as estatísticas que mostram mortes decorrentes de injeções de coronavírus estão em níveis recordes. As vacinas estão claramente aumentando o risco de idosos morrerem prematuramente. Além disso, o risco de morte aumenta por um período prolongado após a injeção.

Os dados mostram um aumento de 50% na taxa de mortalidade nos primeiros 200 dias após a segunda injeção. No entanto, após um ano, aqueles que param de tomar as injeções parecem ter um risco reduzido de morte. Infelizmente, aqueles que seguiram as orientações do governo federal para o agendamento de vacinas correm um risco elevado de morte.

Injeções da gigante farmacêutica dizimam a saúde dos receptores de vacinas


Navegue na web, ligue as notícias ou ouça seu rádio, e você certamente ouvirá ou verá uma referência a uma ou mais mortes súbitas. No mínimo, seu consumo de informações revelará conteúdo sobre o número crescente de resultados adversos à saúde induzidos por vacinas entre a população em geral.

A miocardite ligada à vacina COVID é especialmente preocupante. Embora essa forma de inflamação do músculo cardíaco possa resultar de uma infecção viral, ela também pode resultar da vacina COVID, comprometendo o ritmo do coração, incluindo sua capacidade de bombear sangue.

Um número crescente de pacientes diagnosticados com miocardite pode rastrear o dano até a injeção. A verdade desconfortável é que a miocardite é uma complicação decorrente do mRNA da gigante farmacêutica usado em vacinas contra o coronavírus. (e agora, em todas as injeções)

Evidências continuam a se acumular sugerindo uma ligação entre vacinas COVID e danos cardíacos


Avance uma década no futuro e você poderá descobrir que uma parte significativa da população tem miocardite ou outros problemas cardíacos devido às injeções de COVID. Infelizmente, no momento, os dados sobre miocardite e outras lesões cardíacas decorrentes das injeções são limitados.

Por exemplo, um estudo retrospectivo recente analisou dados de quase 100 pacientes adultos afetados por miocardite. O estudo revelou que 22% dos pacientes sofreram miocardite após receberem a injeção. 

É particularmente interessante notar que os pacientes diagnosticados com miocardite após a injeção eram mais propensos a serem relativamente jovens e do sexo masculino quando justapostos a outros grupos. Cada um dos 21 pacientes diagnosticados com miocardite após a injeção experimentou dor no peito que começou dentro de uma semana após a injeção e durou mais de quase uma semana inteira depois.

Fique atento, pois mais informações sobre miocardite e outros resultados negativos da vacina para a saúde serão reveladas nas próximas semanas.

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR